Total de visualizações de página

terça-feira, 28 de junho de 2011

Arrependimento

O arrependimento envolve tristeza pelo pecado e também afastamento dele. Não abandonaremos o pecado enquanto não reconhecermos quão terrível ele é. Enquanto não nos afastarmos sinceramente do pecado não haverá mudança real em nossa vida.
O arrependimento é uma mudança de atitude. Na linguagem do Novo Testamento, a palavra se refere a alguém que muda de atitude, desiste do pecado e se volta para Deus. Arrependimento é, em suma, a atitude de alguém que desiste de pecar.
Muitos não compreendem a verdadeira natureza do arrependimento. Multidões de pessoas se entristecem por causa de seus pecados e até mesmo procuram fazer uma reforma exterior, porque têm medo de que seu mau comportamento lhes cause sofrimentos. Mas não é esse o arrependimento que a Bíblia fala. Essas pessoas lamentam o sofrimento e não o próprio pecado.
Esse foi o tipo de tristeza que Esaú sentiu quando percebeu que havia perdido para sempre o direito de primogenitura.
Balaão, apavorado pela presença do anjo se colocou no meio do seu caminho com a espada apontada para ele, reconheceu seu pecado porque teve medo de morrer; porém, não se arrependeu verdadeiramente nem mudou seus planos ou passou a aborrecer o mal.
Judas Iscariotes, depois de haver traído seu Senhor, exclamou: "Pequei, traindo o sangue inocente!".A confissão foi arrancada de sua mente culpada por um horrível sentimento de condenação e por imaginar o juízo que o estava esperando. As conseqüências o enchiam de pavor. Mas não houve em seu coração uma profunda tristeza por haver traído o inocente Filho de Deus e negado o Santo de Israel.
Faraó, quando sofria as conseqüências dos Juízos de Deus, reconhecia seu pecado para escapar aos castigos prometidos, mas voltava a desafiar o Céu logo que as pragas cessavam. Todos esses indivíduos lamentam os resultados do pecado, mas não se entristeceram pelo próprio pecado.
Quando, porém, o coração permite que o Espírito Santo de Deus o influencie, a consciência é despertada e o pecador consegue enxergar um pouco da profundeza e santidade da lei de Deus, base do Seu governo no Céu e na Terra.
A "luz verdadeira que veio ao mundo e ilumina todas as pessoas", ilumina também os segredos do coração, e revela as coisas ocultas das trevas. Apodera-se da pessoa um senso de culpa. O pecador percebe sua própria condição, começa a enxergar a justiça do Senhor e experimenta um sentimento de horror, em sua própria culpa e impureza, diante d'Aquele que conhece tudo o que vai dentro do coração. Vê o amor de Deus, a beleza da santidade, o prazer da pureza; tem grande desejo de ser purificado e poder ser aceito na comunhão do Céu.
A oração de Davi, depois de sua queda, ilustra como é a verdadeira tristeza pelo pecado. Seu arrependimento foi sincero e completo. Não fez qualquer esforço para diminuir seus erros; nenhum desejo de escapar ao julgamento que o ameaçava inspirou a oração que fez. Reconheceu que era grande a sua culpa; viu a contaminação de sua mente; aborreceu o pecado.Não pedia somente o perdão, mas queria receber também um coração puro. Tinha enorme desejo de desfrutar o prazer da santidade, ser novamente aceito na presença de Deus. Este foi o modo como ele se expressou:
"Feliz aquele cujos pecados Deus perdoa e cujas culpas Ele apaga. Feliz aquele que o Deus Eterno não acusa de fazer coisas más e que não age com falsidade". "Ó Deus, tem misericórdia de mim por causa do Teu amor !Lava-me de toda a maldade e limpa-me do meu pecado. Purifica-me de todas as minhas culpas e apaga meu pecado. Pois eu conheço bem os meus erros, e os meus pecados estão sempre diante de mim... Tira de mim o meu pecado, e ficarei limpo; lava-me e ficarei mais branco do que a neve... Ó Deus, cria em mim um coração puro e dá-me um espírito novo e firme. Não me expulses da Tua presença nem tires de mim o Teu Santo Espírito. Dá-me novamente a alegria da Tua salvação e faze que o meu espírito seja obediente... Ó Deus, meu Salvador, livra-me da morte, e com alegria eu anunciarei a Tua justiça".
Arrependimento como esse está fora de nosso alcance, por nossas próprias forças; só é conseguido por meio de Cristo, que subiu ao Céu e deu dons aos homens.
Aqui está exatamente o ponto em que muitos erram, e por essa razão não percebem o auxílio que Cristo gostaria de lhes oferecer. Pensam que não podem chegar a Cristo sem primeiro se arrepender e que o arrependimento lhes prepara o caminho para o perdão dos pecados. É certo que o arrependimento vem antes do perdão, pois unicamente o coração quebrantado e triste é que sente a necessidade de um Salvador.
Mas será que o pecador tem de esperar até que se tenha arrependido, antes de poder se aproximar de Jesus?
Deveria o arrependimento ser uma barreira entre o pecador e o Salvador?
A Bíblia não ensina que o pecador tenha de se arrepender antes de aceitar o convite de Cristo: "Venha a Mim todos vocês que estão cansados..., e Eu lhes darei descanso".
É a virtude que vem de Cristo que conduz ao verdadeiro arrependimento. Pedro esclareceu esse ponto aos israelitas: "Deus O colocou a Sua direita como Líder e Salvador, para dar ao povo de Israel a oportunidade de se arrepender e receber o perdão dos seus pecados".Assim como não podemos alcançar perdão, sem Cristo, também não podemos nos arrepender sem que o Espírito Santo nos desperte a consciência.
Cristo é a fonte de todo bom impulso. Somente Ele é capaz de implantar no coração a inimizade contra o pecado. Todo desejo de verdade e pureza, toda convicção de nossa própria natureza pecaminosa é uma evidência de que Seu Espírito está trabalhando em nosso coração.
Jesus disse: "Eu, quando for levantado da Terra, todos atrairei a Mim". Cristo precisa Se revelar ao pecador como o Salvador que morreu pelos pecados do mundo. E quando contemplamos o Cordeiro de Deus sobre a cruz do Calvário, começa a revelar-se a nós o mistério da redenção, e a bondade de Deus nos leva ao arrependimento.
Morrendo pelos pecadores, Cristo manifestou um amor que não pode ser compreendido. Esse amor abranda o coração do pecador, impressiona-lhe o entendimento e o leva à contrição

Em Cristo,com amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email

PREGAÇÕES EM DVD

PRESENTEIE A QUEM VOCÊ AMA,EVANGELIZANDO COM AS MENSAGENS DOS NOSSOS CULTOS,FAÇA SEU PEDIDO ATRAVÉS DO NOSSO SITE www.igrejacvv.com.br. PARTICIPE DO NOSSO MINISTÉRIO!

ACESSE NOSSO SITE

www.igrejacvv.com.br E ASSISTA CULTOS ON LINE

Sobre nós

A Igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida é uma instituição inspirada por DEUS para alcançar os corações das ovelhas perdidas da casa de Israel por toda a face da terra.
Com o evento da criação do Ministério Caminho, Verdade e Vida, o Senhor JESUS revelou ao coração do presidente Pastor Gilberto Luiz Chaves o seguimento das três portas do Santuário que Moisés realizava para a adoração do SENHOR DEUS durante o trajeto do êxodo do povo de Israel pelo deserto.
O santuário era composto com três seções para adoração, onde uma delas apenas ao sumo sacerdote era permitido pelo poderoso DEUS adentrar em adoração; A cada seção do santuário havia uma porta .
Hoje com a Graça de DEUS através de seu filho unigênito JESUS CRISTO, essas portas foram substituídas pela GRAÇA DE CRISTO QUE LEVOU SOBRE SI AS NOSSAS DORES E AFLIÇÕES, e a cada porta daquele santuário de outrora, hoje conhecemos que a 1ª porta do santuário é o CAMINHO, a 2ª porta do santuário é a VERDADE, finalmente a 3ª porta do Santuário é a VIDA.
Assim, JESUS é o Caminho e a Verdade e a Vida, como diz no Evangelho de João 14: 6, o santuário vivo do Poderoso DEUS, onde toda a adoração é devida a ele, pois, diz a sua palavra:
“Ninguém vem ao Pai senão por mim”
Desta forma Pastor Gilberto Luiz Chaves teve inspiração de DEUS a denominar A Igreja Pentecostal Caminho Verdade e Vida para realização de trabalho de evangelização e divulgação das Boas Novas a todas as criaturas dispostas a encontrar o SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO.
Pastor Gilberto Luiz Chaves é advogado militante com especialização em advocacia Previdenciária, formado desde 1985, exerce suas atividades profissionais seculares regularmente com escritório fixo há mais de 13 anos no mesmo local; foi batizado em 20 de junho de 1990 no Rio Jororó iniciando seu Ministério de Diaconato, quando em 2006 foi consagrado Evangelista pelo Pastor Oscar Luiz de Oliveira Presidente da Assembléia de DEUS Fonte de Amor donde concluiu então o Curso de bacharel em Teologia da Faculdade de Educação Teológica do Estado de São Paulo em 2007, iniciando o Ministério Pastoral.
A igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida detém a valorosa contribuição do Pastor NELCY CHAVES, regularmente inscrito na ORDEM DOS MINSTROS DO BRASIL, homem de fé com mais de 20 anos de Ministério já Pastoreou nas Igrejas Missionária Cristã, Comunidade Ramá, Assembléia de DEUS em Gramacho e agora com mais de 80 anos de idade é colocado como ESTACA DE ORIENTAÇÃO USADO PELO PODEROSO DEUS.
A igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida esta nos braços do SENHOR JESUS a esperar por todos os cansados e oprimidos para a divulgação das boas novas, pois, disse JESUS:
Mateus 11:28
Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.







Arquivo do blog