Total de visualizações de página

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

A Arca x264

CUIDADO COM OS HOMENS ABOMINÁVEIS

Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados e descaiais da vossa firmeza.


2 Pedro 3.17


A passagem bíblica mostra que o Criador avisa dos perigos que surgirão durante a nossa caminhada de fé – situações de grande risco, as quais poderão enganar os escolhidos. É por essa razão que devemos ficar alerta. O que o inferno tem planejado para lançar sobre a humanidade será tão imenso, que o Senhor já nos adverte, em várias partes da Bíblia, sobre aquilo com que teremos de conviver em um futuro próximo. Então, muito do que hoje é vergonhoso, nos dias vindouros, não somente será tolerado, mas também considerado absolutamente normal.


O Senhor Jesus disse que os escândalos são inevitáveis e advertiu sobre o que acontecerá com aqueles por intermédio dos quais vierem os escândalos, dizendo que teria sido melhor amarrar uma pedra de moinho ao pescoço e lançar-se ao mar (Lc 17.1,2). Assim, os que estão aprovando leis de permissividade, por exemplo, que provocam grande indignação, terão um castigo muito severo, uma vez que, a fim de ganhar votos, fecham os olhos para o dano que isso pode causar aos fracos de mente, os quais, influenciados, acabam por aprová-las.


Nós, cristãos, somos avisados pela Palavra Eterna que situações como essa sobrevirão à humanidade. Por isso, devemos tomar as devidas precauções, não nos esquecendo de que, para este mundo louco, não há solução fora de Cristo. A vida terrena para os piedosos ficará cada vez mais difícil, a ponto de o Senhor perguntar, em Lucas 18.8b, se, no momento da Sua volta, encontrará fé na Terra.


Até mesmo os servos de Deus que, no passado, foram fiéis têm-se vendido ao inimigo nos dias atuais. Ora, se não vigiarmos, não haverá desculpas para dar no Último Dia, visto que já fomos avisados. Logo, não importa o que as pessoas dizem, ou se alguns líderes cristãos se rendem aos “modernismos”, pois não haverá complacência para aqueles que, visando obter lucro – financeiro ou outro –, afrouxam a sã Doutrina. Temos de ficar de prontidão, a fim de não permitirmos que as propostas do maligno nos tirem da posição de defensores da justiça divina.


O apóstolo Pedro fala sobre guardar-se de pessoas que estão a serviço do império das trevas, embora se considerem servas de Deus. Se o foram no passado, isso já não importa, pois, se decaíram, já não mais servem ao Altíssimo. Segundo a linguagem bíblica, trata-se de homens abomináveis, os quais se têm especializado no engano e, com a astúcia de Satanás, trazem novidades que levam muitos a se distanciarem da Verdade, abraçando a mentira com os seus erros.


Em razão disso, muitos têm sido arrebatados, vivendo como se Deus não existisse e como se não houvesse o Dia do acerto de contas. Assim, o que lhes interessa é apenas seu próprio bem-estar a fim de satisfazer os desejos carnais. Esses já estão condenados ao suplício eterno. Portanto, tenha cuidado para não ser enganado junto com eles. O arrebatamento citado por Pedro não é aquele que os fiéis a Deus provarão; trata-se de ser arrebatado por meio do engano, que ocorre quando alguém deixa os caminhos divinos.


A consequência disso é que existem muitas pessoas que, hoje, não são mais firmes na fé. Elas já não oram como no passado, não creem na Palavra e, quando são atacadas pelas forças do mal, não conseguem resistir, pois já decaíram da firmeza espiritual que tinham no Senhor. Deus quer ver firme todo aquele que nEle crê. Por isso, não aceite que o engano desses homens abomináveis o corrompa. Guarde aquilo que você já tem aprendido nas Escrituras e não se deixe levar pelas “novidades” que têm destruído para sempre a vida de muitos.


Em Cristo, com amor,

domingo, 30 de outubro de 2011

UMA DAS VANTAGENS DE SER JUSTO

Não será jamais abalado; será tido em memória eterna.


Salmo 112.6


O homem é justificado no momento em que ele recebe Jesus como seu Salvador e Senhor. Isso significa que ele foi inocentado de toda a culpa ou acusação que pesava sobre si. Tendo seus pecados perdoados, sua “ficha” ficará limpa como se nunca tivesse transgredido. Ao cumprir os mandamentos do Senhor, ele assume a posição de justo e, com isso, torna-se herdeiro das bênçãos e promessas escritas na Bíblia.


Quem não se curvar à Palavra jamais terá o prazer de ser nomeado justo. O fato de não obedecer ao Altíssimo impede a pessoa de ter direito às promessas divinas, e, por isso, ela não usufruirá dos seus direitos em Cristo. Além disso, não ter o título de justo o impossibilita de ser guardado pelo poder divino. Quando precisar da ajuda celestial, ainda que ore por isso, não será atendido.


Aqueles que não dão a devida atenção ao que o Senhor fala, no mínimo, mostram que não entenderam que servir a Cristo é dar-se completamente à Palavra de Deus. Jesus ensinou que devemos nos alimentar “de toda a palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4.4). Quem se alimenta do Verbo divino se fortalece, e, com isso, suas orações e determinações são atendidas. O que despreza a voz do Pai ficará sem a assistência do poder do Alto.


Todos são tentados. A tentação pode vir em forma de doença ou desejo de praticar algo errado. Quem não estiver na qualidade de justo, sem dúvida, ao ser tentado, cairá em pecado. Os que são de Deus até podem ser levados a abrir mão da santidade, mas, na hora de cometer o erro, seu coração sentirá o toque do Espírito Santo, e, então, essa pessoa se afastará do erro.


Por causa da obediência ao que diz o Senhor, o justo jamais será abalado. Se ele não cumprir os mandamentos, poderá ser atingido pelos dardos inflamados que o maligno lança contra ele. Além das bênçãos que ocorrerão nesta vida a quem dá ouvido ao Altíssimo, haverá, na eternidade, recompensas para aqueles que decidiram fazer a vontade do Pai. Como Deus fiel, o Senhor não Se esquecerá do que tem prometido.


Outro fato de suma importância é que os justos serão lembrados para sempre. Isso porque, sem dúvida alguma, pode-se afirmar que eles estão dando continuidade às maravilhas, aos milagres e sinais operados pelos apóstolos no livro de Atos. A obra que Deus entregar a você para ser executada será tida por memória eterna. Os que não são justos, mesmo enquanto estiverem aqui, por mais que desejem e se esforcem, não experimentarão o amor do Pai. Se você não der atenção à Palavra, não receberá ajuda do Altíssimo.


Esmere-se para ser o justo do Senhor! Você só tem a ganhar com essa posição. O nosso Deus jamais Se esquece daqueles que fazem o bem, ainda que isso seja considerado algo simples pelos homens. Então, empenhe todas as suas forças e seu coração para que seja feito, como o Senhor Deus deseja, tudo o que vier à sua mão!


Em Cristo, com amor,

sábado, 29 de outubro de 2011

NÃO DEIXE QUE SEUS OSSOS ENVELHEÇAM!

Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado.


Salmo 32.3-5


O rei Davi foi usado para nos deixar boas lições. Uma delas diz respeito àquilo que o pecado não confessado fez na vida dele. A tentação vem, porém, se não a aceitarmos, não teremos cometido pecado. O Espírito de Deus luta conosco para que não caiamos em tentação, mas, uma vez tendo sucumbido a ela, não nos resta alternativa a não ser nos arrependermos, confessarmos o nosso erro e, se for o caso, fazermos a restituição.


Enquanto Davi não confessou suas transgressões, ele viu a sua estrutura envelhecer. Não importa a sua idade, se você for um servo de Deus e não deixar pecado encoberto em seu coração, irá manter-se jovem na aparência, no humor e no trato com as demais pessoas. Persistir nos erros faz com que seu espírito envelheça. A sua alma irá bramir, gritando todo dia, pois ela não quer ir para a perdição eterna.


Esse bramido ocorria porque a mão do Senhor pesava sobre Davi. Ainda hoje, Deus faz a mesma coisa com a pessoa que erra, pois, por amá-la, Ele sabe que, se ela não se livrar da transgressão, não conseguirá escapar da condenação, a qual é inevitável. Quem não se acerta com o Pai vive um dilema muito grande. De um lado, deseja ir para o Céu, mas, do outro, a vergonha ou algum orgulho bobo o faz esconder o erro.


Davi percebeu que até seu humor fora afetado. Depois de pecar, o interior desse rei se parecia com a terra quando não chove: seca e quebradiça, pois nela não há vida. Quando isso acontece, o indivíduo já não tem mais prazer em seu viver, fica enjoado, mal-humorado, ranzinza, e as demais pessoas se afastam dele. Isso é um sinal que o Criador colocou em nós para que não escondamos o pecado e o confessemos para nos livrarmos dele.


Ao tomar consciência da sua iniquidade, Davi fez o que era certo: confessou-a, e a sua maldade não escondeu. Ele assumiu que errou, mas não mentiu dizendo que foi de uma hora para outra, ou que não planejou aquilo. O rei disse ao Senhor que o seu erro era doloso, maldade mesmo, como o de alguém que quer praticar atos inconsequentes. Seja sempre verdadeiro e não ponha a culpa pelas suas transgressões em ninguém. Se você deseja ser limpo, abra o coração e confesse tudo.


Davi passou a dizer a si mesmo que confessaria seu pecado a Deus. Então, chegou o tempo de se colocar em comunhão com o Senhor, abrir a boca e fazer a confissão. Agora é o momento mais propício para você abrir o seu coração e confessar ao Senhor o seu erro. Enquanto você está lendo esta mensagem, o Espírito de Deus está falando ao seu coração. Ele lhe perdoará as faltas se você for honesto. Há casos em que você terá de procurar aquele a quem ofendeu e também se confessar a ele. Foi o Altíssimo quem convenceu Davi de seus erros, e, depois da sua confissão, perdoou as transgressões daquele rei. Seja sincero, e o Senhor fará o mesmo por você (1 Jo 1.9).


Em Cristo, com amor,

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

SUA ENTRADA PODERÁ SER NEGADA

Pelo que, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.


2 Pedro 3.14


Os que foram iluminados pela pregação do Evangelho devem evangelizar o maior número de perdidos, mas não podem esquecer-se de que devem aguardar a segunda vinda do Filho de Deus e preparar-se para ela. Apesar de o trabalho de Deus ser lindo e abençoado, não devemos deixar que ele ou outras coisas nos impeçam de aguardar a volta do Filho de Deus, que será a coroação da nossa fé no Senhor Jesus.


Esse evento será o mais importante de toda a criação. Do nada, o Altíssimo fez o mundo material e, agora, com a vinda do Seu Filho, Ele desfará tudo pelo fogo. Nessa fogueira, os elementos se fundirão (2 Pe 3.12), e onde nós estaremos?. O Senhor haverá de nos colocar a salvo do fogaréu que atingirá o mundo. Já os perdidos marcharão para sempre rumo ao fogo inextinguível, o qual foi preparado para o diabo e seus anjos (Mt 25.41).


Estamos no tempo de olhar para as promessas do Senhor Deus, pois elas nos farão ser poupados das coisas que sobrevirão à humanidade. Elas têm o poder de nos ajudar hoje em nossas lutas e, no grande Dia, de nos guardar da destruição que assolará todo o mundo material. A Palavra nos manda aguardar novos céus e nova terra (Ap 21.1). Então, temos só uma coisa a fazer: assim como Noé, precisamos crer no fato de que o Senhor cumprirá Sua Palavra.


Nesse novo mundo criado pelo nosso Pai, habitará somente a justiça. Não haverá lembranças das coisas ruins que aconteceram neste mundo. Os salvos entrarão para possuir o Reino preparado para eles desde a fundação do mundo. Quero estar no meio dos que receberão o convite para entrar e possuir o Reino (Mt 25.34). Para isso, durante toda a minha vida, tenho-me esforçado para ser achado entre os tais.


Diz a Escritura que nós, que aguardamos essas coisas, devemos zelar para que sejamos achados pelo Senhor imaculados e irrepreensíveis. Não basta frequentarmos a igreja, orarmos para sermos curados e prosperarmos na vida. Temos de nos preocupar com algo mais importante, pois precisamos ser encontrados por Ele com essas duas condições satisfeitas, porque, sem elas, não alcançaremos o favor divino.


Sem essas duas condições – ser santo e irrepreensível – ninguém entrará no Reino dos céus. As Escrituras ainda acrescentam que devemos viver assim em paz. Quem não procura viver em comunhão com o Espírito de Deus, deixando-se levar pelas mentiras do inimigo, e tem inimizade com quem quer que seja se desesperará, pois, se não for achado santo, irrepreensível e em paz, sua entrada no Céu será negada.


Não seria esse o momento exato para você se examinar? Se descobrir que há algo que o impede de ser admitido do Reino eterno, imediatamente, peça perdão ao Senhor e, se necessário, reconcilie-se com a pessoa que você ofendeu ou prejudicou de alguma forma. Não perca tempo! Endireita as suas veredas e tome o Caminho certo para adentrar o Reino!


Em Cristo, com amor,

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

NÃO É BOM O QUE FAZES

O sogro de Moisés, porém, lhe disse: Não é bom o que fazes.”
Êxodo 18.17


Se o Senhor dirigia Moisés em tudo, por que não o orientou a fazer o que Jetro, seu sogro, disse-lhe? Sem dúvida, posso garantir que Deus assim o fez; porém, nem sempre estamos prontos a entender o que Ele fala. Com isso, trabalhamos além da conta, esforçamo-nos demasiadamente e conseguimos pouco. É preciso ouvir o outro, pois quem aceita bons conselhos é sempre bem-sucedido.


Jamais culpe o Altíssimo pelos seus erros ou trabalhos desnecessários. Ao entender o que Ele lhe dá, aceite de pronto, cumprindo à risca as instruções bíblicas. Moisés foi muito ajudado pelo nosso Deus, mas, como não era perfeito, deve ter perdido muitas bênçãos em determinadas áreas de sua vida. Contudo, ao falar assim, não estou querendo diminuir o valor desse gigante servo de Deus.


O bom é ser sempre humilde para ouvir o que outras pessoas têm a dizer, o que, muitas vezes, pode ser um maravilhoso recado dos céus. Entretanto, se o que lhe transmitirem não tiver base bíblica, esqueça. O Senhor é perfeito em guiar os Seus; por isso, não precisamos de nada que não venha dEle. Quem recebe o conselho dos céus e o coloca em ação, além de obter sucesso, faz o Criador ficar alegre.


Sem dúvida, deve haver muitas atividades que realizamos desnecessariamente, as quais gastam o tempo, a energia e a capacidade, que poderiam ser empregados no Reino de Deus. Por isso, seria bom examinar como você gasta o seu tempo e aplica os seus recursos, verificando se o faz segundo a direção do Pai. Por ser curta a nossa estada na Terra, não é bom desperdiçarmos as oportunidades que nos são oferecidas.


O que é feito em excesso não tem valor algum, pois o certo é cumprir apenas o que nos foi designado, segundo a orientação do Altíssimo. As atividades extras nos roubam tempo e energia – do lazer e de outras coisas boas. Ora, o coração sábio agrada a Deus e, por isso, é digno de recompensa. Fazer além do que nos é pedido não completa a obra divina; logo, basta cumprirmos a nossa missão com as ferramentas que nos são concedidas.


É possível acreditar que o conselho de Jetro a Moisés tenha vindo de Deus. Logo, se ele tivesse sido orgulhoso, ignorando seu sogro, teria trabalhado até a exaustão e, provavelmente, não cumpriria sua missão de modo satisfatório e produtivo. Portanto, escute tudo o que lhe dizem e, se sentir que realmente vem da parte do Senhor – porque Ele fala direta e indiretamente –, creia nisso e assuma-o. Então, você terá o seu poder de ação intensificado.


Além disso, aprender a multiplicar seu trabalho é de grande valia; foi assim que fizeram os homens usados pelo Senhor no passado – criando as suas escolas de profetas e, com isso, multiplicando em muito a missão que receberam. O Senhor Jesus procedeu da mesma maneira – preparou Seus discípulos e os enviou adiante dEle aos locais que visitaria mais tarde. Então, seja como o Mestre e cumpra a missão para a qual Ele o designou.





Em Cristo, com amor,

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

JOSÉ FOI VARÃO PRÓSPERO

E José foi levado ao Egito, e Potifar, eunuco de Faraó, capitão da guarda, varão egípcio, comprou-o da mão dos ismaelitas que o tinham levado lá. E o SENHOR estava com José, e foi varão próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio. Vendo, pois, o seu senhor que o SENHOR estava com ele e que tudo o que ele fazia o SENHOR prosperava em sua mão, José achou graça a seus olhos e servia-o; e ele o pôs sobre a sua casa e entregou na sua mão tudo o que tinha.


Gênesis 39.1-4


A trajetória de José é triste e, ao mesmo tempo, alegre. Triste em relação às coisas que ele sofreu e alegre no que se refere ao que Deus fez na vida dele. Seus irmãos o venderam aos ismaelitas, os quais, por sua vez, venderam-no como escravo do oficial graduado do reino de Faraó, o Egito, nação que, nas Escrituras, simboliza o pecado. José tinha tudo para ser uma pessoa infeliz, mas, por temer o Senhor, não se deixou levar pelo negativismo e, assim, não foi derrotado.


Comprado pelo egípcio Potifar, eunuco de Faraó e capitão da guarda, José determinou em seu coração não se envolver com o pecado. Ele se manteve firme e não se deixou levar pelo erro nem por mentira alguma do inimigo. Essa é a receita que todos precisam seguir para serem abençoados e, desse modo, vitoriosos.


O segredo desse servo de Deus era ter o Senhor com ele. Ao colocar esse detalhe nas Escrituras, o Altíssimo nos ensina o que fazer para termos também a Sua companhia. O Pai jamais abandona aqueles que colocam a confiança na divina Palavra. Com Deus ao seu lado, não haverá provação que tire você da presença do Todo-Poderoso. Os que são do Senhor sempre crescem na provação. José, mesmo no cativeiro, provou ser um verdadeiro homem de Deus.


Que lição para todos os que servem ao Altíssimo. Embora tenha sido vendido como escravo, José foi varão próspero. O Senhor Deus nos quer assim. Não importa onde você trabalha, onde mora nem a cor da sua pele. Na verdade, não importa nada, a não ser que o Espírito de Deus habita no seu coração. Então, onde você estiver, ali estará o poder divino para abençoá-lo. Com a mão do Pai sobre a sua vida, você será sempre mais que vencedor.


José não saiu da casa do seu Senhor. Você não precisa ir a parte alguma para ser vencedor. Se Deus o conduzir a certo lugar, vá, mas, se dEle não partir a ordem, não saia da sua posição. Potifar viu que o Altíssimo estava com José. Da mesma maneira, os perdidos têm de ver isso. O nosso sucesso fará com que muita gente reconheça que o Senhor também está conosco.


O sucesso de José era tão notável, que Potifar viu que o Todo-Poderoso estava com ele. Sendo carta viva de Cristo, todos os convertidos devem cumprir as condições bíblicas e, assim, ter o Senhor com eles. O resultado disso é que o mundo se espantaria, pois o nosso sucesso seria notório e assombroso aos seus olhos. Isso só depende de cada um.


Quem não gostaria de ter um empregado cujo toque fizesse tudo prosperar? Sem dúvida, as ofertas de emprego, de ser sócio e dar palestras seriam abundantes. Mas, se isso não ocorre, a vida torna-se difícil para nós. José passou a ser exaltado por Potifar, recebendo dele uma série de atribuições, o que o levou a ser vítima de assédio. Apesar disso, José continuou servindo ao Senhor em santidade. O resultado dessa fidelidade é que ele se tornou o gerente da casa do seu senhor. O que dirão de você?


Em Cristo, com amor,

terça-feira, 25 de outubro de 2011

LANCE O LENHO NO SEU PROBLEMA

ele clamou ao SENHOR, e o SENHOR mostrou-lhe um lenho que lançou nas águas, e as águas se tornaram doces; ali lhes deu estatutos e uma ordenação e ali os provou.
Êxodo 15.25


Após passar pelo mar Vermelho, os filhos de Israel caminharam pelo deserto de Sur, onde não havia água. Ora, uma caminhada sempre demanda esforço físico; quando é feita em um deserto, o empenho é ainda maior, e a necessidade de ingerir água torna-se grande. Não há quem possa viver sem ela, e, mesmo para os camelos, embora tenham disposição para ficar muitos dias sem o líquido, chega o momento em que precisam ingeri-la.


Houve, em média, três milhões de pessoas que andaram pelo deserto na tentativa de encontrar o líquido da vida e não lograram sucesso. O ânimo deles devia estar bem fraco; porém, ao chegarem a Mara, a notícia de que havia água no local se espalhou. No entanto, quando tentaram saciar a sede, um sentimento de tristeza e revolta tomou conta deles, pois as águas eram amargas.


Revoltados, os hebreus murmuraram contra Moisés, algo que nunca deve ser feito por nenhum dos filhos de Deus. Logo, se você, que não está em pecado e crê que o Senhor o dirige, encontrar-se em alguma situação embaraçosa, ore e não deixe o inimigo pôr palavras na sua boca, pois o Altíssimo pode ter um plano magnífico em certa situação contrária à que nos encontramos.


A narrativa de Êxodo mostra que a situação não era fácil, já que ninguém pode ficar sem água. Já fazia três dias que eles caminhavam, e alguns já deviam estar exaustos. Até quando aguentariam? Bem, se estavam sendo guiados pelo Altíssimo, suportariam até o momento em que Ele lhes desse a bendita composição H2O, uma vez que, sem dúvida, o Senhor toma conta daqueles que Lhe obedecem.


Ao ver o povo murmurando, Moisés orou ao Senhor, atitude que sempre devemos ter em qualquer circunstância. Por isso, na alegria, na tristeza ou na necessidade, ore a Deus e receba o livramento que Ele dará a você. Muitas vezes, situações ruins nos ocorrem porque não levamos ao conhecimento dEle todas as nossas ansiedades e necessidades. Então, procure ter comunhão com o Pai, e você verá como Ele irá dirigi-lo a lugares maravilhosos; afinal, quem é conduzido pelo Altíssimo sempre obtém sucesso.


A resposta divina veio a Moisés em uma visão – um lenho que, ao ser jogado nas águas amargas, iria torná-las potáveis. Então, ao receber a revelação, o líder saiu à procura de tal madeira e, ao lançá-la, viu que a Palavra de Deus se cumpriu exatamente como foi revelada. Assim, a alegria tomou conta de todos, e o que os preocupava deixou de ser problema.


Da mesma maneira, siga as divinas instruções, e o Senhor operará em seu favor. Procure o seu “lenho” na floresta de promessas, que é a Sagrada Escritura, e aquilo que lhe for mostrado fará um milagre quando lançado no seu problema.


Em Cristo, com amor,

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

OS MAIS PERIGOSOS PECADOS

Se eu atender à iniquidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá.

Salmo 66.18


Deus declara, em Jeremias 17.9, que o nosso coração é desesperadamente corrupto. Imagine no que ele se tornará se deixarmos que pecados se hospedem nele. Na verdade, não há dúvida de que muitos já têm feito isso, pois do coração do homem procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, o adultério, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba e a loucura (Mc 7.21 – ARA).


Esses males vêm do coração e nos contaminam (Mc 7.23); por isso, o melhor a fazer é não dar atenção a eles e a nenhum outro que, mesmo não incluído na lista citada, pode levar-nos à perdição. Logo, qualquer iniquidade, anormalidade ou inspiração maligna deve ser rechaçada, pois, do contrário, o Senhor não poderá atender súplicas e orações. Aliás, não há nada pior do que não ter a atenção do Altíssimo.


O pecado engana. Ele é obra do inferno, o qual, de modo mais organizado do que se possa imaginar, trabalha incansavelmente para nos causar prejuízo; afinal, o objetivo do inimigo é tirar-nos da presença divina para sempre. Quem peca e não se arrepende despreza uma infinidade de advertências bíblicas e, por isso, não terá desculpas no Dia do Juízo. Desconhecer as Escrituras não isentará ninguém da culpa, pois saber o que diz a Bíblia é obrigação de todos os que se denominam cristãos.


Os pecados cometidos no coração são os piores, já que ninguém os vê. Quando alguém é descoberto fazendo algo errado, a vergonha pode levá-lo ao arrependimento; porém, se ele comete o erro no secreto do coração e, com esforço, consegue enganar todos à sua volta, fica em má situação, uma vez que, no Dia do Juízo, até seus pensamentos serão manifestos. Então, não haverá outra opção, a não ser marchar para o lago que arderá com fogo e enxofre.


Por ser santo, o Altíssimo não pode ter comunhão com quem erra obstinadamente em seu espírito, razão pela qual tantas pessoas não têm suas orações atendidas. Ora, a pessoa que erra em seu coração e não confessa a Deus o seu erro comete outro pecado: engana a si mesmo e tenta enganar o Pai.


Então, se você tem algum erro, por que não confessá-lo ao Altíssimo e buscar dEle o livramento? Perder a oportunidade de se livrar dos pecados escondidos é um grande mal, do qual você precisa livrar-se. Existem pessoas que têm feito isso a vida toda; por isso, analise se esse é o seu caso e se arrependa diante do Senhor, que é fiel e justo para lhe perdoar e purificá-lo de toda injustiça (1 Jo 1.9).


O pecado não compensa, é armadilha do diabo para oprimi-lo em todos os sentidos. Portanto, inicie uma batalha séria para ficar livre dos pecados secretos, antes que seja “apanhado”. Ao se purificar das imundícias, você notará que a muralha que o separava do seu Pai foi retirada e que o Senhor Deus passou a ser seu Amigo de fato. Com isso, Ele poderá agir livremente em sua vida.


Em Cristo, com amor

domingo, 23 de outubro de 2011

DEUS FORTE



Ó Deus, tu és o meu Deus; de madrugada te buscarei; a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água.

Salmo 63.1 - ARC

Na tradução Almeida Revista e Atualizada do versículo citado, o salmista diz que o Senhor é o seu Deus forte. Ora, é sempre bom ter em mente que Ele jamais será ou estará fraco e é Soberano em todas as batalhas. Com o Altíssimo ao seu lado, o inimigo não pode infligir-lhe derrota, uma vez que, em todos os combates, as forças infernais são envergonhadas e vencidas. Assim, quem tem o Todo-Poderoso consigo pode entrar confiante em qualquer batalha, sabendo que sairá vencedor.

Ao profetizar o nascimento do Filho de Deus entre nós, o profeta Isaías disse que um de Seus Nomes seria Deus forte (Is 9.6); afinal, Ele veio nessa condição para nos libertar do império das trevas. Muitas vezes, ao pensarmos nas pessoas que se encontram neste mundo de sofrimento, imaginamos somente os que frequentam reuniões de feitiçaria. Porém, na verdade, todos os que não se arrependem de seus erros estão incluídos no reino da maldade.

Nos dias de hoje, há muitas pessoas “de Deus” que vivem na mentira ou em outros enganos, como desonestidade, adultério e bebedeira. Entretanto, não sabem, ou não querem admitir, que estão debaixo da autoridade do maligno e poderiam livrar-se disso tudo se acreditassem que o Senhor Jesus é o Deus forte mencionado por Isaías, o qual poderia libertá-las de qualquer escravidão.

O profeta ainda disse que o restante dos filhos de Israel – aqueles que seriam chamados pelo Senhor – iriam converter-se a Ele. Por essa razão, não há maneira de o diabo manter uma pessoa que seja de Deus em suas garras. Ora, nós nos rendemos ao Deus que tem todo o poder nos céus e na terra. Logo, esta é a Boa-Nova que temos de pregar a todos aqueles dominados pelo pecado: creia, pois o seu Deus é o Deus forte.

Da mesma maneira que o Altíssimo agiu com aqueles que Lhe serviram no passado, Ele agirá em sua vida. Por isso, se você tem sido dominado por qualquer pecado, prepare-se para ser liberto. O seu Senhor é o Deus que não conhece derrota e tem a habilidade necessária para torná-lo livre das ações do maligno. Ele é suficientemente forte e poderoso para quebrar os grilhões que o amarram nos vícios e nas obras das trevas.

Então, não deixe o inimigo enganá-lo mais. Ele só conseguirá ter vitória sobre a sua vida se você estiver em pecado. Porém, se, neste momento, você confessar os seus erros ao Senhor e pedir perdão, será completamente liberto. Ainda que muitos tenham dito que você jamais sairá da situação confusa em que se encontra, isso não é verdade.

Não perca a sua salvação nem viva em condenação. O Senhor é Deus forte na vida de quem O invoca com sinceridade. Ele possui as condições de lhe dar a liberdade a partir deste momento. Portanto, aproveite a oferta, clame pela ajuda divina e seja livre agora.

Em Cristo, com amor

sábado, 22 de outubro de 2011

VIRTUDE E SANTIDADE

E, quando Pedro viu isto, disse ao povo: Varões israelitas, por que vos maravilhais disto? Ou, por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude ou santidade fizéssemos andar este homem?


Atos 3.12


As promessas feitas pelo Senhor Jesus sempre serão confirmadas, desde que a pessoa creia no que Ele mandou que fosse feito e, com fé, exerça sua autoridade. Os que decidem fazer a obra divina verão que Deus está pronto para atender ao que Seus servos determinarem, desde que ajam em Seu Nome. Essa Sua prontidão teve início no momento em que Ele afirmou que os que cressem nEle fariam as mesmas obras realizadas por Ele (Jo 14.12).


A cura do paralítico, realizada mediante a ordem do apóstolo Pedro, foi apenas uma atitude de fé. Ele atendeu o mendigo paralítico, que lhe pediu uma esmola. Pedro, então, disse-lhe que não possuía ouro ou prata, mas lhe daria o que tinha. A seguir, ordenou que, em Nome de Jesus, aquele enfermo ficasse de pé e andasse. Pedro se baseava na afirmação do Mestre, o qual garantiu que tudo o que fosse determinado em Seu Nome Ele mesmo o faria. O que nunca ninguém tinha feito até então aconteceu.


As pessoas, atônitas com o ocorrido, correram para junto do apóstolo como se ele fosse alguém especial. Por saber que a obra não havia sido realizada por mérito seu, Pedro perguntou a razão de estarem tão maravilhados. Todos os servos de Deus devem estar atentos a este fato: o Pai pode usá-los em grandes operações, mas nunca devem tomar para si a glória que pertence ao Único que realmente faz maravilhas.


Todos olhavam para Pedro e João, os quais estavam boquiabertos por conta do que havia sucedido. Então, o apóstolo perguntou por que olhavam assim para eles. Os que são usados pelo Senhor devem ser sinceros e evitar receber o louvor por algo que tenham feito. Não será a nossa consagração que, por maior que seja, fará o poder de Deus atuar na vida de alguém, mas, sim, a vontade divina. A glória pertence ao Altíssimo e deve ser sempre dada a Ele.


Pedro declarou que a virtude deles não fizera aquele homem andar. Na verdade, nunca será a virtude de homem algum, ou de qualquer igreja ou religião, que dará a bênção para o sofredor. O poder que opera a conversão, a cura ou qualquer obra é do Senhor, e Ele faz a obra como Lhe apraz. Ai de quem se passa por poderoso ou especial. Agora, o fato é que todos os salvos, os quais vivem em santidade, podem ser usados na realização da obra divina.


A santidade é necessária; não a nossa, mas, sim, a do Senhor. A santificação tão almejada não é fruto da vontade ou do esforço de ninguém; é obra do Espírito de Deus. Ao orar para que fôssemos santificados, Jesus disse que assim seríamos na verdade (Jo 17.17). Quem tenta santificar-se por outro meio vive em dilema, pois, apesar de se esforçar, não consegue livrar-se da tentação. A santificação é obra exclusiva do Senhor, realizada na Palavra de Deus.


Para conseguir viver, de fato, na presença do Altíssimo, temos de esquecer tudo o que as religiões ensinam. Somente quem aprende com a Palavra consegue viver de modo santo. Sem a santificação vinda do Senhor ninguém será usado por Ele. Definitivamente, não haverá a menor possibilidade de conseguirmos a virtude ou a santidade para operar em Nome do Senhor se não formos ajudados por Ele. Então, seguindo Suas direções, poderemos ser usados na obra que Deus determinar para nós.


Em Cristo, com amor

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

COMO O NOSSO DEUS




Ó SENHOR, quem é como tu entre os deuses? Quem é como tu, glorificado em santidade, terrível em louvores, operando maravilhas?


Êxodo 15.11

Não há palavras para descrever o nosso Deus, pois, sendo completo, o que se escreveria sobre Ele seria no superlativo. Aqueles considerados deuses, fruto da invenção das pessoas, não podem ser comparados com o Senhor. O que alguns fazem se dá por causa da operação satânica que está por trás do culto que se presta a tal entidade.

O nosso Senhor é, de fato, Deus. Do nada, Ele criou todas as coisas e as mantém pelo poder da Sua Palavra. Para Ele, não há algo demasiadamente difícil. Mas, mesmo sendo o Todo-Poderoso, Ele zela pelo que promete. O Altíssimo confirmará tudo o que Seus lábios têm prometido. Nunca houve e jamais haverá uma só de Suas palavras que deixará de ser cumprida.

O Pai deve ser glorificado em santidade. Não é o esforço humano que dará ao homem condições de se livrar das tentações e viver de modo santo. O Senhor Jesus ensinou que a santificação se dá pela Palavra de Deus. Sem essa obra realizada pelo próprio Deus, não há como Ele ser glorificado em santidade. Todos os filhos do Altíssimo devem buscar dEle essa graça e, assim, poderão oferecer-Lhe o verdadeiro louvor.

Cristo avisou que Ele não aceita testemunho humano (Jo 5.34). Se você está buscando santificar-se por méritos próprios, não conseguirá. Na verdade, somente quando a obra é realizada pelo Espírito de Deus é que se consegue a libertação completa e total. É nessa santidade que o Senhor deve ser glorificado. A boa notícia é que todos nós temos direito a essa operação divina a qual nos livra do pecado, pois ela é a resposta a um pedido feito por Jesus.

O Senhor é terrível em louvores. Novamente, precisamos ver que até nos louvores o nosso Deus tem de nos dirigir. O rei Davi dizia que o seu louvor viria do Altíssimo na grande congregação. Tanto o meu louvor quanto o de qualquer outra pessoa não surgirão de modo diverso do que Davi tributava a Deus. Não temos condições, por nós mesmos, de dar o verdadeiro louvor ao Pai. Só Ele pode nos capacitar a fazê-lO.

Quando os verdadeiros louvores – aqueles que Ele mesmo nos inspira a dar-Lhe – são entregues ao Senhor, Ele Se mostra terrível, grande em operação. Não é que Deus esteja faminto para ser elogiado, mas, quando o fazemos, sob Sua direção, conseguimos uma força espiritual a qual nos leva a destacar-nos dos demais necessitados.

Onde quer que você leia acerca do Senhor nas Escrituras, Ele está operando maravilhas, pois é da natureza dEle fazer o que promete. No entanto, se você é religioso e, com dedicação, cumpre as regras da sua religião, isso não significa que conseguirá a operação divina, pois Ele não aceita nada que venha do homem, ainda que este seja bem-intencionado.

Em Cristo, com amor,

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

ISTO DEUS FARÁ POR VOCÊ

Eis que Deus não rejeitará ao reto; nem toma pela mão aos malfeitores; até que de riso te encha a boca, e os teus lábios, de louvor. Teus aborrecedores se vestirão de confusão, e a tenda dos ímpios não existirá mais.

Jó 8.20-22

O Senhor Deus está preparado para fazer grandes coisas àqueles que são parte da Sua família – maravilhas que as pessoas não imaginam serem possíveis. Está registrado nas Escrituras o que o Altíssimo pode e deseja realizar por todos os que creem em Sua Palavra. Assim, quando uma pessoa está em comunhão com o Pai, o poder divino fica disponível para atuar na vida dela.

Pensando nisso, nunca sinta inveja do sucesso de algum ímpio, pois o futuro dele não será nada bom (Pv 24.19; Sl 37.10). Aqueles que cedem ao pecado e não buscam o arrependimento, mantendo a iniquidade secretamente em seu coração, um dia, quando mais precisarem, podem ser desprezados por Deus. Porém, os que têm prazer em andar na retidão jamais são confundidos. Portanto, siga no temor do Senhor, e Ele jamais o rejeitará.

O nosso Deus não age de maneira incoerente; por isso, nunca tomará os malfeitores pela mão. Logo, os que se dão ao erro, sendo useiros e vezeiros do pecado, podem estar certos de que sofrerão a ira do inimigo, que os engana, e o Senhor não poderá protegê-los, ainda que clamem a Ele. O Altíssimo não estenderá as mãos para guardá-los, pois suas más obras não permitirão que Ele assim o faça.

Agora, prepare-se para momentos de muita alegria, pois Deus prometeu encher sua boca de riso. Ele tem guardado ocasiões para visitar os Seus filhos de um modo tão perfeito e maravilhoso, que eles jamais esquecerão. Assim, quando a alegria vier, será um sinal de que seu espírito foi visitado por Ele, e você poderá pedir e determinar o que quiser.

A visitação do Senhor será tão maravilhosa, que os seus lábios pronunciarão o perfeito louvor. Ora, sem ela, tudo o que conseguimos é dar a Deus o que concederíamos a qualquer pessoa a quem quiséssemos elogiar. Porém, com a manifestação do nosso Deus, somos revestidos de uma enorme capacidade de adorá-lO e chegamos a agradar Àquele que é perfeito.

Os que se levantarem contra você só encontrarão confusão, com a qual se vestirão. Nem eles entenderão, pois as atitudes que tiverem serão sempre contrárias às que uma pessoa de bem teria. Muitas vezes, presenciamos o Altíssimo, em Sua perfeição, ajudar nos mínimos detalhes quem nEle crê.

Temos visto pessoas ficarem com raiva pela insensatez que demonstraram nos tribunais, uma vez que as ações mentirosas movidas contra os justos resultaram em nada. Isso porque Deus, de fato, é fiel, e a promessa divina é que a tenda dos ímpios, criada por eles para extorquir o justo, não existirá mais.

Em Cristo, com amor

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

E, ENTÃO, DEUS SERÁ CONTIGO


E ordenou a Josué, filho de Num, e disse: Esforça-te e anima-te, porque tu meterás os filhos de Israel na terra que lhes jurei; e eu serei contigo.


Deuteronômio 31.23


Ainda hoje, Deus delega a algum dos Seus filhos uma obra especial. A Josué, por exemplo, foi ordenado que conduzisse os filhos de Israel à Terra Prometida. Ele teria de cumprir essa ordenança, a despeito das dificuldades que poderia enfrentar, e o Senhor seria com ele. O Altíssimo lhe deu dois segredos – esforça-te e anima-te – e seria com Josué. Preste atenção ao que Deus o manda fazer, para que você também tenha a presença dEle.


Durante anos, Josué foi servo de Moisés. É importante notar que o Todo-Poderoso não delegou essa sublime missão a um dos dois filhos de Moisés. Como Senhor, Ele tem os Seus motivos, e, quando toma qualquer decisão, ninguém pode condená-lO. Ele é Senhor santo em tudo; portanto, Suas decisões são sempre as melhores. Portanto, quem der ouvidos ao que o Altíssimo fala sempre será recompensado.


A primeira atitude que aquele servo de Deus deveria tomar era esforçar-se. Se ele não o fizesse, o Senhor não teria como ajudá-lo. Tenha esse ensinamento sempre no seu coração: diante de qualquer missão que o Pai lhe der, ainda que tudo pareça impossível, esforce-se, pois Ele cuidará dos mínimos detalhes se você não O fizer de mentiroso. Não meça a bênção pela dificuldade, mas, sim, pela santa Palavra.


O Senhor Deus falou ainda a Josué: “Anima-te!”. Você jamais terá êxito em qualquer empreitada se não se encher de ânimo. O certo é agir desta maneira: se o Altíssimo lhe deu algo como missão, Ele sabe que, com a ajuda dEle, você conseguirá. Então, além de se esforçar, é preciso animar-se – o que o inimigo não quer que aconteça; afinal, desanimado, você não terá a ajuda divina.


Deus escolheu Josué, e ele não tinha o direito de dizer não. Meu irmão, não há outro capaz de realizar a obra para a qual você foi chamado. O Senhor é quem o capacita! Então, não adianta achar que alguém mais faria melhor o que lhe foi destinado. Não é a eloquência de alguém – nem seu porte físico, tampouco a aptidão intelectual – que fará a obra. A capacidade para cumprir o plano divino é dado àqueles que Ele escolhe.


O assunto é mais sério do que pensamos. O Senhor disse que havia jurado que Seu povo seria colocado em Canaã. Diante disso, como Ele é sábio, escolheu Josué para tal responsabilidade. Para certa obra ser feita em nossos dias, Ele escolheu você. Portanto, se foi escolhido por Deus, não desperdice sua chance, pois você foi premiado para ser um sucesso.


No final, Josué, tendo cumprido sua missão, veria que o Altíssimo teria sido com ele. Do que mais aquele servo do Senhor precisaria? Obedeça-Lhe, e Ele também será com você. Não é preciso ficar orando para que Deus seja com a sua vida; basta obedecer-Lhe!


Em Cristo, com amor, 

terça-feira, 18 de outubro de 2011

A Palavra da Vida x264

CONFISSÃO DESASTRADA

Disse, pois, a Judá: Edifiquemos estas cidades e cerquemo-las de muros, torres, portas e ferrolhos, enquanto a terra ainda está quieta diante de nós, pois buscamos ao SENHOR, nosso Deus; buscamo-lo e deu-nos repouso em redor. Edificaram, pois, e prosperaram.


2 Crônicas 14.7


Há coisas na vida que nunca deveríamos ter sequer intentado fazer, mas que fizemos e delas nos arrependemos. Existem outras atitudes nossas sobre as quais jamais concluímos que foram a causa de tanto infortúnio e, principalmente, de impedimento do agir de Deus em nosso favor. O que, no passado, aconteceu com o rei Asa explica muito bem o que vamos estudar nesta lição. Espero que ela sirva de alerta a todos os meus leitores.


Mesmo sendo o sucessor de Abias – um desastrado dirigente do povo de Deus –, Asa, seu filho, começou bem seu reinado e logo se pôs a fazer o que era certo aos olhos do Senhor. Com isso, a mão divina veio sobre a sua vida e sobre o seu reino, fazendo com que esse rei alcançasse muito sucesso. No entanto, como não vigiou, tomou uma decisão tola: convocou os israelitas e os instruiu a aproveitarem a prosperidade que lhes sobrevinha e a construírem muros e torres, a fim de se protegerem dos maus tempos que viriam. Ora, o Altíssimo, que havia levado Asa ao êxito, continuaria a ajudá-lo – como, hoje, Ele ainda faz conosco.


O diabo nos tenta de várias maneiras, até que caiamos em suas ciladas. Ele vem como se fosse um amigo mostrando o que nunca deveríamos ver. O problema ocorre quando passamos a agir como os que não conhecem a Palavra e se deixam levar pelas mentiras de Satanás. Em vez disso, nós, filhos de Deus, precisamos estar prevenidos para jamais decidirmos algo que esteja fora da Santa Escritura. De fato, somente devemos deixar a Palavra do Senhor dirigir-nos. Muitos cristãos, porém, com orgulho, dizem que fazem o que o coração manda, pois este jamais erra. No entanto, a Bíblia afirma que enganoso é o coração do homem e desesperadamente corrupto (Jr 17.9), e não é bom desmenti-lA!


Quanta infidelidade tem sido praticada pelo fato de alguém, seguindo a voz do próprio coração, achar que certa pessoa seria a ideal para ele – e não aquela com quem se aliançou em casamento! Provavelmente, muitos leitores meus foram vítimas do seu coração. No entanto, mesmo sabendo que essa atitude não agrada ao Senhor, muitos ainda cedem à oferta infernal quando são tentados por Satanás.


O temor do Senhor abençoava o governo de Asa, mas, de uma hora para outra, deixando-se levar pelo medo de sofrer uma invasão, ele teve a ideia de construir fortificações. Esse governante disse que deveria fazer isso enquanto a terra estava quieta diante deles. No entanto, o demônio pôde usar o etíope Zerá, que veio contra ele com um milhão de soldados (2 Cr 14.9-15).


Judá poderia ter continuado a ser muito próspera; afinal, Deus havia colocado a pessoa certa para estar à frente daquele povo. Entretanto, Asa deixou de observar a Lei do Senhor e passou a fazer o que o seu fraco e corrupto coração lhe dizia. Não imite esse rei nem faça o que o seu interior lhe pede. Quem andar nos caminhos de Deus jamais será condenado. Nas veredas divinas, há proteção, e o melhor é que o imundo não passa por elas.


Em Cristo, com amor

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

SEMPRE DESCARTE O MAU EXEMPLO




Amado, não sigas o mal, mas o bem. Quem faz bem é de Deus; mas quem faz mal não tem visto a Deus.

3 João 1.11

Desde o princípio, há pessoas que se dão às práticas do mal. Muitas delas, porém, não percebem o perigo que correm, pois, no grande Dia, terão de prestar contas pelos atos cometidos. Quem irá julgá-las é o justo Juiz, o Senhor Jesus, que virá e dará a cada um segundo as suas obras (Mt 16.27). Se você quiser passar pelo juízo sem condenação, comece a agir como a Palavra de Deus o orienta e, então, lave o seu coração de todo mal.

Os maus exemplos nunca devem servir como lições para o povo de Deus, pois são atos de rebeldia à vontade divina, e quem os praticar verá a ira do Senhor. O egoísta, aquele que só pensa em si, dá um mau testemunho a todos e não deve ser aceito nem tolerado por ninguém. Essa tentação é uma das piores, pois leva o ser humano a perder a recompensa da promessa divina de que “mais bem-aventurada coisa é dar do que receber” (At 20.35).

Os que praticarem o mal sempre conviverão com problemas. Não há nada pior do que andar de noite quando não há luz alguma. Quem sabe fazer o bem, mas não o faz, caminha justamente deste modo: em plena escuridão espiritual (Tg 4.17). No entanto, os filhos obedientes têm o poder para fazer o bem, desde que não se rebelem contra as ordens divinas.

O único exemplo a ser seguido é o de Jesus, o qual foi ungido para andar por toda a parte fazendo o bem. Deus, ainda hoje, está ungindo os Seus para que também andem por todo o mundo fazendo o mesmo que o Mestre fazia. Leia nos evangelhos o que Cristo ensinou, o que realizou e ordenou que assim fosse feito, e aja da mesma maneira. Os atos do Salvador devem ser seguidos, pois são a plena vontade dEle para todos, e o Seu poder nos capacita para auxiliarmos os que não conhecem os seus direitos em Cristo.

Não há dúvida de que quem faz o bem é de Deus, mas quem pratica o mal não conhece o Senhor – o que significa que, mesmo sendo membro da melhor igreja, ainda é servo de Satanás. De quem você tem sido servo? O Espírito Santo tem usado a sua vida, ou você tem sido um instrumento nas mãos do adversário? Não é bom brincar com algo tão sério, pois a sua salvação está em jogo. Portanto, cuidado! Deus só é Pai de quem é Seu filho!

Coitado de quem não é de Deus, pois sua vida será sempre perturbada por maus espíritos. No entanto, não é apenas quem rouba, mata, adultera ou faz algo semelhante que pratica o mal; tem a mesma atitude aquele que sabe fazer o bem, mas não o faz. Estes jamais terão paz, sempre estarão em apuros e passarão por muito sofrimento. Afinal, a proteção divina não pode estar sobre a pessoa que age infielmente em relação à divina Palavra.

A Escritura é taxativa: quem pratica o mal não tem visto o Senhor Deus. De fato, é impossível que alguém tenha conhecido o Todo-Poderoso e não seja tocado para ajudar o próximo.

Em Cristo, com amor

TENHA O SENHOR AO SEU LADO

Se não fora o SENHOR, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós.


Salmo 124.2


Uma das maiores bênçãos que podemos receber é termos o Senhor Deus ao nosso lado. Não é difícil ter esse privilégio, porque Ele já nos deu Sua Palavra. Se Ela está disponível para nós, então, por que não A utilizarmos? Quem tiver Deus ao seu lado jamais será derrotado em qualquer batalha. Quanto a nós, cristãos, que nascemos de novo e estamos cumprindo os Seus mandamentos, temos ainda mais do que isso: o Todo-Poderoso vivendo em nós!


O salmista fala do que era promessa para o povo da Lei – promessa que também é destinada a nós. Agora, temos a garantia de que Ele mora em nosso interior. Então, não há por que temer as tentativas do maligno em nos fazer tropeçar; afinal, o Pai jamais deixaria que Seus filhos viessem a se acidentar nos obstáculos postos pelo adversário e por seus demônios.


Ao ordenar aos que criam nEle que fossem por todo o mundo e pregassem o Evangelho (Mc 16.15), o Mestre garantiu que estaria com eles até o fim dos tempos. Para que isso ocorresse, eles tinham de ir e, em Nome do Senhor, expulsar os demônios e impor as mãos a fim de que os enfermos fossem curados. Se cumprissem o mandamento, Deus estaria com eles.


Essa, por sinal, é a chave para recebermos todas as bênçãos reservadas para nós. O cristão que não se preocupa em descobrir as ordenanças divinas e, tendo-as descoberto, não as cumpre jamais tem o poder do Alto operando em seu favor, tampouco a presença divina em seu viver. Esforce-se para entender o que o Todo-Poderoso o manda fazer e para cumprir a vontade dEle. Assim, Ele será com você.


O que farão aqueles que não têm o Senhor ao seu lado? Ao enfrentarem algum ataque maligno, não terão como resistir. Não são poucos os filhos de Deus que vivem despreocupadamente, como se a vida espiritual não fosse real. Então, ao serem visitados por algum mal, desesperam-se e passam a agir como o inimigo gosta: fora da santa Palavra. No entanto, quem não cumprir os mandamentos divinos jamais terá o Senhor ao seu lado.


Não sabemos quantos homens se levantaram contra o povo de Deus nem a força que tinham, mas, provavelmente, eram muitos os adversários, pois o rei Davi sentiu que o poder dos que o atacavam era maior do que o de seu povo. Mas, mesmo diante de tantos inimigos, Davi e os seus, por servirem ao Todo-Poderoso, viram o quanto vale tê-lO ao lado: o resultado foi além do esperado!


Aqueles adversários foram derrotados, porque o Altíssimo esteve com Seu povo – e, nos dias de hoje, o mesmo ainda ocorre, pois Deus não mudou! De fato, temos conosco o Maior, o Criador de tudo, Aquele que tem todo poder nos céus e na terra. Isso significa que, de modo algum, o Senhor deixará que Satanás venha derrotar-nos. O Todo-Poderoso está conosco para dar-nos a vitória!


Em Cristo, com amor

domingo, 16 de outubro de 2011

É SÓ CONFESSAR

Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele e ele em Deus.

1 João 4.15

Não há preferidos para a salvação, pois ela está disponível a todos aqueles que aceitam Jesus como Salvador, confessando-O como Filho de Deus. Devemos dar o devido valor à confissão da filiação de Jesus em relação ao Pai, porque ela é de suma importância, já que aquele crê no que Deus diz O faz verdadeiro, mas quem não crê O faz mentiroso (1 Jo 5.10).

O que o diabo mais detesta é ouvir alguém falar que Jesus é o Filho de Deus. Isso porque Cristo é puro e, com Seu sangue derramado no Calvário, pagou o preço que era preciso para que o homem saísse do império das trevas e fosse transportado para o Reino de Deus (Cl 1.13). Então, o inimigo tenta fazer com que essa verdade passe despercebida, pois foi por causa do Salvador que ele perdeu o controle sobre nós.

Declarar que Jesus é o Cristo nos faz obter a fé necessária para sermos salvos, tornando-nos membros da família divina e assegurando o nosso lugar na presença de Deus. Satanás luta para que não confessemos essa verdade, uma vez que, assim fazendo, temos o Pai em nós, e nós somos firmados nEle. Um simples ato pode mudar a nossa vida para sempre.

Além de salvo, quem acredita no fato de que Jesus é o Filho do Altíssimo consegue que o próprio Deus esteja nele. Essa atitude significa colocar a sua fé firme no Cordeiro de Deus. Então, aquele que se apropria dessa verdade não somente vê o seu destino eterno mudado para sempre, mas também se torna herdeiro das promessas que o Senhor tem feito.

Outra bênção importante alcançada ao declararmos a filiação de Jesus é sermos firmados no Senhor. É uma união tão perfeita que ninguém pode mais nos separar do amor divino. Então, quando quisermos ajuda, não será preciso sair como um desesperado à procura do Altíssimo, pois estar nEle é tudo de que necessitamos.

Diante disso, nós, filhos de Deus, não devemos jamais ficar receosos ante alguma investida do príncipe da perversidade, pois Aquele que está dentro de nós é maior (1 Jo 4.4). Ele ocupa Sua posição em nossa vida para nos defender, usar-nos nas batalhas contra o mal e levar-nos à vitória total em todas as áreas. Portanto, nem por um minuto queira tê-lo fora da sua história. Obedecendo aos mandamentos, você terá cumprido os requisitos de Deus.

A nossa união com o Todo-Poderoso é semelhante à que Jesus tinha. O Messias falava com confiança e ousadia a respeito da Sua relação com o Pai, porque cria nela e, por isso, não tinha medo de que Suas determinações falhassem. Será que não é por esse motivo que aquilo que determinamos não é realizado? Ora, se é importante confessar que Jesus é o Filho de Deus, por que não o fazer a partir de agora?

Em Cristo, com amor,

sábado, 15 de outubro de 2011

O QUE VOCÊ OUVIU NO PRINCÍPIO

Portanto, o que desde o princípio ouvistes permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis no Filho e no Pai.


1 João 2.24


O Senhor Deus trabalhou muito para que, um dia, você desse ouvidos à Sua Palavra, e, quando isso ocorreu, Ele plantou a genuína semente em sua vida. Agora, você é dEle, e das Suas mãos ninguém o pode tirar. Para sempre, você está ligado a Ele e, por isso, o maligno não mais pode destruí-lo ou vencê-lo em combate algum. Então, não se afaste do Pai celestial nem deixe que as tentações o vençam e o dominem.


O Altíssimo não tira o que colocou em seu coração. Aquela semente plantada em sua vida foi preparada para a salvação da sua alma e, dentro dela, há o poder necessário para fazer de você um filho de Deus e mantê-lo como tal. Por isso, seja forte! É sua obrigação não se deixar vencer por nenhuma tentação. O Deus fiel e Pai de toda a criação tem um propósito lindo, perfeito e completo de felicidade para você desfrutar aqui e por toda a eternidade.


Não seja insensato! Desprezar o que o fez abrir os olhos fará com que você se perca para sempre. Ora, a Palavra enxertada em seu coração é apta para guardá-lo; ela é tudo de que precisa para não cair mais na lábia do inimigo. O diabo nunca foi, não é e jamais será seu amigo, e a proposta que ele fizer certamente será para aniquilar sua vida. O maligno não o ajudará nem lhe proporcionará a verdadeira alegria, pois tudo o que vem dele é puro engano.


A semente que germinou na sua concepção foi aquela que, dentre milhões de espermatozoides, penetrou no óvulo. Aquele embrião era você, e o Senhor o fez campeão. Sem dúvida, foi Ele quem o guiou, pois queria que você existisse. O mesmo se pode dizer da semente divina que lhe foi enviada: a mão do Pai plantou em você a preciosa e bendita Palavra.


O texto bíblico declara que, se a mensagem que abriu seus olhos continuar no seu coração, você também permanecerá no Filho e no Pai. Isso porque a Palavra que lhe foi destinada é um elo com o Altíssimo e, por Ela, você se torna inseparável dEle. Para sempre, estará nas mãos divinas. Não há ninguém com poder para separá-lo do amor de Deus. Assim, você e Ele serão sempre uma dupla inseparável, invencível e indestrutível. Ele será a sua vitória e a sua glória.


Contudo, usando alguma artimanha, o inimigo fará de tudo para você se desviar. Ele lutará para fazê-lo cair em tentação e, assim, perder-se para sempre. No entanto, fique firme, pois o Senhor que começou a boa obra em sua vida é poderoso para guardá-la até o dia da vinda de Jesus (Fp 1.6). Depois disso, você estará para sempre nos Céus com Cristo, onde não haverá demônio nem tentação para tirá-lo da santa presença.


Portanto, resista por mais um pouco de tempo. Assim, com a volta do Senhor Jesus, tudo de mau acabará, e você estará com Ele eternamente. É Cristo quem está escrevendo de modo lindo a sua nova e bendita história.


Em Cristo, com amor

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

3 ANOS CVV

QUEM CONVÉM QUE VOCÊ SEJA

Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato e piedade, aguardando e apressando-vos para a vinda do Dia de Deus, em que os céus, em fogo, se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?


2 Pedro 3.11,12


O que está escrito nessa passagem bíblica haverá de se cumprir de acordo com os planos do Senhor. Ainda que todas as nações se preparem da forma mais absurda, usando as armas atômicas que possuem e criando outras, não conseguirão impedir a volta triunfal do Rei dos reis. Na verdade, tudo o que o homem preparar será reduzido a nada em relação à glória a ser revelada no dia em que Deus dará um fim a todas as coisas e terá proporções maiores do que uma formiguinha lutando contra um trilhão de elefantes.


Diante disso, que tipo de pessoa devemos ser, já que o futuro será a revelação completa da santidade do Senhor? Ora, é preciso preparar-se para não ficar por aqui. Então, não brinque com a sua santidade e tire a maldade do seu coração. Use a verdadeira Água – a Palavra de Deus – para se purificar de toda sujeira e não deixe que nenhum mal se hospede no seu interior, pois uma coisa é certa: Deus não terá compaixão de quem desprezar Suas santas advertências (Pv 19.16).


Só existe uma maneira de escapar daquilo que virá sobre a humanidade: viver em santo trato e piedade. O Altíssimo ordena que Seus filhos sejam santos, porque Ele é santo (1 Pe 1.16). Por isso, não brinque com a sua salvação. Há jovens morrendo a cada dia, os quais ninguém esperava que partissem tão cedo. Quantos deles estavam vivendo em prostituição ou fornicação? Eles não verão o Senhor (Mt 5.8; Hb 12.14) e provarão a segunda morte (Ap 21.8).


O texto santo nos manda aguardar, apressando-nos para a vinda do Dia de Deus. Mais uma vez, é preciso ressaltar: não brinque com a santidade do Senhor. Lave-se de toda malícia, não abrigue pensamentos imundos em seu coração (Jr 4.14; Sl 49.3; Lc 2.35), aguarde ansiosamente o Dia do Senhor, não se descuide da sua preparação e sempre esteja vestido com as lindas roupas que Ele tem-lhe dado. Apresse-se, para que este dia não o pegue despreparado e, então, você não seja incluído no grupo dos salvos.


Não existem outras palavras para descrever o maior evento que a humanidade vai presenciar: o glorioso Dia da nossa redenção. Nessa ocasião, as nossas lutas cessarão, e estaremos com o Cordeiro santo para sempre – desde que tenhamos ouvido as Suas advertências. Porém, tome cuidado, pois não haverá uma segunda chance. Portanto, acerte-se com o Altíssimo agora. Por que deixar isso para mais tarde se a porta que lhe foi aberta pode se fechar para sempre?


A humanidade nunca conheceu um “espetáculo” tão grande como o que acontecerá na volta de Cristo, sequer como “amostra grátis” (Dn 12.1; Mc 13.19). De acordo com 2 Pedro 3.11,12, todas as galáxias e seus planetas, ardendo, irão fundir-se, e todos os elementos derreterão. Tudo será uma massa única, e não haverá esconderijo que não seja descoberto e desfeito. Então, o que os homens inventarem para se esconder do que virá sobre a Terra será completamente destruído pelo fogo de Deus, o qual não deixará nada por aqui.


Ao nos abrir o entendimento na Palavra, o Todo-Poderoso nos convida a tomar posse daquilo que é anunciado. Assim, quem rejeitar o convite divino não só perderá o que lhe é dado gratuitamente, mas também sofrerá eterno prejuízo. Logo, participar da salvação e das bênçãos inerentes a esse ato maior da bondade do Altíssimo é o melhor a fazer. Seja sábio e tome logo posse do que lhe está sendo anunciado, antes que o fogo consuma tudo. Onde você espera passar a eternidade?


Em Cristo, com amor,

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

CUIDADO COM OS ENGANOS

E digo isto para que ninguém vos engane com palavras persuasivas.


Colossenses 2.4

A maior estratégia do diabo para tirar os salvos da presença de Deus é usar seus enganos a fim de iludir os que não estão firmados no propósito de obedecer ao Pai. O inimigo se esforça para fazer com que os filhos do Altíssimo prestem atenção às suas mentiras, separando-os do Senhor. A arte maligna de seduzir é mais ampla do que podemos imaginar.
Na parábola do semeador, Jesus falou dos enganos das riquezas, os quais tornam a Palavra infrutífera (Lc 8.5-15). Ora, quase todas as pessoas desejam possuir mais recursos financeiros; porém, para tal, muitas perdem o escrúpulo, cometendo crimes bárbaros, praticando infidelidade conjugal, aderindo ao tráfico de drogas e aos demais atos perversos. O mais triste, no entanto, é relegar a obra de Deus a um segundo plano.
As mentiras sempre trazem prejuízos. Em alguns casos, a perda pode ser financeira; em outros, pode ser moral. Contudo, em ambas as situações, a ruína será eterna. A verdade é que Satanás não tem poder para forçar uma pessoa a fazer a vontade dele – ele somente pode tentar. Portanto, quem não estiver firme na fé fará o que agrada ao inimigo e, com isso, sofrerá o eterno castigo.
Ao dialogar com a serpente, Eva cometeu seu maior erro, visto que, se não tivesse dado ouvidos a ela, não teria comido o fruto da árvore proibida. Quem presta atenção ao que o inimigo fala também é contaminado, e o que se corrompe julga como certo o que é errado. Dessa forma, qualquer ato inadequado será o mesmo que continuar obedecendo àquele com quem jamais deveria ter entrado em contato.
Os enganos podem ocorrer em todas as áreas da vida. É possível que você fique presunçoso ao se achar diferente e acreditar que está isento de cumprir os mandamentos, ou haja uma pressão tão grande a ponto de não enxergar uma alternativa que não seja fazer algo ilícito. Por isso, não se iluda com nenhuma das palavras persuasivas dos homens. Fique firme no que você sabe ser certo, sirva ao Senhor com a Palavra e nunca se deixe enganar pelas mentiras do diabo.
Na declaração de Colossenses 2.4, Deus demonstra não desejar que nenhum dos Seus filhos seja uma semente entre espinhos. Algumas pessoas começam bem, até o inimigo ir até elas e, com suas mentiras deslavadas, levá-las ao engano. Então, ao “abrirem os olhos”, percebem o quanto foram ludibriadas. É desse modo que muitos casamentos são desfeitos, fortunas são desperdiçadas, e vidas, ceifadas.
Portanto, cuidado com as palavras persuasivas, pois elas têm poder para cegar e levar o homem a se afastar do Altíssimo e de Suas bênçãos. Isso porque os enganos que essas palavras trazem são muito grandes. Os que não estão firmes na fé, ao darem atenção aos argumentos do diabo, acabam perdendo-se na maior mentira que já existiu. Então, não deixe que a Palavra, a qual, um dia, “abriu seus olhos”, fique infrutífera.


Em Cristo, com amor,

Follow by Email

PREGAÇÕES EM DVD

PRESENTEIE A QUEM VOCÊ AMA,EVANGELIZANDO COM AS MENSAGENS DOS NOSSOS CULTOS,FAÇA SEU PEDIDO ATRAVÉS DO NOSSO SITE www.igrejacvv.com.br. PARTICIPE DO NOSSO MINISTÉRIO!

ACESSE NOSSO SITE

www.igrejacvv.com.br E ASSISTA CULTOS ON LINE

Sobre nós

A Igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida é uma instituição inspirada por DEUS para alcançar os corações das ovelhas perdidas da casa de Israel por toda a face da terra.
Com o evento da criação do Ministério Caminho, Verdade e Vida, o Senhor JESUS revelou ao coração do presidente Pastor Gilberto Luiz Chaves o seguimento das três portas do Santuário que Moisés realizava para a adoração do SENHOR DEUS durante o trajeto do êxodo do povo de Israel pelo deserto.
O santuário era composto com três seções para adoração, onde uma delas apenas ao sumo sacerdote era permitido pelo poderoso DEUS adentrar em adoração; A cada seção do santuário havia uma porta .
Hoje com a Graça de DEUS através de seu filho unigênito JESUS CRISTO, essas portas foram substituídas pela GRAÇA DE CRISTO QUE LEVOU SOBRE SI AS NOSSAS DORES E AFLIÇÕES, e a cada porta daquele santuário de outrora, hoje conhecemos que a 1ª porta do santuário é o CAMINHO, a 2ª porta do santuário é a VERDADE, finalmente a 3ª porta do Santuário é a VIDA.
Assim, JESUS é o Caminho e a Verdade e a Vida, como diz no Evangelho de João 14: 6, o santuário vivo do Poderoso DEUS, onde toda a adoração é devida a ele, pois, diz a sua palavra:
“Ninguém vem ao Pai senão por mim”
Desta forma Pastor Gilberto Luiz Chaves teve inspiração de DEUS a denominar A Igreja Pentecostal Caminho Verdade e Vida para realização de trabalho de evangelização e divulgação das Boas Novas a todas as criaturas dispostas a encontrar o SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO.
Pastor Gilberto Luiz Chaves é advogado militante com especialização em advocacia Previdenciária, formado desde 1985, exerce suas atividades profissionais seculares regularmente com escritório fixo há mais de 13 anos no mesmo local; foi batizado em 20 de junho de 1990 no Rio Jororó iniciando seu Ministério de Diaconato, quando em 2006 foi consagrado Evangelista pelo Pastor Oscar Luiz de Oliveira Presidente da Assembléia de DEUS Fonte de Amor donde concluiu então o Curso de bacharel em Teologia da Faculdade de Educação Teológica do Estado de São Paulo em 2007, iniciando o Ministério Pastoral.
A igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida detém a valorosa contribuição do Pastor NELCY CHAVES, regularmente inscrito na ORDEM DOS MINSTROS DO BRASIL, homem de fé com mais de 20 anos de Ministério já Pastoreou nas Igrejas Missionária Cristã, Comunidade Ramá, Assembléia de DEUS em Gramacho e agora com mais de 80 anos de idade é colocado como ESTACA DE ORIENTAÇÃO USADO PELO PODEROSO DEUS.
A igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida esta nos braços do SENHOR JESUS a esperar por todos os cansados e oprimidos para a divulgação das boas novas, pois, disse JESUS:
Mateus 11:28
Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.







Arquivo do blog