Total de visualizações de página

terça-feira, 31 de maio de 2011

A BONDADE DE DEUS DURA PARA SEMPRE

“Por que te glorias na malícia, ó homem poderoso? Pois a bondade de Deus permanece continuamente”.
Salmo 52.1

Há pessoas que pensam ter conseguido alguma coisa fora de Deus, mas a verdade é que os dons dEle são irrevogáveis. O Senhor já distribuiu habilidades para todos. Se elas forem empregadas, mesmo que não se tenha pedido antes a ajuda divina, farão com que a pessoa obtenha sucesso. A paciência esperançosa do Altíssimo faz com que Ele ajude até mesmo os que se mantêm no pecado, para que se convertam.
Um dos erros do indivíduo mau, por não ter sofrido castigo algum pelas coisas ruins que faz, é pensar que Deus não existe. É preciso aprender que o Senhor não acerta contas no final da semana, da quinzena ou do mês. Ele tem apontado um dia em que todos responderão pelos seus atos e pelo que fizeram com Sua Palavra. Ora, somente os que obedecem aos mandamentos cumprem sua missão com excelência.
O diabo engana alguns de modo que eles passam a se comportar como se fossem irracionais e não entendem o mal que estão fazendo ao próximo. A cada erro, vão moldando-se no próprio caráter do inimigo e, com isso, vão ficando mais distantes do perdão. Se morrerem nesse estado, sofrerão por toda a eternidade. Após o juízo, a separação de Deus será eterna, o que a Bíblia chama de segunda morte (Ap 20.14).
Ser poderoso na maldade é incorporar-se da própria natureza de Satanás, o que não deve ser motivo para se achar “o tal”. Essa pessoa nem de longe pensa sobre o que sofrerá, pois seu suplício será eterno. Isso não durará somente alguns anos, nem milhares, milhões, bilhões ou trilhões de anos, mas para sempre. O sofrimento que lhes aguarda será sem fim. Se tivessem juízo, voltariam agora para o Senhor em busca da salvação.
Quem é usado para fazer o mal não deve gloriar-se em seus feitos, pois não é motivo de louvor o fato de ser instrumento de Satanás para oprimir o próximo. Tal pessoa ficaria muito triste se fosse oprimida por alguém mais poderoso que ela. Sem dúvida, ela entraria em desespero se ficasse paralítica, se fosse afligida por outra enfermidade ou se alguém lhe fizesse o mal que ela vem causando aos outros. Meu irmão, amar o próximo é bem melhor do que odiar.
Maldade não é somente matar um inocente, fazer um cego tropeçar ou abusar de uma criança, mas todo ato que provoque sofrimento em alguém. Se os adúlteros pensassem na dor que causam ao cônjuge, não cometeriam tal loucura. O mesmo acontece com quem se prostitui ou pratica atos insanos. Os anos chegarão, e os que estão no erro haverão de se odiar pelo que fizeram.
O melhor é trabalhar para o bem, sabendo que receberá do senhor, no grande Dia, a coroa da justiça. Ninguém que se deixa usar pelo diabo viverá ao lado do Deus puro e santo. Se você está no erro, pare agora.

Em Cristo, com amor,

segunda-feira, 30 de maio de 2011

O cair é do homem mas o levantar é de Deus

O cair é do homem mas o levantar é de Deus

pai-e-filhoManter-se firme e forte na fé não é a tarefa mais fácil da vida de um cristão, a própria palavra diz que “o caminho da salvação é estreito porém largo é o caminho que leva a perdição”, Jesus nas suas ultimas palavras disse aos seus discípulos: ” No mudo sofrereis aflições, mas tende bom ânimo eu venci o mundo”; ser um servo de Deus correto, fiel, sincero, santificado, justo, temente e adorador por si só já é uma tarefa árdua, tendo em vista que a nossa carne tende a querer aquilo que faz mal para a nossa vida material e principalmente a espiritual, não bastasse isto ainda temos o inimigo das nossas almas que anda ao nosso derredor procurando nos tragar no primeiro tropeço, no nosso primeiro passo em falso, e é exatamente neste momento seja por desejo da carne ou por obra do inimigo que tendemos a tropeçar, cair da fé, da santidade, cair da comunhão que temos com o nosso Pai.
Hoje eu quero mostrar a você que por algum motivo veio a se desviar da verdadeira palavra de Deus que “o cair é do homem, mas o levantar é de Deus”, que nós podemos errar sim, mas que também podemos nos arrepender e sermos erguidos pelo braço forte do nosso Senhor Jesus Cristo. As vezes por algum descuido ou pela astuta cilada do inimigo aliado a uma brecha que você deixou em sua espiritual, você veio a perder a comunhão com Deus, saiu da presença dele, e agora está por ai procurando um lar um abrigo e não encontra, sabe o que é certo, o que é correto mas teme voltar para os átrios de Deus e enfrentar o que os outros irão dizer sobre você, isto também é uma cilada do diabo que além de manter você fora dos caminhos do Senhor ainda se empreende para que você não volte, seja te acusando do erro cometido, seja te mostrando inferior aos demais ou dizendo que para você já não há mais solução.
Porém eu tenho uma palavra amiga para te dizer, Deus te espera ansiosamente, e está neste texto dizendo o quanto você é importante para Ele, não importa qual foi seu erro, não importa o tamanho da sua queda, não importa quem você irá enfrentar, ou que pessoa você terá que encarar novamente, não importa pois de todos estes obstáculos você não irá enfrentar sozinho, Deus irá passar contigo.
Já vi muitas pessoas cairem em adultério, em corrupção, em roubo… e não estou aqui para julgá-las, pois alguns desses mesmos que eu vi cair hoje os vejo como Pastores, Presbiteros, Evangelistas, Diáconos… Qual a diferença entre eles e você? Nenhuma, Deus vai ter o mesmo prazer de te levantar, de te erguer, de te fazer novamente um vencedor de Deus.
Mas há um “porém” nisso tudo, o primeiro passo tem que ser seu, não porque Deus não o ama, pelo contrário é por Ele te amar muito que te dá o livre arbítrio de escolher para você mesmo o que você acha melhor, Ele não o força a nada, mas garanto que até aqui você já viu várias dicas de que Ele quer você de volta, não só neste texto, mas também em alguma música que você ouviu, em um folheto que lhe intregaram ou uma pessoa que falou de Deus com você, Ele está ai bem pertinho de você, volte, pois Deus o ama.
E os meus pecados, você me pergunta, bom vou deixar que Deus mesmo te responda: “Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro.”( Isaias 43:25), “Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, E as escreverei em seus entendimentos; acrescenta: E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades.”(Hebreus 10:16-17). Percebeu, Deus apagará os seus pecados da memória dEle basta apenas o seu arrependimento, e um dia quando o inimigo soprar em sua mente e você falar para Deus, mas Senhor e aquele erro? Deus irá responder: que erro, que pecado eu não sei do que você está falando! Este é o Deus misericordioso a quem servimos e damos glória, e Ele espera por você com grande alegria e regozijo; lembre-se, o levantar é de Deus!

A CEGUEIRA DA IDOLATRIA

“E nenhum deles toma isso a peito, e já não têm conhecimento nem entendimento para dizer: Metade queimei, e cozi pão sobre as suas brasas, e assei sobre elas carne, e a comi; e faria eu do resto uma abominação? Ajoelhar-me-ia eu ao que saiu de uma árvore?”.
Isaías 44.19

Deus abomina qualquer forma de idolatria, pois ela cega os homens e os fazem adorar o inimigo, enquanto pensam estar prestando culto ao Senhor. As pessoas levadas a adorarem os ídolos tornam-se presas dos piores demônios, os quais as escravizam de um modo tão vil, que lhes cegam o entendimento para não perceberem o erro no qual estão envolvidas. Os idólatras jamais agradam ao Altíssimo.
Os idólatras não conseguem ver quão insensatamente vivem e não percebem que, a cada ato praticado, mais se afastam do verdadeiro Deus. Alguns criam seus próprios ídolos; outros aceitam qualquer um que a imaginação do homem idealiza. A eles devotam seu amor e são capazes de se sacrificar para ter aquele boneco de madeira, gesso ou outro material diante deles.
A idolatria pode ser praticada até mesmo no Evangelho, pois a pessoa que coloca acima da Palavra de Deus o que um pregador declara faz dele seu ídolo. Por incrível que pareça, para muitas delas, o que mais importa é o que alguém diz. Elas ouvem a Palavra, mas não conseguem crer nEla e, com isso, ficam privadas do poder necessário para vencer. Se abrissem os olhos e buscassem o Senhor nas Escrituras, elas O encontrariam.
A tentativa de comparar o Deus vivo com qualquer figura só redundará em fracasso total. O Altíssimo não Se deixa comparar nem permite que isso seja feito. Ele é Senhor absoluto, enquanto os ídolos são figuras criadas pelo homem, com inspiração demoníaca. A proibição vem desde os Dez Mandamentos (Êx 20.4,5). Os que não cumprem tal ordem haverão de sofrer, pois o inimigo ficará livre para tocar neles.
A idolatria fecha o entendimento dos seus praticantes, levando-os cada vez mais para longe da luz verdadeira. Por mais que uma pessoa seja sincera e ore, a idolatria impede seu entendimento. A mesma mensagem que inspira alguém, tornando-o um vencedor, não consegue fazer o mesmo com o idólatra, pois este vê tudo ao contrário.
Aqueles que se dão a esse tipo de abominação jamais encontram paz e realização na vida, no entanto, por não enxergarem a verdade, vão caminhando a passos largos para a perdição eterna. Temos de buscar a unção do Senhor e, com amor e paciência, lutar para abrir os olhos dos idólatras. É triste vê-los nesse estado lastimável.
Só o amor de Deus em ação pode libertar indivíduos que caíram nas teias da idolatria e da feitiçaria. Uma vez libertos, eles se tornarão cristãos dedicados, pois a quem muito perdoou muito amou (Lc 7.47a).

Em Cristo, com amor,

domingo, 29 de maio de 2011

REUNIÃO ESPECIAL

E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; escutai-o (Mateus 17.5).

Jesus escolheu os discípulos Pedro, Tiago e João para uma reunião especial, na qual a glória divina desceu e envolveu os que estavam presentes. Então, naquele momento, o inexplicável ocorreu: Moisés, que havia falecido por ordem de Deus e sido enterrado por Ele (Deuteronômio 34.4-7), estava vivo e falava com o Mestre; quanto a Elias, que havia ido para o Céu em um carro de fogo (2 Reis 2.11), também estava lá, por ordenança divina. Naquele encontro, a mensagem transmitida para os discípulos foi a de que eles deveriam ouvir o que Cristo, o Filho do Altíssimo, tinha para lhes falar.

Deus age como Lhe agrada. O Todo-Poderoso chama aqueles que Ele mesmo quer para experiências as quais julga necessárias. Algumas dessas reuniões com o Senhor podem ser contadas a terceiros; outras, no entanto, não o podem, pois muitos não as entenderiam. Há segredos que Deus nos conta para o nosso fortalecimento pessoal, e, se forem revelados a outras pessoas, elas serão usadas como um balde de água em nossa fogueira de fé, para que nos esfriemos espiritualmente.

Aqueles discípulos nem suspeitavam do que estava para acontecer. Assim também ocorre conosco, quando um simples chamado nos é feito para compartilharmos o Evangelho com alguém, passarmos um momento de consagração, irmos a um culto, dentre outras situações. Nenhum convite do Pai é feito sem motivo relevante; afinal, se Deus estiver onde dois ou três se reunirem em Seu Nome (Mateus 18.20), Ele, certamente, operará maravilhas na vida deles, como, por exemplo, operou na dos discípulos, os quais viram a glória divina e foram envoltos por ela.

O que o Altíssimo faz não pode ser questionado, pois Ele é Senhor absoluto e sabe por que nos convida para certas obras. Naquela reunião, Moisés, que tinha morrido havia muitos séculos, apareceu falando com Deus. Os vivos e os mortos estão nas mãos de Deus, e Ele faz como deseja. Sobre a morte desse servo do Senhor, não temos muita informação, no entanto, lemos, na Palavra, que o diabo quis saber onde estava o corpo de Moisés e, para isso, pressionou o arcanjo Miguel, o qual, com sabedoria, disse: O Senhor te repreenda (Judas 9), pois os assuntos encobertos pertencem somente a Ele (Deuteronômio 29.29). O Altíssimo faz como Lhe apraz. A nós compete, simplesmente, crer no que Ele declara. Naquele mesmo dia, Elias, que não havia morrido, mas fora para o Céu havia muito tempo, estava com Moisés e falava com o Senhor.

Naquele encontro especial, Deus transmitiu um recado aos apóstolos, o qual serve perfeitamente para nós: é preciso ouvir Seu Filho amado. Isso é, exatamente, o que devemos fazer hoje, pois, erradamente, temos escutado o que muitos têm dito, enquanto deveríamos ouvir somente a voz do Senhor. Pense nisso!

Em Cristo, com amor

sábado, 28 de maio de 2011

AGRADECIMENTOS

A IGREJA PENTECOSTAL CAMINHO VERDADE E VIDA AGRADECE A PARTICIPAÇÃO DAS IGREJAS NO CULTO DE AÇÃO DE GRAÇAS.FOI MUITO BOM VOCÊS TEREM VINDO.VALEU EQUIPE ¨MADRUGADA ¨.PARABÉNS AS IRMÃS LAUDELINA E ANDREA PELA CONSAGRAÇÃO .AGORA DIACONISA LAUDELINA E DIACONISA ANDREA

TRATAMENTO DURO DA PARTE DO SENHOR

“Porque o SENHOR derramou sobre vós um espírito de profundo sono e fechou os vossos olhos, os profetas; e vendou os vossos líderes, os videntes.”
Isaías 29.10

Todo aquele que ama a Deus não passa despercebido aos Seus olhos, pois Ele garante que tal pessoa será amada. Não é difícil dedicar sua vida a servir ao Senhor. Quem o faz descobre que é muito produtivo ser praticante da Palavra de Deus.
Os que são obedientes se tornam vencedores em todos os sentidos, uma vez que seus olhos nunca serão vendados, nem os ouvidos do Senhor ficarão fechados ao seu clamor. Já os que desprezam os mandamentos divinos podem estar certos de que também terão o mesmo tratamento que dão ao Altíssimo. Que infelicidade! Uma pessoa que se desvia do amor de seu Criador será o “endereço” dos males e das tormentas do inimigo. Aqueles que não se esforçam para cumprir o plano divino não sabem que esse esforço, o qual se recusaram a empregar, será muito maior do que se tivessem feito o que Deus lhes ordenou.
Os filhos de Israel pensavam somente no dia a dia, nas coisas da carne, na prosperidade material e, por isso, viram-se em grandes apuros. Hoje, o mesmo sucede com quem, apesar de saber da ordem de Deus, não cumpre Seus mandamentos. Muitos cristãos vivem mal, com toda a sorte de problemas, e jamais se libertarão pelo fato de serem desobedientes às divinas orientações.
Sofre mais quem se diz pertencer a Deus, mas não dá a Ele o lugar de Senhor em sua vida, pois não existem desculpas para não cumprir as Suas ordenanças. A Bíblia é cheia de exemplos de pessoas que não vigiaram, tomaram atitudes erradas e, por isso, pagaram um alto preço. Os cumpridores da eterna Palavra têm ao seu dispor a fidelidade do Deus que nunca mente nem nega o que prometeu.
Os israelitas caíram em profundo sono e, com isso, os seus olhos – os profetas – já não viam o que deveriam. O mesmo erro acontece em muitas congregações do mundo. Os membros passam a cultuar a prosperidade, em lugar dAquele que prospera, e a cura, em vez do Deus que cura. Os seus profetas não mais recebem do Senhor a direção.
Naquele tempo, os mais sábios nos assuntos espirituais estavam com os olhos vendados. Exatamente assim tem ocorrido com muitas igrejas. Todos os que são do Senhor – mas desprezam Suas ordens – fazem com que os que deveriam perceber as revelações dos Céus ajam como se cegos fossem. Onde não há profecia, o povo se corrompe (Pv 29.18).
O destempero espiritual dos israelitas levou-os a grandes sofrimentos. Não somos melhores que eles. Se agirmos com tal leviandade, receberemos o mesmo tratamento. Deus não terá por inocente aquele que se deixar enganar pelo maligno. O sábio cumpre os mandamentos, e, assim, o amor de Deus se aperfeiçoa nele.

Em Cristo, com amor,

   

sexta-feira, 27 de maio de 2011

DOIS ERROS COMBINADOS

“Porque irritaram o seu espírito, de modo que falou imprudentemente com seus lábios”.
Salmo 106.33

Os filhos de Israel cometeram um grave erro ao irritar um servo de Deus. Ora, qualquer pessoa levada à irritação pode tomar decisões equivocadas. Moisés foi usado para tirar água da rocha, como o Senhor havia prometido (Nm 20.8), porém isso lhe causou um grande prejuízo.  Ser sábio sempre é o melhor a ser feito.
Agora, imagine o que acontece com quem irrita o Espírito de Deus. Sem dúvida, esse é um dos piores atos que alguém pode cometer. O Espírito Santo é meigo, gentil e cavalheiro; então, sendo Ele o Consolador que Jesus prometeu enviar (Jo 15.26), o bom é aceitar Suas orientações. No entanto, quando teimamos em fazer o que acreditamos ser o melhor, não estamos tomando a decisão mais acertada, e Ele pode ficar irritado conosco.
O Santo Espírito Se irrita com o cristão que pede Sua direção, mas a despreza quando esta lhe é concedida. Não são poucos os que cometem esse erro. Na verdade, mesmo sem termos pedido orientação, se ela nos é concedida, devemos aceitá-la, visto que, sem dúvida, é a melhor que podemos receber. O Consolador sabe tudo o que é falado nos Céus e conhece o modo como o maligno age. Por isso, Seu conselho sempre é o mais sábio.
Os filhos de Israel levaram Moisés a um estado de nervosismo; com isso, ele usou os seus lábios imprudentemente, ferindo a rocha duas vezes, mas, depois, sofreu uma consequência grave pelo que fez (Nm 20.12). Se, naquele momento, o escolhido de Deus estivesse em mansidão, teria tomado a decisão correta, que era de falar à rocha. Assim, ele não pôde entrar na Terra Prometida, à qual deveria levar o povo, conforme o chamado divino que recebera.
Não deixe que o inimigo use-o para fazer um homem de Deus não dar a devida atenção ao que o Espírito Santo fala. Ora, qualquer servo do Altíssimo é passível de se irritar e agir fora do plano divino. Dependendo do caso, pode até sofrer uma grave penalidade, ainda que o tenha feito para o bem do povo santo. Portanto, cuidado para não ser responsável por algum escândalo que pode levar alguém a sofrer com uma atitude impensada da sua parte.
É possível levar uma pessoa escolhida a se exceder e, com isso, tornar-se responsável pela punição que ela poderá receber. Por isso, o melhor é sempre pedir a orientação celestial sobre o que se deve ou não fazer. Não são todos os que possuem condições de suportar uma tentação. Depois do ato praticado, não adianta chorar.
     Em todo o tempo, a nossa roupa espiritual deve ser pura (Ec 9.8a).

Em Cristo, com amor,

   

quinta-feira, 26 de maio de 2011

ASSISTA E CHORE

O ESPÍRITO DO FILHO DE DEUS EM VOCÊ

“E, porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai”
Gálatas 4.6

O maior privilégio que uma pessoa pode ter é ser chamada para ser filha do Deus eterno. Sendo aceita na família divina, ela passa a ter o direito de possuir e desfrutar de todas as coisas que o Senhor tem. Jesus afirmou que tudo o que o Pai tinha Lhe pertencia e, do mesmo modo, podemos fazer tal declaração. Porém, é preciso aprender o que as Escrituras dizem para usufruirmos de tal benefício.
Quando pertencemos à família divina, nós nos tornamos livres de toda e qualquer condenação, pois a nossa “ficha” é limpa. Não havendo condenação, temos paz com Deus (Rm 5.1). Ao mesmo tempo, somos tirados do jugo da autoridade do inimigo e obtemos poder sobre suas obras. Basta aprendermos o que nos pertence nEle para que nos tornemos mais que vencedores.
O Senhor nos quer ver como Ele via Seu Primogênito. Jesus fazia tudo o que agradava ao Pai, cumprindo integralmente a vontade dEle, por isso sempre era atendido. Quanto mais nos entregamos ao Senhor, mais dEle temos. Aqueles que desejam que o Pai esteja sempre por perto devem esforçar-se para viver perto do Senhor. Afinal, Ele assume a nossa paternidade quando assumimos a nossa filiação.
Depois que fomos aceitos para que tivéssemos a capacidade de servir-Lhe, Deus enviou o Espírito de Seu Filho, conforme o versículo indica, ao nosso coração. Ele é a garantia de que somos, de fato, Seus filhos. Com Seu maravilhoso Espírito, somos guiados, orientados e capacitados para fazer Sua vontade, como Jesus o era. Os que ainda não foram batizados no Espírito Santo devem buscar esse revestimento de poder com urgência.
Além do perigo de perder a nossa salvação, o fato de termos esse Tesouro deve levar-nos a nos afastar de tudo o que é pecaminoso. O Santo Espírito não habitará em uma casa a qual deixa a tentação vencê-la. A ordem do Mestre é vigiar e orar para que não entremos em tentação (Mt 26.41). O maior prejuízo de um cristão é deixar-se levar pelas ofertas do inimigo, pois o servo de Deus pode ficar sem o Espírito Santo em sua vida.
Cristo sabia que Deus era Seu Pai e, por isso, seria atendido sempre em Suas petições. Nós também devemos ter esse sentimento. Todos aqueles que creem no Senhor são capacitados para fazer as mesmas obras que Ele fazia, pois receberam do Seu Espírito. Não deixe o diabo vencê-lo, ou você será uma presa nas mãos dele.
As vantagens de ter o Santo Espírito morando e operando em nós são enormes. Creia em tudo o que Ele lhe falar, porque uma das missões do Espírito é guiá-lo em toda a verdade, revelando o que a nosso respeito foi dito. Quem segue Suas orientações passa a ser tratado e atendido do mesmo modo que Jesus era.

Em Cristo, com amor,

   

quarta-feira, 25 de maio de 2011

CONFIRMADOS E UNGIDOS

“Mas o que nos confirma convosco em Cristo e o que nos ungiu é Deus”.
2 Coríntios 1.21

Todos aqueles que foram admitidos no Evangelho devem ser fortes e firmes em suas batalhas contra as forças do mal. Não há por que o filho de Deus perder a luta para o inimigo, uma vez que este já foi derrotado pelo nosso Salvador e, no Nome de Jesus, foi dada a todo servo do Senhor autoridade sobre o poder infernal. Portanto, não precisamos temer os desafios que se nos apresentam, pois somos confirmados em Cristo.
O apóstolo Paulo sabia que sua palavra seria sempre confirmada em Jesus. É preciso observar a obra  sendo feita . As determinações dos que seguem a regra estabelecida serão bem-sucedidas, do mesmo modo que o foram os trabalhos realizados pelos antigos servos do Altíssimo.
A unção que recebemos, ao sermos batizados no Espírito Santo, não veio de homem algum, mas do Todo-Poderoso, o qual nos unge para que possamos agir em Seu Nome. Com o revestimento de poder, conseguimos fazer as mesmas coisas que Ele fazia, quando agia em Nome do Seu Pai. Não há por que se sentir inabilitado para realizar a obra divina. Em Cristo, somos mais que vencedores em todos os sentidos (Rm 8.37).
Pelas declarações da Palavra de Deus, podemos considerar-nos iguais ao que serviram ao Senhor no passado. Eles não foram mais importantes para o Altíssimo do que somos. Por exemplo, Moisés foi chamado para servir a Deus em sua geração. Depois, veio Josué, os juízes, dentre outros. Houve alguns que foram maus, pois fizeram a obra divina de qualquer modo. Caim, por exemplo, por não se preocupar com o que ofertava, teve sua oferta rejeitada (Gn 4.2-7); os filhos de Arão perderam a vida por levarem fogo estranho perante o Senhor (Lv 10.1,2).
Deus deseja que Sua obra seja realizada hoje do mesmo modo que era feita nos tempos bíblicos. Os registros bíblicos são o padrão para que todas as gerações cumpram a vontade divina. Seguindo a orientação dos Céus, acertaremos em cheio. Porém, se nos preocuparmos em fazer o que nos parece correto ou o que alguém diz, não lograremos sucesso. Não importam o tempo, o local e a sociedade a ser evangelizada; o modelo de Cristo deve ser seguido.
Nenhuma obra que se diz do Altíssimo será aceita se for feita diferentemente do que foi realizado pelos servos de Deus dos dias bíblicos. Jesus disse que nos deu o exemplo para que, assim como Ele fez o que lhe foi designado, nós também o fizéssemos. Se nos ocuparmos em imitar o Mestre, teremos Sua aprovação, pois o nosso trabalho deve ser feito nEle. O exemplo de Jesus não deve ser desprezado por aqueles que Ele chamou para continuar Sua missão.
O Senhor confirmará toda palavra que Ele fizer você entender nas Escrituras e dará o entendimento para aquilo que for necessário.

Em Cristo, com amor,

   

terça-feira, 24 de maio de 2011

ACERTE-SE ENQUANTO HÁ TEMPO

“Sê vigilante e confirma o restante que estava para morrer, porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus” (Apocalipse 3.2).
O conselho do Senhor é que nenhum homem se perca, mas que todos sejam salvos. Portanto, vigiar é obrigação de cada um de nós. Além disso, quem se acerta deve também confirmar os outros – fortalecê-los a tomarem a mesma atitude. As obras imperfeitas mostram que estamos no caminho errado; por isso, se você está no engano, volte para Deus enquanto há tempo.
Se dependesse do Senhor, ninguém iria para o inferno, tampouco algum de Seus filhos. Inclusive, nesse versículo, Deus nos dá direções que temos de tomar para alcançar a vitória. Quem for sábio deve ser vigilante, afinal, o Senhor não deseja ver um só ser humano na destruição eterna. Foi para nos libertar do pecado e da morte que Ele enviou Seu único Filho a fim de morrer em nosso lugar (João 3.16). Aliás, mesmo que houvesse um só pecador, o Altíssimo, ainda assim, teria enviado Jesus para derramar Seu sangue e purificá-lo.
Quem deseja ser salvo deve agarrar o conselho divino e se emendar, porque, no Dia do Juízo, não existirá misericórdia. A hora de se preparar é agora! Aquele que, no entanto, deixar para a última hora poderá surpreender-se ao perceber que foi tarde demais. Como não haverá outra chance, o melhor é agir neste exato momento. Seria bom que os que já se decidiram por Cristo se examinassem e vissem se, de fato, estão preparados para o grande Dia. Se você estiver em falta, conserte-se agora mesmo.
Observe essas duas recomendações feitas por Jesus: vigiai e orai (Marcos 13.33; 14.38). Vigiar é a primeira obrigação do cristão. Depois disso, é preciso orar. Devemos observar se, realmente, estamos seguindo o Senhor, cumprindo Sua vontade e tomando conta das bênçãos que Ele nos tem concedido, afinal, não podemos deixar que tomem a nossa coroa (Apocalipse 3.11)!
Uma vez que você tenha endireitado sua vida com o Senhor, deve confirmar – alertar, fortalecer – os outros que se estão perdendo. Na verdade, a cada dia, devemos estar mais fortes e decididos a servirmos melhor ao nosso Deus.
É bom verificar que obras você tem feito. As que não são perfeitas mostram que você está no caminho errado. Cada passo dado, distanciando-se do Senhor, leva você à perdição. Não deixe que o Pai encontre obras erradas em seu viver. Faça o que Ele mandou, e seu trabalho na casa do Pai será achado excelente.
O melhor momento para se ajustar com Deus é agora. Não vale a pena deixar para mais tarde. Então, por que não dobra seus joelhos e confessa ao Senhor todos os seus pecados, pedindo a Ele que lhe perdoe e o purifique de toda ação maligna? Ele está com as mãos sobre a sua vida neste momento. Não faça como as virgens loucas, que, segundo a parábola narrada (Mateus 25.1-13), não estavam preparadas, por isso não participaram da festa. Acorde, irmão, e seja salvo!
Em Cristo, com amor

segunda-feira, 23 de maio de 2011

DOUTRINA

ACESSE http://vimeo.com/10601191 E ASSISTA AO CULTO

Tiago 5


Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores.
Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor;
E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.
Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.
Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra.
E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto.
Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter,
Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados.

MEDIDAS NECESSÁRIAS

“Vigiai justamente e não pequeis; porque alguns ainda não têm o conhecimento de Deus; digo-o para vergonha vossa.”
1 Coríntios 15.34

É preciso não sair da doutrina de Cristo, pois quem o faz cai na condenação do diabo, que sempre apresenta uma nova “doutrina”. Voltar à sobriedade espiritual é algo que todo filho de Deus deve esforçar-se para fazer. A vaidade não serve para nada, e quem se der a ela não irá muito longe. Portanto, vigie para que o adversário não o faça se perder para sempre, pois o esfriamento espiritual faz o homem mergulhar em terríveis pecados.
Aquele que se desvia da verdade peca. O pior é que, ao errar o alvo, ele se desliga de Deus e fica sob a autoridade do maligno. Com isso, nada mais dá certo para ele, o qual passa a se afastar cada vez mais do Caminho. Então, o inimigo consegue livre acesso a essa vida, fazendo com que males se instalem no coração dela com tanta rapidez, que essa pessoa nem percebe que caiu nas garras de Satanás.
Além disso, ficar insensível ao sofrimento reservado aos perdidos é desobedecer ao Senhor, o qual sempre toca o nosso coração para que falemos a eles sobre seu destino eterno. Essa bendita voz nos direciona a todo instante, porém, se não lhe atendermos, poderemos ser culpados pela perdição de alguém. Aqueles que se amam e, por isso, também amam o Senhor têm prazer em falar do amor divino a todos.
Muitos se acostumam com as ofertas do mundo e, com isso, não obedecem ao mandamento de pregar o Evangelho a toda criatura (Mc 16.15). Há, inclusive, pessoas que sequer se preocupam com o destino dos que não aceitaram Jesus como Salvador. Se isso tem ocorrido com você, examine-se, pois, sem dúvida, esse é um sinal de que a sua salvação está em perigo. Temos a obrigação de dar o que recebemos (Mt 10.8b)!
Apesar de termos sido eleitos pelo Altíssimo para evangelizar a nossa geração, alguns nem se importam com o futuro de seus entes queridos e de seus amigos, bem como com o das demais pessoas que ainda não temem o Senhor. Ora, quem agir dessa forma irá, um dia, arrepender-se, pois deixou de falar de Deus e, agora, nada mais há a fazer. O Todo-Poderoso não terá por inocente aquele que sabe fazer o bem e não o faz. Que isso não aconteça com você, porque, quando chegar o Dia do Juízo, os faltosos terão de dar conta dos momentos que poderiam ter falado do amor de Deus, e não o fizeram. Não cruze os braços em uma hora tão crucial como esta. É bom ir buscar os pecadores antes que estes se percam para sempre e, com isso, você se perca também.
Os sábios sempre fazem o que agrada ao Senhor e sabem que, além da recompensa que receberão por darem ouvidos a Deus, não serão achados em falta com relação à responsabilidade que foi colocada sobre seus ombros. Se depender de você, que ninguém se perca para sempre!

Em Cristo, com amor,

   

domingo, 22 de maio de 2011

LEMBRE-SE DE DEUS E DOS SEUS MANDAMENTOS

“Saíste ao encontro daquele que se alegrava e praticava justiça, daqueles que se lembram de ti nos teus caminhos; eis que te iraste, porque pecamos; neles há eternidade, para que sejamos salvos.”
Isaías 64.5

Um dos mandamentos mais importantes para nós, que desejamos receber as bênçãos do Senhor, é que devemos alegrar-nos. Porém essa alegria não é a natural, aquela que todos sentimos quando, por exemplo, conquistamos algo ou encontramos alguém que amamos. Na realidade, trata-se do resultado de uma visita que o Senhor nos faz, do entendimento que recebemos ao meditarmos em Sua Palavra. É como um sinal verde indicando-nos que podemos partir para a batalha.
Deus sai ao encontro daquele que, com alegria, clama os seus direitos declarados nas Escrituras – o que significa praticar a justiça. Aqueles que aprendem que atitude tomar, mas nada fazem, não têm o Senhor saindo ao seu encontro. Eles ficam sozinhos e, com isso, não conseguem vencer o inimigo nem as tentações. Portanto, meu irmão, quando a alegria vier ao seu coração, “fotografe-a” em sua alma e, com ela, saia para pelejar. A seguir, continue cumprindo sua parte na realização do milagre. Você precisa lembrar-se do Altíssimo nos caminhos que Ele lhe revela. Todos os ensinamentos que Ele lhe concede, a fim de que você seja curado, prospere ou desfrute de qualquer outra bênção, são direções que o próprio Deus dá para abençoá-lo. É importante reconhecê-los nessas veredas e pedir sabedoria ao Todo-Poderoso para agir do mesmo modo que Ele agiria.
Essas três condições são facílimas de serem cumpridas, pois, do contrário, o nosso Pai não as teria ensinado a nós. Se você as cumprir, o Senhor irá ao seu encontro. Porém, se as desprezar, você ficará sozinho na batalha. É muito importante agir sobre o que você aprende nas Escrituras; afinal, só ama a Deus quem pratica Seus mandamentos (Jo 14.21). Além disso, um dia, você estará diante dEle e dará contas do que fez com a Sua bendita Palavra. Portanto, nada – absolutamente nada – do que a Bíblia declara deve ser deixado como opção.
O versículo de Isaías trata da ira que o Senhor teve com as pessoas que pecaram. Mas isso é passado, pois Ele já providenciou o perdão e, hoje, está trabalhando para que todos se santifiquem. Deus está preparando Seu povo para vencer aqui e na eternidade. Sendo assim, não perca sua chance de se acertar com Ele e, desse modo, garantir a felicidade eterna. Vá a Ele agora, confesse todas as tentações que atacam você e peça a sua libertação. Nos mandamentos do Senhor há eternidade, o que significa que quem os guardar e cumprir resolverá, de pronto, seus problemas espirituais e, assim, estará preparado para viver eternamente no Céu. Por isso, não deixe este momento escapar!
Todas as revelações que receber da Palavra de Deus lhes serão concedidas para que você seja salvo. Essa é a obra maior que o Senhor quer fazer em sua vida. Portanto, livre-se das tentações, abandone o pecado e se santifique, ou, então, você não verá o Senhor (Hb 12.14).

Em Cristo, com amor,

   

sábado, 21 de maio de 2011

DEIXE O SENHOR TRABALHAR EM SEU FAVOR

“Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti, que trabalhe para aquele que nele espera.”
Isaías 64.4

Só existe um Deus verdadeiro. Os outros deuses, cultuados nas mais diversas religiões, ou foram criados pelo homem ou são espíritos malignos que se passam como tais. Não devemos ofender a religião de quem quer que seja, pois muitos depositam toda a sua fé naquilo em que creem, e, além disso, se os ofendermos, poderemos fechar a porta desses corações para a mensagem do Evangelho, que, mais cedo ou mais tarde, será levado a eles.
Em todas as religiões, o homem é orientado a agradar à sua divindade, seja por meio de oferendas, cultos ou sacrifícios, mas, em nenhuma delas, há promessas de salvação ou erradicação do pecado. Somente no Evangelho, a justiça de Deus se revela a todos os que Lhe dão ouvidos – não importando o quanto tenham errado, pois, ao falar com alguém, o Senhor já preparou o necessário para lhe dar a salvação.
Bom é servir ao verdadeiro Deus, o Criador dos céus e da terra, porque Ele não exige nada do homem, a não ser que este deposite a sua confiança nEle. É tão simples ser abençoado, que muitas pessoas preferem tentar outros caminhos. Mas a verdade é que somente Jesus pode levar-nos ao Pai (Jo 14.6). Por essa razão, é nEle que devemos confiar.
O nosso Deus também é o único que trabalha para aquele que nEle espera. Na religião, as pessoas têm de fazer algo para agradar ao seu “deus”. Porém, o verdadeiro Deus não pede nada do homem, a não ser que confie nEle e espere em Suas promessas. Independentemente da situação que uma pessoa esteja enfrentando, ao colocar a fé no Senhor, Ele passa a trabalhar para ela.
Esperar o cumprimento das promessas divinas é tudo aquilo de que precisamos para agradarmos ao nosso Pai. Não adianta tentarmos ganhar o favor divino oferecendo-Lhe algo em troca; afinal, o Senhor não Se vende nem aceita pagamento pelo que faz. Até mesmo o louvor tem de vir dEle! Então, ao nos orientar a louvarmos o Seu Nome, o Altíssimo está mostrando-nos uma forma de mantermos contato com Ele.
Agrada a Deus aquele que decide clamar os seus direitos em Cristo. Com isso, ele passa a desfrutar de tudo o que o Todo-Poderoso declara pertencer aos que são aceitos em Sua família. Outra verdade de suma importância é que Ele não faz acepção de pessoas (Rm 2.11). Sendo assim, todos aqueles que ouvem a mensagem do Evangelho e a aceitam têm a porta aberta diante do Pai.
Quem recebe Jesus como Senhor e Salvador de sua vida passa a ter direito de se apossar de todas as bênçãos que Cristo conquistou para a humanidade quando morreu na cruz do Calvário. Portanto, seja você quem for, assuma agora mesmo a sua posição em Cristo e torne-se um membro real da família de Deus!

Em Cristo, com amor,

   

sexta-feira, 20 de maio de 2011

PERIGO! PERIGO! PERIGO!

“Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.”
Romanos 8.9

Uma atitude que todas as pessoas de Deus devem tomar é esforçar-se para não viverem na carne. Quem vive no natural não tem a alegria do Senhor, não possui poder para vencer as investidas do maligno nem consegue desfrutar das bênçãos reservadas aos que andam com o Senhor verdadeiramente.
Quem está na carne vive “inchado” com o que é do mundo e, por isso, pode cair a cada tentação. Além disso, gosta de ser reconhecido como “o tal”, não admite que não lhe deem o valor que julga ter e, por cobiça, ganância e outros desejos ruins, é capaz de se sacrificar naquilo que chama de servir a Deus. Meu irmão, se deseja ser agradável ao Senhor, precisa viver no Espírito, sem vaidade. Dessa forma, você alegrará o coração do Pai.
Infelizmente, há muitos crentes em quem o Espírito de Deus não habita. Essas pessoas são perigosas, pois um incauto poderá confiar nelas ao se declararem servas do Senhor. No entanto, ele logo perceberá que depositou sua confiança no indivíduo errado. Somente podemos confiar em quem segue os passos de Cristo; afinal, esses que andam segundo a direção dos Céus não vivem para os prazeres dessa vida, mas, sim, para a glória divina.
Deixar o Espírito do Senhor habitar em seu coração é a melhor decisão que você pode tomar, pois Ele jamais irá levá-lo a agir contra a vontade divina, mas irá guiá-lo em toda a verdade (Jo 16.13). Com o Santo Espírito dominando sua vida, você aprenderá melhor a Palavra, será mais forte e ousado no ato de crer no Altíssimo e, por fim, irá destacar-se como alguém que, de fato, confia no Deus único e Lhe serve de fato.
Que perigo é alguém estar convicto de que algo é do Senhor, quando, na verdade, isso não vem dEle. No versículo estudado, o apóstolo Paulo é claro: quem não tem o Espírito de Cristo – o Espírito Santo – não pertence ao rebanho divino. Portanto, examine-se e, se achar que você não O tem, busque a Sua plenitude, porque quem não for do Senhor ficará aqui, na terra, quando Ele voltar para buscar Seu povo.
O Espírito Santo é o Selo segundo o qual somos propriedade divina. De fato, quem O tem é identificado como pertencente ao Senhor. Isso significa que o diabo pode tentar essa pessoa, mas nunca conseguirá possuí-la de pronto, pois sabe que se queimará se tentar. Por isso, faça tudo para não entristecer o Espírito de Deus, porque, se Ele Se afastar da sua vida, o antigo morador voltará trazendo mais sete de seus companheiros malignos.
Seja cheio do Espírito Santo e vença qualquer batalha. Todo filho de Deus deve estar transbordando com o Óleo santo. Assim como os primeiros apóstolos foram cheios desse Espírito, você também o pode ser. No entanto, se o seu vaso estiver completamente lotado, não haverá espaço para nada que não seja divino.
Fuja do perigo! Busque o Senhor e peça a Ele a plenitude do Seu Espírito.

Em Cristo, com amor,

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Os Mandamentos de DEUS

ACESSE http://vimeo.com/10424549 E ASSISTA AO CULTO ¨OS MANDAMENTOS DE DEUS ¨ COM PASTOR GILBERTO CHAVES

João 15

O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.
Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.
Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.
Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.
Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.
Isto vos mando: Que vos ameis uns aos outros.

FUJA DA MULHER ESTRANHA

“Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel, e o seu paladar é mais macio do que o azeite.”
Provérbios 5.3

Que prostituta perigosa é esta mulher estranha, de quem devemos ficar afastados, conforme avisa a Palavra de Deus? Ela é a filosofia deste mundo, que, em sua apresentação, vem toda enfeitada, como se fosse uma mulher bonita e agradável. No entanto, quem se dá a ela descobre que nada daquilo que parecia ser e ter é verdade. Ela é filha de Satanás que tenta enganar as mais diversas pessoas, e não são poucos os que caem no seu charme diabólico.
A filosofia terrena é altamente desejada, pois seus lábios destilam favos de mel. Se ela se revelasse como realmente é, ninguém a desejaria. Ela é vestida de toda a capacidade de sedução, tem o poder hipnótico do inferno, e quem se envolver com ela verá que brasas de fogo o esperam por toda a eternidade. Durante milênios, ela tem enganado os fracos deste mundo, mas os que se mantêm firmes na Palavra a recusam.
Com seus enganos e por não ter de falar a verdade, a filosofia do mundo faz com que muita gente se apegue a ela, pois seu paladar é mais “macio” do que a unção de Deus. É incrível como essa “mulher” consegue levar milhões de pessoas a segui-la. A unção do Senhor, que não está competindo com essa estranha, às vezes, por ser a verdade, torna-se difícil e mais amarga que essa mulher, pois não pode fazer curva nem acordos espúrios.
A lua de mel, com a sabedoria do mundo, não é eterna, mas limitada a um período. Logo depois, a pessoa que cair em seus braços verá que o seu fim será amargoso como o absinto. Já com a Verdade, isso não acontece. Quanto mais a pessoa se entrega à Palavra, mais desejará a água que purifica de todo o mal. Ao nos advertir dessa impostora, Deus nos prova o Seu amor, não desejando nosso prejuízo.
A filosofia mundana age como uma espada de dois gumes, visto que promete vida, mas o que dá é morte aos que a seguem. No início, seu seguidor acha que conseguiu o que procurava, pois tudo parece encaixar-se. Sendo uma pessoa natural, o que é do mundo lhe agrada de pronto, mas, quando ela entende a Verdade, tendo os olhos do seu coração abertos, vê o quanto estava errada.
Ninguém conseguirá parar a caminhada da filosofia terrena, pois ela está destinada a chegar até a morte. Ela não será transformada nem servirá para os propósitos eternos de Deus. Por isso, todos os que forem sinceros serão amados pelo Senhor, o qual abrirá seus olhos quanto ao perigo que a cultura deste mundo representa. Infelizmente, em sua louca caminhada, ela consegue atrair e enganar até muitos dos escolhidos.
Os passos da filosofia mundana se firmam no inferno, e não devemos temê-la, pois só há um fundamento, o qual é firme e jamais se moverá – a Palavra de Deus. Com a sabedoria verdadeira, podemos derrotá-la em todos os seus argumentos.

Em Cristo, com amor

quarta-feira, 18 de maio de 2011

OS ÍMPIOS NUNCA PARAM DE TROPEÇAR

“O caminho dos ímpios é como a escuridão; nem conhecem aquilo em que tropeçam.”
Provérbios 4.19

As pessoas são responsáveis pelos caminhos que escolhem trilhar. A atitude de pôr a culpa no diabo não “cola”, pois ele não pode obrigar ninguém a fazer sua vontade. O inimigo pode até tentar, mas compete à pessoa dizer não. Quem não sabe disso não pode alegar desconhecimento, pois a Palavra de Deus, a qual todos têm a obrigação de conhecer, avisa-nos acerca desse cuidado. O modo como você vive mostra o que há em seu coração, e quem tem ciência do que a Escritura diz sabe como se livrar das tentações.
Os que não respeitam o Senhor preferem a vereda que parece boa aos seus olhos, mas somente o caminho que Deus aponta é bom. O Altíssimo é fiel em mostrar a Seus filhos o Caminho verdadeiro. Os que se negam a percorrer a vereda que o Pai lhes preparou, mais cedo ou mais tarde, haverão de se arrepender tremendamente, pois qualquer via fora da vontade divina é caminho de morte (Pv 14.12). Já as pessoas que colocam a fé no Senhor provam o quanto é bom andar na luz.
Os ímpios não veem nada de mau em suas escolhas e ainda condenam os que, de todo o coração, obedecem ao Senhor. Na verdade, esses que não servem a Deus são oprimidos pelo demônio, o qual os cega completamente. Além disso, eles têm a alma corrompida e, por isso, não conseguem compreender que andar com Cristo é infinitamente melhor do que seguir outras direções. Quando, porém, humilham-se diante do Pai, confessam os seus pecados e os deixam, passam a seguir por caminhos de luz.
Aqueles que não andam com o Senhor não acertam nunca, pois não têm a luz de quem é sincero, e vangloriam-se pelo que fazem. Aos olhos dos homens comuns, isso pode parecer até virtude, mas, quando isso é pesado na “Balança Eterna”, eles são achados em falta, pois somente quem segue de coração os preceitos divinos consegue caminhar, de fato, na boa estrada. A verossimilhança sempre é um embuste.
Os ímpios tropeçam tanto, que nem notam o que lhes tem servido de obstáculos. Todos eles vão de mal a pior. Por mais que tentem, jamais conseguem livrar-se das armadilhas que o inimigo lança diante de seus passos. A escuridão espiritual na qual vivem não deixa que enxerguem o que é prejudicial, pois não conseguem distinguir o agir do Senhor das ações de Satanás.
Por ser amor, Deus permite que muitos obstáculos existam na caminhada deles, pois, à medida que passam pelas dificuldades, muitos se cansam do erro e resolvem entender o que pertence aos que creem em Jesus. Com isso, eles conseguem receber a fé necessária para se livrar das arapucas armadas pelo diabo. Se você não consegue ser bem-sucedido, examine-se e veja que valor tem dado à Palavra. O melhor é andar na luz, porque, assim, não tropeçará.

Em Cristo, com amor,

   

terça-feira, 17 de maio de 2011

A HONRA QUE DEUS NOS DEU

“Para fazerem neles o juízo escrito; esta honra, tê-la-ão todos os santos. Louvai ao SENHOR!”
Salmo 149.9

Não dá para entender por que nem todos aqueles que se dizem filhos de Deus acreditam, de fato, nEle nem Lhe servem com amor e dedicação. O Senhor não só realizou a grande salvação, mas também nos revestiu de poder sobre toda força do mal. Ora, se os cristãos se firmassem em sua posição de autoridade e se dedicassem a orar, a cumprir as ordens do Altíssimo e obedecer à Palavra, todos nós seríamos ricamente abençoados.
É bom advertir os perdidos quanto a um importante fato: os que não se doarem ao Senhor na proporção do dever que devem ter com relação à Sua Palavra poderão ser responsabilizados pelas vidas que não conseguirem libertar-se das forças malignas, as quais as mantêm no pecado e na perdição (Ez 33.1-9). Por isso, não podemos dar a mesma desculpa de Caim, que respondeu ao Senhor perguntando se ele era o guarda do seu irmão (Gn 4.9).
Os demônios devem estar muito felizes com os cristãos negligentes, pois estes, uma vez que não dão crédito ao que o Senhor lhes fala, deixam de ser usados por Ele e, com isso, não incomodam o império das trevas. O pior é que, por não serem guardiões da Verdade e edificadores da obra divina, seus testemunhos mentirosos ajudam os espíritos malignos a manterem muitas pessoas no erro. Meu irmão, examine-se e observe se isso não acontece com você.
Imagine se sua vida estivesse dominada por algum pecado. Se você soubesse que alguém tem o poder para libertá-lo, mas não usa tal autoridade em seu favor, qual seria seu sentimento a respeito dele? Ora, temos de assumir nosso chamado e investir em libertar os oprimidos. Essa é uma honra disponível a todos os que são convocados a compor a família do Senhor. Por isso, somos privilegiados, escolhidos para fazer a vontade divina.
Além disso, está sobre nós a responsabilidade de usar os dons e talentos que nos foram confiados para o engrandecimento do Reino de Deus (1 Co 14.12). Quem assim não agir será julgado e condenado pelo Altíssimo no Dia do Juízo. Teremos de dar contas do que fizemos ou deixamos de fazer com o poder que Ele nos outorgou.
Desobedecer ao Senhor é um dos piores pecados que alguém pode cometer, pois quem assim procede chega a mentir, enganar, trair e negar-se a ajudar o próximo. Entretanto, ainda pior é deixar o Altíssimo frustrado em relação ao chamado e ao plano que Ele elaborou para sua vida e para os que você deveria auxiliar. Por isso, bom é fazê-lO sempre estar alegre com você.
Corrija seu fracasso e não deixe Mamom ou o próprio Satanás ser senhor sobre a sua vontade. A Palavra declara que, se resistirmos ao diabo, ele fugirá de nós (Tg 4.7b). Isso quer dizer que, se você não ceder à tentação que teima em lhe mostrar as falsas vantagens do erro, ela não mais o perturbará. Então, tome a decisão de fazer o bem, pois seu maior chamado na vida é para louvar o Senhor com tudo o que você tem.

Em Cristo, com amor,

   

segunda-feira, 16 de maio de 2011

MANIFESTO PASTOR DANIEL SAMPAIO HOMOSSEXUALISMO DECISÃO STF HOMOAFETIVIDADE

A Cura de uma Jovem

ACESSE http://vimeo.com/10256295 E ASSISTA AO CULTO ¨A CURA DE UMA JOVEM¨
Reverendo Gilberto Chaves. No Livro de Atos cap.16, verso 16 a 19       

E aconteceu que, indo nós à oração, nos saiu ao encontro uma jovem, que tinha espírito de adivinhação, a qual, adivinhando, dava grande lucro aos seus senhores.
Esta, seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: Estes homens, que nos anunciam o caminho da salvação, são servos do Deus Altíssimo.
E isto fez ela por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, te mando que saias dela. E na mesma hora saiu.
E, vendo seus senhores que a esperança do seu lucro estava perdida, prenderam Paulo e Silas, e os levaram à praça, à presença dos magistrados.    

DEUS EXECUTA TODO O SEU QUERER

“Tudo o que o Senhor quis, ele o fez, nos céus e na terra, nos mares e em todos os abismos”
Salmo 135.6

De certo modo, podemos entender o Senhor como alguém semelhante a nós, visto que Ele tem desejos, planos e vontades. Há, porém, uma notável diferença: o que Deus desejar será sempre realizado, mesmo que haja oposição do inimigo, pois Ele é soberano sobre tudo. Por isso, você pode confiar nEle de todo o coração, uma vez que não há nada demasiado difícil para o Altíssimo (Mt 19.26b; Mc 10.27b), e a vontade dEle é feita do jeito imaginado.
Ao criar o homem à Sua imagem e semelhança, o Senhor tinha um plano que, por certo tempo, ficou paralisado devido à interferência do pecado. Entretanto, com a morte de Seu Filho, Jesus, no Calvário, Deus pôde continuar o que tinha começado. Uma vez que você é parte do trabalho divino nos dias de hoje, pode ver o quanto Ele o ama. Deus tem sempre o que nos prometeu em Sua lembrança; então, se fizermos a nossa parte, Ele cumprirá todas as Suas promessas. O Todo-Poderoso nunca falha e jamais perde batalha alguma.
Quando nada existia, o Criador começou a pôr em execução o que tinha em Seu coração, trazendo à existência tudo o que havia proposto. Logo, nada foi originado de maneira defeituosa ou com necessidade de ser melhorado. Todo o mundo funcionava de modo perfeito, até que, um dia, ao ser tentado, o homem – o qual Deus criara para ser senhor de toda a Sua criação – traiu-O, acreditando no inimigo e obedecendo-lhe.
Contudo, embora tenha caído em pecado, o ser humano cumpriu a ordem do Altíssimo para crescer e multiplicar (Gn 1.28), e, assim, chegamos à nossa geração. Portanto, não há uma pessoa que não faça parte dos planos de Deus. Até mesmo aqueles que servem a outros deuses, são adeptos de outras religiões ou cometeram crimes estão no coração do Senhor. Ele não deseja que ninguém se perca, mas que todos cheguem ao arrependimento (Jo 6.39).
Ainda hoje, a nossa escolha continua a mesma, pois, com a morte de Jesus, os nossos pecados foram perdoados. Agora, podemos voltar a usar o divino poder no mundo espiritual, da mesma forma como usamos no material. O Senhor nos livrou da condenação eterna e tirou a autoridade do maligno sobre nós. Por isso, não há razão para alguém viver debaixo do jugo escravizador do inferno. Hoje, somos mais que vencedores em todas as coisas (Rm 8.37).
Sabemos que nada escapa aos olhos do Senhor. Isso significa que, se houver algum mal em sua vida, Ele saberá exatamente em que área se esconde, qual a capacidade destruidora e como poderá ser extirpado. Assim, por mais “esperto” que o demônio seja, não subsistirá diante da imperiosa vontade divina. Portanto, se você decidir livrar-se de tudo o que não presta em si mesmo, pode confiar em Deus, pois Ele fará a sua libertação.
Temos o Nome de Jesus para fazer a Sua plena vontade.

Em Cristo, com amor,

   

domingo, 15 de maio de 2011

PRENDA OS REIS

“Para prenderem os seus reis com cadeias e os seus nobres, com grilhões de ferro.”

Salmo 149.8

No mundo espiritual, há anjos, que servem a Deus, e demônios, os quais cumprem a vontade de Satanás. Esses chamados reis e nobres do inferno devem ser presos e “amarrados”. Quando entendi essa mensagem,  comecei a usar a autoridade que me foi confiada no Nome de Jesus para amarrar os espíritos malignos que oprimiam as pessoas. Com isso, elas eram libertas e não voltavam mais à transgressão.
Aqueles que caem em pecado sabem que existem forças poderosas a escravizá-los no erro, as quais devem ser combatidas para que eles sejam libertos. É preciso pôr em verdadeira liberdade as pessoas que o diabo tenta manter na iniquidade. Se isso não for feito, em nossas igrejas, existirão muitos irmãos incapazes de ficar livres de suas fraquezas. Na verdade, os que são dominados por algum pecado e não conseguem a libertação por si mesmos precisam de alguém com autoridade para expulsar os espíritos imundos que as prendem. Aqueles que já se converteram e foram batizados nas águas e no Espírito Santo têm condições de ministrar liberdade completa aos que não conseguem livrar-se de seus “antigos senhores” e suas práticas pecaminosas.
Não é mentira quando alguém diz que não consegue abandonar a prostituição, o crime e outras práticas maléficas, pois os reis da perversidade não “brincam em serviço”. Eles têm a seu dispor outros demônios, os quais são especialistas em enfraquecer a fé que nasce no coração do cristão, tentando-o a voltar ao pecado, nem que seja só por uma vez mais. Com isso, o senhorio maligno continua.
Fomos constituídos representantes de Deus para pôr os oprimidos do diabo em liberdade. Para isso, devemos “amarrar” o valente que aprisiona essas vidas. Dessa forma, quando usados da autoridade do Nome de Jesus, nós o prendemos, podendo saquear sua “casa” e tirar dela todos os seus “bens”. Não há outra maneira de invadir a “casa do maligno” se ele não for “amarrado” primeiro.
Somos os agentes de Deus neste mundo. Se nos calarmos, o Senhor não terá outros que possam fazer Sua obra. Quem se omite e se acovarda, deixando de fazer o que é ordenado pelo Altíssimo, torna-se responsável pelo fracasso de vidas. Nossa missão é mais nobre do que a de um médico, pois ele cuida da parte física, o que é muito louvável; porém, nós cuidamos do aspecto espiritual e eterno. Por isso, não seja remisso em sua obra.
Deus nos confiou o ministério da reconciliação do homem com Ele (2 Co 5.18) e, para que isso fosse feito com sucesso total, equipou-nos com autoridade e poder. Agora, Ele espera que cumpramos nossa missão com louvor. Portanto, não se deixe vencer pelas tentações que existem em todos os sentidos. Quando o diabo sabe que você pode causar grande estrago nas obras do inferno, não lhe oferece qualquer “manjar”. Então, seja sábio! Não aceite suas ofertas.

Em Cristo, com amor,

   

sábado, 14 de maio de 2011

TESTEMUNHO DE DANIELLA

Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?João 11:40
VENIR CREU NA CURA DE SUA FILHA,MESMO QUANDO OS MÉDICOS FALAVAM QUE SUA FILHA ESTAVA MORTA.

Os Cidadãos do Céu

ACESSE AO LINK http://vimeo.com/10174751 E ASSISTA AO CULTO  ¨OS CIDADÃOS DO CÉU¨ COM O PASTOR GILBERTO CHAVES

AJA COMO GUERREIRO DA VERDADE

“Para tomarem vingança das nações e darem repreensões aos povos”.
Salmo 149.7

Todos os que nascem na família de Deus, por aceitarem o Senhor Jesus como Senhor e Salvador, passam da morte para a vida. Assim, ao serem batizados no Espírito Santo, recebem o poder necessário para fazer a obra do Senhor, a qual é libertar os que ainda são escravos do diabo. Por isso, tomar vingança das nações oprimidas e destruídas moral ou fisicamente pelas forças das trevas é nossa obrigação.
Os povos, sejam ricos ou pobres, pagam um preço muito alto por escolherem servir a Satanás, e o pior é que, às vezes, eles não sabem que adoram o maligno. Em sua capacidade de enganar, o inimigo tem criado uma série de religiões e cultos que levam pessoas a práticas esquisitas, fazendo-as pensarem que, assim, estão agradando ao Deus verdadeiro. No entanto, essas doutrinas, algumas até severas demais, entregam-nas, cada vez mais, nas mãos do adversário.
A verdade é que onde não há o temor de Deus – o respeito pela Palavra – há opressão e toda obra maligna. Ora, não existe uma nação sequer que o diabo não esteja escravizando, pelo menos, uma parcela de seus cidadãos. Em muitas, aliás, ele faz isso por meio do álcool, das drogas, da corrupção, da prostituição, do poder bélico etc. Em outros casos, porém, a “estratégia” usada é a soberba da vida, segundo a qual as pessoas se baseiam no conhecimento científico para se considerarem melhor que as outras.
A falta de justiça social ou o excesso de autoridade também são sinais de que o maligno opera em algumas nações. Os países que adotam a pena de morte, por exemplo, já mataram muitos inocentes, os quais não conseguiram provar que não tinham culpa pelo crime de que foram acusados. Além disso, por falta de justiça social, muitos morrem de fome e das doenças decorrentes da desnutrição. Diante disso, por que alguns podem ter tanto, e outros, quase nada?
Na verdade, os que realmente devem ser repreendidos são as “nações espirituais” – agrupamentos de espíritos malignos que sempre dominaram aqueles que não vivem segundo a Palavra de Deus. Em muitos países ricos, os demônios levam pessoas ao suicídio; em nações paupérrimas, eles destroem os indivíduos com doenças, prostituição e outros males.
Somos os reis do Senhor para executar a Sua justiça sobre a face da terra. Se nos calarmos, as obras infernais destruirão multidões. A nossa maneira de atuar deve ser sempre espiritual, pois não será com força ou violência que cumpriremos nossa missão, mas com o Espírito do nosso Deus (Zc 4.6). Temos um poder maior do que o atômico, visto que possuímos a unção do Céu, a qual quebra qualquer jugo.
Portanto, é bom começar imediatamente a executar a obra para a qual o Todo-Poderoso o comissionou, porque, um dia, você prestará conta do que fez ou deixou de fazer com a autoridade que lhe foi delegada em Nome de Jesus. A nós foi concedido o título de embaixadores do Reino dos Céus. Se precisarmos, poderemos pedir que nos sejam enviados 12 legiões de anjos, ou quanto mais se fizer necessário. Então, aja como um guerreiro da Verdade.

Em Cristo, com amor,

   

sexta-feira, 13 de maio de 2011

SEMPRE ARMADOS

“Estejam na sua garganta os altos louvores de Deus e espada de dois fios, nas suas mãos.”
Salmo 149.6

Além de exultar na nossa glória, o Senhor ensina que devemos ter Seus altos louvores em nossa garganta, prontos para serem emitidos. Com isso, há muitas bênçãos das quais seremos aptos a desfrutar. Deus não nos ensinaria nada que não fosse de fundamental importância. Esses louvores devem estar em nossos lábios, pois, no momento necessário, nós os entregaremos e, com isso, alegraremos o Pai.
Os altos louvores de Deus não devem ser agradecimentos pequenos e superficiais, mas profundos. Temos de entregar a Ele esses louvores por coisas que Ele já fez e pelo que ainda fará em nosso favor. Com sabedoria, entesouramos esses louvores especiais pelas grandes obras que já temos realizado ou realizaremos.
A Palavra é a espada de dois fios (Hb 4.12), a qual devemos ter sempre em nossas mãos. Usando um lado dela, repreendemos o inimigo, destruindo sua capacidade de nos ferir, e, com o outro lado, estamos na presença do Altíssimo, oferecendo a Ele nossa gratidão, bem com a nossa fé. Com essa espada, sempre sairemos vitoriosos.
É preciso estar preparado para os combates que, sem dúvida, ocorrerão em nossa caminhada. O adversário nunca desistirá de nos atacar. Se estivermos preparados, saberemos a melhor maneira de lutar e, com isso, não daremos ao derrotado oportunidade de nos atingir com suas trapaças (Lc 10.19). Por outro lado, se não estivermos prontos, não saberemos o que fazer quando formos atacados.
A verdade é que fomos chamados para guerrear as guerras do Senhor e não para cruzar os braços ou nos esconder. Deus nunca é surpreendido, por isso nos ensina a vestir as revelações que Ele nos dá, pois são a nossa preparação. O diabo pode simular o seu ataque do jeito que quiser, mas seus planos estão nus diante do nosso Pai. Quando ele se lança ao ataque, o Senhor dos Exércitos já nos deu o preparo necessário.
Nossa disposição para a luta deve ser conhecida de todos e, principalmente, do mundo espiritual. Quem confessa que não tem como enfrentar o maligno, no mínimo, está mentindo. O Senhor sempre equipa Seus soldados da melhor maneira; portanto, não despreze nenhuma revelação fornecida a você por meio da Escritura. Além disso, seja firme e forte, não se deixando levar pelo que aparentemente é verdade.
A obediência será um fator a mais em nosso favor, pois os que desprezam os mandamentos divinos provam que não O amam e, por isso, não serão amados por Ele. Já os que obedecem ao Senhor sempre serão guardados e protegidos pela mão poderosa do Pai. Em Cristo, seremos vitoriosos, pois temos mais do que precisamos.

Em Cristo, com amor,

   

Follow by Email

PREGAÇÕES EM DVD

PRESENTEIE A QUEM VOCÊ AMA,EVANGELIZANDO COM AS MENSAGENS DOS NOSSOS CULTOS,FAÇA SEU PEDIDO ATRAVÉS DO NOSSO SITE www.igrejacvv.com.br. PARTICIPE DO NOSSO MINISTÉRIO!

ACESSE NOSSO SITE

www.igrejacvv.com.br E ASSISTA CULTOS ON LINE

Sobre nós

A Igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida é uma instituição inspirada por DEUS para alcançar os corações das ovelhas perdidas da casa de Israel por toda a face da terra.
Com o evento da criação do Ministério Caminho, Verdade e Vida, o Senhor JESUS revelou ao coração do presidente Pastor Gilberto Luiz Chaves o seguimento das três portas do Santuário que Moisés realizava para a adoração do SENHOR DEUS durante o trajeto do êxodo do povo de Israel pelo deserto.
O santuário era composto com três seções para adoração, onde uma delas apenas ao sumo sacerdote era permitido pelo poderoso DEUS adentrar em adoração; A cada seção do santuário havia uma porta .
Hoje com a Graça de DEUS através de seu filho unigênito JESUS CRISTO, essas portas foram substituídas pela GRAÇA DE CRISTO QUE LEVOU SOBRE SI AS NOSSAS DORES E AFLIÇÕES, e a cada porta daquele santuário de outrora, hoje conhecemos que a 1ª porta do santuário é o CAMINHO, a 2ª porta do santuário é a VERDADE, finalmente a 3ª porta do Santuário é a VIDA.
Assim, JESUS é o Caminho e a Verdade e a Vida, como diz no Evangelho de João 14: 6, o santuário vivo do Poderoso DEUS, onde toda a adoração é devida a ele, pois, diz a sua palavra:
“Ninguém vem ao Pai senão por mim”
Desta forma Pastor Gilberto Luiz Chaves teve inspiração de DEUS a denominar A Igreja Pentecostal Caminho Verdade e Vida para realização de trabalho de evangelização e divulgação das Boas Novas a todas as criaturas dispostas a encontrar o SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO.
Pastor Gilberto Luiz Chaves é advogado militante com especialização em advocacia Previdenciária, formado desde 1985, exerce suas atividades profissionais seculares regularmente com escritório fixo há mais de 13 anos no mesmo local; foi batizado em 20 de junho de 1990 no Rio Jororó iniciando seu Ministério de Diaconato, quando em 2006 foi consagrado Evangelista pelo Pastor Oscar Luiz de Oliveira Presidente da Assembléia de DEUS Fonte de Amor donde concluiu então o Curso de bacharel em Teologia da Faculdade de Educação Teológica do Estado de São Paulo em 2007, iniciando o Ministério Pastoral.
A igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida detém a valorosa contribuição do Pastor NELCY CHAVES, regularmente inscrito na ORDEM DOS MINSTROS DO BRASIL, homem de fé com mais de 20 anos de Ministério já Pastoreou nas Igrejas Missionária Cristã, Comunidade Ramá, Assembléia de DEUS em Gramacho e agora com mais de 80 anos de idade é colocado como ESTACA DE ORIENTAÇÃO USADO PELO PODEROSO DEUS.
A igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida esta nos braços do SENHOR JESUS a esperar por todos os cansados e oprimidos para a divulgação das boas novas, pois, disse JESUS:
Mateus 11:28
Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.







Arquivo do blog