Total de visualizações de página

quinta-feira, 28 de junho de 2012

DEUS CUMPRIRÁ O QUE LHE TEM PROMETIDO


Porque eu o tenho conhecido, que ele há de ordenar a seus filhos e a sua casa depois dele, para que guardem o caminho do SENHOR, para agirem com justiça e juízo; para que o SENHOR faça vir sobre Abraão o que acerca dele tem falado.


Gênesis 18.19


Um fato importante revelado nesse versículo é que Deus escolheu você para fazer a vontade dEle. O Senhor o amou tanto que o fez entender Seu plano, e, agora, o que for necessário fará por você. Além de termos sido escolhidos por Jesus, o Senhor também nos nomeou para produzirmos muito fruto (Jo 15.8), a fim de que o Altíssimo nos atenda em tudo o que pedirmos.


Cada pessoa tem suas responsabilidades sobre os filhos que colocou no mundo, e quem não as cumprir haverá de dar contas de suas obrigações no Dia do Juízo. Temos de ordenar aos filhos biológicos, e aos espirituais também, que guardem os preceitos do Senhor. Ser santo, respeitar o direito alheio, evangelizar, orar pelos perdidos e socorrer os fracos são atitudes que nos colocam na “estrada” utilizada por Deus, na qual Ele nos vê caminhando.


Não há um sequer que não esteja obrigado a trilhar o caminho do Senhor, o qual opera e abençoa. A declaração de que Deus “escreve certo por linhas tortas” é mentirosa. Nós é que precisamos observar o que diz a santa Lei e não sair dela de forma alguma. Com isso, se utilizarmos o meio divino de agir jamais nos perderemos nem nos envolveremos com o pecado.


Não há meio de agir com justiça, a não ser seguir as veredas de Deus. Se, por exemplo, uma causa não for justa, fique fora dela; ela só será justa se estiver claramente revelada nas Escrituras. O inimigo pode fazer com que você mova uma ação falsa contra seu empregador e esforçar-se para que você minta, pois lhe abrirá a porta da sua vida. Se você o atender, sua causa deixou de ser justa. Nunca saia da justiça, do que é verdadeiro.


Os que servem a Deus de fato agem com juízo, não se deixando levar pelo que o diabo lhes mostra, mas pelo que está registrado no Livro Santo. Na verdade, tudo o que começa com tentação termina mal. Algo só é válido quando o início dele está na revelação do Verbo divino. Ter juízo é agir sobre o que Deus fez em nosso favor: a morte de Seu Filho, quando Ele venceu o diabo por nós.


É evidente que, se praticarmos obras más e não nos arrependermos delas, reparando o mal que fizemos a outrem, Deus não poderá cumprir Suas promessas em nosso viver. Somos herdeiros de Abraão porque Jesus tornou-Se maldição em nosso lugar; por isso, temos direito às bênçãos desde que não haja impedimento em nós.   


O Altíssimo jamais deixou nem deixará de ser fiel (1 Co 1.9), pois Ele cumpre o que promete. Dessa forma, não podemos ter pecado em nós. Então, é melhor arrepender-se, confessar o erro e pedir o perdão. Com alegria, o Senhor cumprirá Sua boa Palavra.


Em Cristo, com amor,

terça-feira, 26 de junho de 2012

Filho do homem


Filho do homem, dirige o teu rosto para os montes de Israel e profetiza contra eles.


Ezequiel 6.2


O Altíssimo mandou que Ezequiel profetizasse contra os montes de Israel. É importante saber que aos servos não compete escolher o que dizer nem a quem se dirigir; eles têm de cumprir o que lhes foi ordenado na íntegra. Ora, o prazer dos servos de Deus é alegrar o Senhor, obedecendo-Lhe em tudo. Se O fizermos alegre, mais força teremos, pois a alegria dEle é a nossa força (Ne 8.10).


A fim de ser usado pelo Senhor, procure andar segundo a direção do Espírito Santo, e, desse modo, a carne e suas concupiscências não se tornarão senhores da sua vida. Quem vive dominado pelas paixões mundanas, não resiste às ofertas do diabo ou tem como único propósito satisfazer seus desejos pessoais – ainda que estes sejam sadios – não pode ser instrumento nas mãos do santo Deus.


A batalha pela santidade é fácil de ser ganha, pois o Altíssimo já fez tudo aquilo de que o homem precisa para não ceder às propostas do inimigo. Para aqueles que são fracos diante de uma tentação, não conseguem domar a si mesmos ante as ofertas do maligno e estão sempre caindo em pecado, o remédio é cumprir o que lhes é ensinado na Palavra de Deus. Quem conhece a Verdade experimenta a verdadeira libertação.   


A pessoa que recebeu um recado dos Céus – seja promessa de bênção, seja repreensão – para entregar a alguém, e não o faz, torna-se culpada pelo prejuízo que este venha a sofrer. Não há por que temer, ou não cumprir a ordem do Senhor; pois, quando Deus dá a missão, Ele fornece também as ferramentas necessárias. Quando Deus lhe convocou para uma missão, já havia preparado o outro lado para receber a mensagem.


Os que forem fiéis haverão de ser recompensados com novas missões e estarão entesourando para a eternidade (Jo 4.36). Jesus foi muito claro ao falar dos galardões que receberemos por tudo o que fizermos a qualquer um que crê nEle. Aqueles que se encontram muito ocupados para se preocupar com o serviço ao Mestre descobrirão tarde demais que desprezaram a oportunidade de entesourar para a vida eterna.


Ademais, ao sermos salvos, fomos alistados como membros do exército divino para executarmos Sua obra. Quem se negar a fazer o que foi mandado será levado à corte marcial, pois falhou em sua responsabilidade de soldado na guerra entre o bem e o mal. Não deixe nada tirar você da missão que lhe foi outorgada.


Ezequiel tinha de profetizar contra os montes de Israel. Existem montes de perdidos, que vivem no erro, e sofredores por toda a nossa pátria. Temos de dirigir o nosso rosto a essas pessoas que caminham a passos largos para a perdição e transmitir-lhes a divina mensagem: tudo aquilo de que precisam já lhes foi preparado e entregue.


Em Cristo, com amor,

sábado, 23 de junho de 2012

PRIVILÉGIOS DE QUEM ALCANÇA O FAVOR DIVINO


Justiça e juízo são a base do teu trono; misericórdia e verdade vão adiante do teu rosto.


Salmo 89.14


O salvo alcançou o maior privilégio que um mortal poderia obter: tornou-se filho de Deus. Com isso, ele adquiriu direitos e também deveres a cumprir. Jesus afirmou que os membros do Seu Corpo – a Igreja – são o sal da terra e a luz do mundo (Mt 5.13,14). Mais adiante, a Escritura afirma que o salvo é a justiça de Deus (2 Co 5.21). Não há como entender que alguém que provou o amor de Deus deixe tudo para ter uma vida inferior de pecado.


Deus não nos salvou por acaso. O preço pago por Jesus foi de alto valor. Ele deu Sua vida para que fôssemos resgatados do império das trevas. Por isso, o mínimo que devemos fazer para provar a nossa gratidão é vivermos livres de toda forma de pecado. Agindo assim, provamos ao Senhor que estamos felizes com a salvação.


O Altíssimo reina no trono que tem duas bases: justiça e juízo. Por esse motivo, nenhum salvo deve sucumbir às tentações nem cair em transgressão; se isso ocorrer, de nada terá valido para ele o sacrifício que Cristo fez no Calvário. Justiça significa que o Senhor julga somente sobre o que diz Sua Palavra, e juízo é o que Ele faz a respeito do que tem decretado. O salvo deve pensar muito antes de errar, pois Deus não tem outro meio de agir.


Bom é saber que o rosto de Deus nos contempla o tempo todo. Então, se nos voltarmos para Sua Palavra, Ele nos dirigirá para que solucionemos algum problema, evitemos uma tentação ou recebamos uma bênção. Com Seu olhar sobre nós, seremos sempre protegidos. Ele jamais tirará Seu rosto daqueles que Lhe pertencem e O honram.


É evidente que ninguém tem em si a capacidade de viver de modo digno. Porém, com Deus iluminando-nos, não tropeçaremos, uma vez que a misericórdia e a verdade vão adiante do rosto do Senhor. Quem segue as direções da Palavra sempre encontra o favor divino. No entanto, se insistir no erro, tal indivíduo não terá a misericórdia operando em favor dele, pois ela opera com a verdade.


Fomos salvos de todo envolvimento maligno. Quem não se envolver com as tentações jamais será confundido. Contudo, os que não forem zelosos em sua conduta verão que, para eles, as promessas do Senhor deixarão de ser cumpridas. Por isso, é bom vigiar e orar para não cair em tentação (Mt 26.41), mas, se já estiver caído, o remédio será arrepender-se.


Ao ser aceito na família divina, você foi feito nova criatura; as coisas velhas passaram (2 Co 5.17), e a sua ficha foi purificada. Por isso, pode entrar na presença do Senhor sem sentimento de indignidade e determinar sua bênção em Nome de Jesus. Portanto, seja forte e firme na fé, pois suas orações terão o sim de Deus.


Em Cristo, com amor,

domingo, 17 de junho de 2012

ESTRUTURA INTACTA


Ele lhe guarda todos os seus ossos; nem sequer um deles se quebra.


Salmo 34.20


Dentre as muitas coisas importantes que devemos aprender, uma delas é que a recriação não é somente uma palavra bonita; nela, fomos perfeitamente refeitos. O pecado de Adão trouxe a morte ao nosso mundo, e, de certo modo, todos nós fomos corrompidos com a natureza de Satanás, uns menos, outros mais. No entanto, quem passou pelo novo nascimento foi recriado em Cristo Jesus e, por isso, não há nele mais nenhum ponto fraco.


O velho homem tinha várias fraquezas, mas o novo – refeito em Cristo – não trouxe consigo nenhum daqueles defeitos que a morte havia conseguido imprimir na nossa estrutura. Mesmo que tenha caído em algum laço maligno, quem nasceu de novo não mais carregará fraqueza alguma como castigo se confessar que pecou e pedir perdão ao Senhor, pois Ele garante que as suas estruturas não serão quebradas.


A maior tragédia na vida de um filho de Deus é cair em pecado, pois sua nova constituição foi feita para suportar todas as tentações. Na verdade, elas podem levá-lo até a borda do abismo, até o pináculo do templo, mas, se for temente ao Altíssimo, ele não atenderá ao maligno; porém, se tiver transgredido, mas confessar seu erro, será perdoado.


A glória do cristão é não cair em nenhuma tentação. Ele não deve procurar ser tentado, mas, como Jesus foi levado pelo Espírito de Deus ao deserto para passar pela tentação, pode esperar que isso também ocorra com ele. No entanto, ao perceber a proposta maligna, o servo do Altíssimo deve partir imediatamente para o ataque com a Palavra do Senhor. Mil podem cair ao lado dele, e dez mil à sua direita, mas ele não será atingido (Sl 91.7).


O Senhor garante que não haverá nenhum ponto quebradiço em sua estrutura se você for fiel a Ele. Mas, com o passar do tempo, por não ter vigiado, é possível que você esteja sendo enganado pelo adversário e, em seu espírito, haja algumas áreas vulneráveis. Nesse caso, entre em oração o quanto antes, confesse o que tem aceitado e peça a Deus sua restauração completa. Sem dúvida, Ele o atenderá de pronto.


O erro de muitos é não ser sincero com o Senhor. Ora, Ele sabe de tudo! Até mesmo o desejo mais sujo e secreto do coração do homem está nu e descoberto perante os olhos do onisciente Deus. Então, se houver algo errado em sua vida – como, por exemplo, pensamentos torpes, tentações com as quais você brinca e das quais até se aproveita para ter alguma inspiração ou prazer –, diga isso ao Senhor e abandone completamente essas práticas.


Tudo o que existe em nós deve bendizer o Nome de Deus. Se assim for, você não será confundido. Portanto, a partir de agora, não permita que nenhuma tentação exista em seu coração. Seja sincero sempre, e o Senhor fará a sua estrutura ficar intacta. Que as suas vestes sejam sempre alvas é a minha oração!


Em Cristo, com amor,

quinta-feira, 14 de junho de 2012

DIALOGUE COM O SENHOR


Cinge agora os teus lombos como varão; eu te perguntarei a ti, e tu me responderás.


Jó 40.7


A história do ataque que Satanás fez na família, nos bens e na saúde de Jó é uma das mais intrigantes das Escrituras, pois o inimigo recebeu autorização do próprio Deus para fazer essa destruidora obra (Jó 1.6-12). Acusado por seus amigos de ter dado motivo para tal situação, Jó foi veemente em sua defesa, mas não pecou por pouco. Várias lições podem ser tiradas da saga desse servo do Senhor; uma delas é que nunca devemos acusar o Altíssimo.


Muitos perguntam o porquê de Deus ter permitido que o diabo tocasse no patriarca. Esse também foi o questionamento que Jó mais fez, mas ele concluiu que o seu temor foi o que levou o diabo a receber a permissão para tocar em sua vida, sua família e seus bens. Sempre verifique se não há algo errado em você, como, por exemplo, um pecado ou mesmo uma simples desconfiança de que o mal invadirá seu ser. A maldição sem causa não se cumpre (Pv. 26.2).


Por muito tempo, Jó falou, mas Deus queria ter um diálogo com ele. Para poder falar com o Altíssimo, ele deveria vestir os lombos como um homem. O Senhor nos quer ver como responsáveis, pessoas maduras e bem vestidas, e não como alguns que agem com irresponsabilidade e dizem palavras frívolas, não assumindo o que dizem. O bom é encararmos a vida espiritual sempre com seriedade, para que não sejamos achados em falta.


As pessoas que podem ser chamadas de homens pesam o que falam, honram suas decisões e estão dispostas a elucidar tudo. Essas são as que vencem e, na eternidade, estarão ao lado do Senhor para sempre (Ap 3.21). Aqueles que o Altíssimo chama de homens dão ouvidos à Verdade. Já os que não a escutam o fazem em razão de suas obras más.


A melhor oração é o diálogo com Deus. Muitas pessoas falam tantas coisas ao Senhor, mas não param e ouvem o que Ele diz. Quando estiver orando, procure entrar na presença divina e sinta o que deve falar, pois o Todo-Poderoso conduzirá a sua oração. Se Ele convencer você de algo errado, peça-Lhe perdão e, ao mesmo tempo, determine não mais praticar o pecado.


Jamais se oculte entre as árvores, como fez Adão, nem tente mascarar seu erro, diminuindo sua transgressão. Sempre responda a Deus com toda a sinceridade. Afinal, Ele jamais falará algo para condená-lo, mas para perdoar-lhe e transformá-lo. Com Ele, seja sempre claro e objetivo; preste atenção àquilo que Ele diz e ao que você responde.


A razão de o Espírito de Deus dar a você vontade de buscá-lO é que Ele deseja mudar a sua vida. Não frustre o Senhor com más atitudes! O que Ele falar ao seu coração deve ser assumido com presteza e rapidez. Nos momentos de oração, você pode obter a capacidade de se livrar de um pecado ou qualquer outro sofrimento.


Em Cristo, com amor,



quarta-feira, 13 de junho de 2012

DIREÇÕES IMPORTANTES


Não escondas de mim o teu rosto no dia da minha angústia; inclina para mim os teus ouvidos; no dia em que eu clamar, ouve-me depressa.


Salmo 102.2


Nesse verso das Escrituras, há três pedidos ao Senhor da parte de quem O ama, os quais nos dão direções importantes. Talvez você esteja envolvido em tentações, mas, ao perceber que elas são laços e confessar sinceramente ao Senhor a sua fraqueza, Ele não terá vergonha de você, mas o desvencilhará delas e da face dEle brilhará a Verdade, a qual o livrará da armadilha do inimigo.


Não escondas de mim o teu rosto no dia da minha angústia ‒ Mesmo não tendo aceitado a tentação, sua alma se angustiará, pois o diabo virá com insinuações. De início, ele dirá que você é o culpado por ter sido tentado e, se lhe der ouvidos, ele fará com que você se sinta a pessoa mais miserável e perdida. Não se iluda com as propostas do inimigo, pois ele é mentiroso (Jo 8.44c). Embora você tenha caído, Deus jamais esconderá o rosto de você. Seja paciente, creia no que Ele declara e a Verdade o libertará (Jo 8.32). 


Inclina para mim os teus ouvidos ‒ Desde o dia em que você ouviu o Evangelho pela primeira vez, o Senhor tem os Seus ouvidos inclinados às suas orações. Com isso, em qualquer situação desfavorável, não acredite nas mentiras do maligno, mas ore ao Senhor. No mesmo instante em que você falar com Deus, Ele o ajudará. O efeito da operação divina é mais rápido do que uma injeção antiofídica dada a quem foi picado por uma cobra venenosa.


No dia em que eu clamar, ouve-me depressa – A decisão de clamar ao Senhor é toda sua. Você pode fazer isso logo que sentir o ataque maléfico, ou como fez Faraó, que pediu a Moisés que orasse somente no dia seguinte, pois ainda queria passar uma noite com as nojentas rãs que estavam em todos os lugares de sua casa, bem como em todas as habitações dos egípcios (Êx 8.8-10). Você tem o poder de estabelecer o dia que o Senhor operará em seu favor, então é melhor agir agora.


Quando estiver diante de Deus, clame com fé e, se crer, o socorro virá bem depressa. O Altíssimo não é tardio em Sua resposta, mas depende da sua fé para atuar na hora, ou algum tempo depois. Na parábola da viúva que ia diariamente ao juiz perverso pedindo justiça, Jesus disse que o Senhor rapidamente fará justiça aos que Lho pedirem (Lc 18.1-8). Que isso sirva de lição para que sua bênção não seja tardia.


O Senhor não esconde Sua face de nós, por isso não precisamos ficar sob a influência do diabo. A luz que obtemos pelo rosto do Senhor faz com que sejamos livres dos males. Lembremo-nos de que Deus não tem preferidos nem rejeita ninguém; com Ele, todos têm a mesma oportunidade. Se o adversário estiver dizendo-lhe que as coisas são diferentes com você, não lhe dê atenção; apenas creia no que sentiu agora ao entender o versículo estudado. A Verdade sempre liberta aquele que a conhece.


Em Cristo, com amor,

segunda-feira, 11 de junho de 2012

A SUA CHAMADA MAIS FIRME


Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis.


2 Pedro 1.10


Uma das coisas mais importantes que aconteceu a você foi a sua chamada e eleição. Sem dúvida, você ganhou uma das maiores bênçãos que alguém poderia receber; pois, com o conhecimento da sua posição espiritual, é possível libertar-se de todo e qualquer envolvimento maligno. Com isso, pode mudar o curso eterno de sua vida, dando meia-volta na trilha que o levaria ao Inferno, e caminhar para o Céu.


Agora, de posse dessa informação, não mais continuará dominado pelo maligno, o qual, por meio da miséria, das doenças e dos pensamentos negativos e errados, mantinha você fora da vida abundante trazida por Jesus. Ao se converter, você se tornou herdeiro de Deus e coerdeiro com Jesus de tudo o que o Pai tem. Na nova vida em Cristo, tudo do bom e do melhor está à sua disposição.


Procure fazer firme a sua chamada e eleição, pois o conhecimento de quem você é diante de Deus e de todas as coisas o levará à libertação. Por essa declaração, não aceite que a sua chamada seja como a água, mas, sim, como a rocha. Na verdade, você foi convocado para desfrutar da natureza de Deus, e não para viver na derrota, com o coração tomado pela luxúria, lascívia e pelos demais sentimentos pecaminosos.


Se não se esforçar para ocupar sua posição em Cristo, você ficará à margem da vida e, então, o Evangelho, que é o poder de Deus, nada poderá fazer em seu favor. Se a incredulidade habitar seu coração, você não desfrutará do padrão de vida destinado aos que temem o Senhor. Os que creem no que a Palavra declara a respeito deles comem do melhor, vivem despreocupados e usufruem da paz com Deus.


Para que não haja tropeços em sua vida, o segredo é esquivar-se das armadilhas do diabo. Dessa maneira, você não dará ao inimigo nenhuma entrada em sua vida. Agora, caso ele consiga penetrar em alguma parte do seu viver, virão com ele todos os males. Se tem caído em alguma tentação, aproxime-se de Deus agora confessando seu pecado. Ao ser perdoado, você obtém a purificação de todos os erros e, por isso, tem condições de cumprir o plano divino. Afinal, Jesus afirmou que os libertos por Ele são livres de verdade (Jo 8.36).


Procure fazer cada vez mais firme a sua vocação e eleição, pois você foi chamado para participar da obra eterna do Senhor na Terra. Não deixe para amanhã nem para outro dia, faça hoje mesmo o que Deus lhe ordenou. Você foi nomeado para ser uma bênção. Obedeça ao recado que o Espírito Santo lhe dá pelo apóstolo Pedro, sabendo que aprouve a Deus conferir a você esta posição em Cristo Jesus.


Em Cristo, com amor,

domingo, 10 de junho de 2012

NÃO INQUIRA, VÁ


Pelo que, sendo chamado, vim sem contradizer. Pergunto, pois: por que razão mandastes chamar-me? 
Atos 10.29
Os servos de Deus sempre obedecem às ordens do Altíssimo. Por isso, quando o Senhor disser vá, não pergunte por que nem faça outra coisa senão obedecer. Afinal, é um privilégio ser enviado pelo Altíssimo. Não importam o custo, o sacrifício ou os desafios que você tenha de enfrentar; Deus lhe fornecerá as ferramentas para cumprir seu chamado.
Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa (Nm 23.19), por isso Ele não enviaria alguém para alguma missão se não lhe preparasse o caminho e os recursos necessários. Os duvidadores crônicos fazem perguntas, o rebelde se recusa ir, e o tolo questiona se é ou não da vontade de Deus que ele vá. Contudo, o servo obediente diz: Eis-me aqui, envia-me a mim (cf. Is 6.8).
Não há coisa melhor do que ser escalado pelo Altíssimo para uma missão, mesmo que seja perigosíssima. Sendo Ele quem nos envia, o perigo torna-se inexistente. A pessoa que obedece recebe as credenciais de embaixador do Reino de Deus; logo, ela pode fazer tudo o que Jesus faria pessoalmente. A glória que o Senhor teria naquela obra, se Ele mesmo a fizesse, é a que terá o obediente servo.
Pedro não duvidou da história contada pelos soldados que lhe levaram o pedido de Cornélio, mas, como um ministro de Deus, quis ouvir do centurião a razão. Em casos semelhantes, ou não, certifique-se de que a autoridade o convidou. Existem pessoas que querem promover-se diante de seus superiores e, por isso, mentem para conseguir o sim; depois, conclui-se que suas palavras eram falsas.
Como servo do Senhor, esteja sempre pronto para atender à ordem dEle. Quando for enviado à batalha, porte-se como um soldado em missão. Não importam a hora, o desafio ou a quem você for enviado para ministrar, Deus o guiará em segurança. A unção sobre sua vida é a garantia de que você poderá usá-la a qualquer hora. Por isso, quando uma oportunidade surgir, cumpra-a com louvor.
O fato de Pedro conferir com Cornélio a razão de o haver chamado mostra que devemos ter dignidade na missão. É claro que ele respeitava o centurião no seu posto; porém, Pedro deveria ser respeitado como ministro de Cristo. Deixe claro que você é um ministro enviado pelo Rei dos reis.
A nossa chamada ministerial é um altíssimo privilégio que alcançamos, por isso não podemos deixar que ela seja banalizada. É evidente que desejamos que todos se salvem, mas, além da sabedoria que devemos ter para fazermos bem a obra, não podemos permitir que nos tratem como pessoas insignificantes, mas, sim, como representantes do Reino eterno de Jesus.
Em Cristo, com amor,

sábado, 9 de junho de 2012

DESPERDIÇANDO BÊNÇÃOS


Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.
Colossenses 3.1
O versículo destacado foi registrado nas Escrituras por direção do Espírito Santo; então, ele é verdadeiro. Sabemos que o pecado de Adão nos matou espiritualmente, o que significa que fomos separados de Deus. Mas, agora, aprendemos que fomos ressuscitados com Cristo, na ocasião de Sua ressurreição. Isso foi feito em favor de toda a humanidade e entra em vigor quando a pessoa recebe Jesus como Salvador e Senhor de sua vida.
Meditemos sobre esse assunto, pois é muito sério! O Filho de Deus, o Verbo divino que sempre existiu com o Pai, sendo Ele o Criador de todas as coisas, teve de vir ao nosso mundo, despir-Se de toda a Sua glória e, para nos substituir, morrer em nosso lugar. Ao receber o nosso pecado, Jesus foi separado de Deus, morrendo espiritualmente. Então, quando foi vivificado, Ele ressuscitou, e nós ressuscitamos com Ele.
Não somente ressuscitamos com Ele, mas também fomos assentados nas regiões celestiais nEle (Ef 2.6). Para que isso se concretizasse, Deus teve de fazer uma obra tremenda; no entanto, o que temos feito a respeito disso? Teria tudo isso sido escrito para algum propósito, ou foi uma ficção que o apóstolo Paulo criou? Afinal, fomos ou não ressuscitados com Cristo? Temos ou não direito de voltar a ter comunhão com o Pai?
A verdade é que, hoje, podemos andar com Deus, sem nenhum impedimento, porque o império da morte não tem mais domínio sobre nós. Somos membros da família divina e, fazendo uso do Nome de Jesus, temos o direito de colocar o poder de Deus operando em nosso favor e em benefício de quem nos pedir ajuda, ou de quem o Pai nos dirigir a abençoar. Não podemos resumir a nossa fé em credos e preceitos inventados por homens.
O Senhor nos ordena a buscar as coisas celestiais, onde Jesus está assentado. Quem buscar encontrará; porém, quem não se interessar em obedecer ao mandamento do Pai se comportará como se nada disso fosse verdade. A nossa obediência fará a diferença! Se não temos mais de Deus, é porque não temos buscado o que nos pertence. 
A Escritura declara que estamos assentados nas regiões celestiais em Cristo Jesus. Você já pensou no que Cristo faz hoje e no que existe onde Ele Se encontra? Amigo, desde que aceitamos o Evangelho, passamos a viver lá. Temos de nos convencer de que devemos andar em novidade de vida concedida pelo Filho de Deus. O que você fará a respeito?
Em Cristo, com amor,

sexta-feira, 8 de junho de 2012

NÃO SÃO FILHOS, MAS MANCHAS


Corromperam-se contra ele; seus filhos eles não são, e a sua mancha é deles; geração perversa e torcida é.
Deuteronômio 32.5
Desde a chamada de Abraão, até estabelecer os israelitas na Terra da Promessa, passaram-se séculos. Em um esforço grandioso, Deus usou servos para a realização do Seu plano. Porém, quando os filhos de Israel pecaram, Ele os desamparou, por não se terem arrependido. Isso deve servir de aviso a quem for chamado para a execução da obra divina, uma vez que o Senhor é santo e, de modo nenhum, tolerará aquele que se sujar em qualquer transgressão. Para que isso não ocorra conosco, temos de nos conduzir com sabedoria e, assim, alegrar o Senhor.
O Altíssimo não pode caminhar com quem se entrega ao pecado, porque quem se corrompe une-se ao inimigo. A pessoa que se deixa levar pela tentação e a assume desliga-se do Pai. Com isso, fica nas mãos do espírito do erro e deixa-se perverter em várias áreas da vida, passando a viver na imoralidade, desonestidade, rebeldia, ganância etc. Ora, os que caírem em tentação e se separarem do Senhor serão abandonados.
Quem deixa de andar pela fé e, por conseguinte, comete iniquidade carrega a mancha de suas ações, maculando a si mesmo, e não a obra de Deus. Esta é feita por Ele, o qual não usará o que se oferece ao pecado. No momento em que alguém assume no coração o que o diabo diz, tal pessoa já não é mais usada pelo Senhor. Ela pode ter experiência, falar a linguagem do povo de Deus, mas não possui a assistência divina.
Somos chamados para sermos a geração de vitoriosos, de pessoas consagradas que andam com Deus e, por isso, são instrumentos nas mãos dEle. No entanto, quem deixa de seguir o Senhor e, não querendo se converter, inventa meios de enganar a si mesmo e os outros de que é usado por Deus percebe que o que fez foi obra de homem, sem nenhuma participação do Espírito Santo. Além de não ter recompensa, aquele que não cumpriu sua missão sofrerá punição. 
Vigiar e orar são ordens de Jesus para os Seus (Mt 26.41). Quem não faz isso fatalmente transgride e, assim, exclui-se da bênção. Por que se deixar levar pelo erro e não dar a Deus o direito de dirigir seus passos nos caminhos dEle? Os que são guiados pelo Espírito Santo provam o quanto vale ser filho de Deus. O Senhor só é Pai de quem é filho.
O Altíssimo tem uma alegria tremenda quando vê Seus filhos com o coração cheio de sabedoria. Ele não Se alegra quando se tornam religiosos, mas, sim, pessoas sábias. Saiba que sábio é quem se deixa guiar pelo santo Espírito e, então, tem a sua força bem maior do que a do inimigo.
Em Cristo, com amor,

quinta-feira, 7 de junho de 2012

QUANDO FOR DE TODO O CORAÇÃO


E dar-lhes-ei coração para que me conheçam, porque eu sou o SENHOR; e ser-me-ão por povo, e eu lhes serei por Deus, porque se converterão a mim de todo o seu coração.


Jeremias 24.7


Desde que o homem pecou e, por isso, foi separado de Deus, o Senhor começou a mostrar que Ele não deixaria o ser criado à Sua imagem e semelhança nas mãos do diabo. Ora, a obra de destruição foi além do que Adão poderia ter imaginado, pois o homem morreu para sempre. Porém, vemos nesse versículo que, por intermédio do profeta Jeremias, o Altíssimo nos prometeu um novo coração, pois só com um espírito renovado podemos voltar a ter comunhão com Ele.


Quem não se converte a Jesus não se torna nova pessoa e, por isso, perde muito. É importante que os convertidos meditem nessa declaração, pois ela não foi dada por acaso. A verdade é que Deus deseja que O conheçamos, experimentemos Seu poder, desfrutemos da Sua companhia e nos realizemos nEle.


Desejar conhecer o nosso Pai deve ser a nossa missão maior (Os 6.3). Os que assim fazem vivem em paz. Para eles não importa o ataque do inimigo, pois, com uma simples oração, paralisam a atividade diabólica em sua vida e na de quem pede sua ajuda. Conhecendo o Altíssimo, fazemos valer nossos direitos nEle e sabemos o que Ele pode realizar em nosso favor. Após a salvação, temos de tomar conhecimento dAquele que nos recebeu como filhos e passou a ser o nosso Pai.


Deus quer que O conheçamos como Senhor de todas as coisas, Aquele que pode tudo e executa o que Lhe pedimos. Muitas vezes, Ele faz mais do que pedimos ou pensamos (Ef 3.20). Como bom Pastor, Ele deseja conduzir-nos aos pastos verdejantes, levar-nos para junto das águas tranquilas e refrigerar a nossa alma por amor do Seu Nome (Sl 23.2,3). Aquele que sabe quem o Senhor é não conhece sofrimento.


Ao sermos aceitos como parte do Seu povo, a nossa vida muda por completo, pois somos calçados com autoridade real e recebemos a dignidade de Filho do Senhor do Universo. Roupas limpas e perfeitas nos são colocadas, fazendo com que sejamos agradáveis no Amado. A partir de então, findam-se os sucessos diabólicos contra a nossa vida e começamos a tomar posse das boas obras que já nos foram preparadas.


Ter o Senhor como Deus é ter as portas celestiais sempre abertas, ser respeitado no mundo espiritual e poder contar com o exército divino operando em nosso favor. Não podemos impedir que as tentações, como os pássaros, não voem sobre a nossa cabeça, mas podemos impedir que façam ninhos em nossa vida. Por isso, não temos de nos dobrar diante do mal.


Tudo isso começa com a conversão. Se o seu coração for recriado – feito de novo –, você mudará por completo, tendo os seus pecados perdoados. No entanto, isso só será feito se aceitar Jesus e servir a Ele verdadeiramente.


Em Cristo, com amor,

quarta-feira, 6 de junho de 2012

CUIDANDO DA OBRA


Quem enfraquece, que eu também não enfraqueça? Quem se escandaliza, que eu não me abrase?


2 Coríntios 11.29


Nós, os salvos, precisamos entender esta verdade: quem aceitou a salvação é nosso irmão em Cristo. Tal pessoa é como uma célula do corpo, a qual, se estiver doente, será ajudada pelas outras células que entrarão em ação para curá-la. No entanto, é triste saber que alguém que se diz de Deus tem prazer em noticiar aos outros que algum salvo caiu em pecado. Ora, aquele que é amigo do destruidor se faz inimigo de Deus.


Como a minha mente pensará direito, ou terá paz, se eu estiver sentindo dor nos meus dedos? Ora, a mesma coisa ocorrerá com a minha alma se eu não fizer algo pelo irmão que se deixou levar pelas mentiras do diabo. No entanto, muitos salvos não pensam no bem-estar daqueles que estão enfraquecidos na fé ou dominados por vícios e pecados. A declaração de Paulo serve para todos.


Seria bom se todos os que foram chamados pelo Senhor se esforçassem para andar no santo Caminho; porém, infelizmente, há alguns que não vigiam e, apesar de o Mestre tê-los advertido a esse respeito, eles voltam a ficar presos às velhas arapucas do arqui-inimigo. Depois, o que sentem é vergonha, remorso e dor ao verem que sua comunhão com o Pai foi interrompida. Contudo, devemos fazer algo por eles.


A Palavra de Deus declara que o pecado jaz à porta (Gn 4.7), e não há este ou aquele que pode se dizer imune à tentação. Compete a cada um vigiar e, caso sinta que está sendo vencido pelo tentador, deve pedir a misericórdia e a ajuda divinas. Por que se deixar levar pelas mentiras do inimigo? Por que admitir uma traição, aceitar um suborno e entregar-se às drogas e demais erros? Viver de modo santo é infinitamente melhor.


Agora vigie, pois o maligno não somente tentará levá-lo ao pecado, o que é muito triste, como também se esforçará para você ser a causa da queda de alguém. O diabo sabe que a pessoa por quem vier o escândalo sofrerá grande condenação e, por isso, ele será capaz de lhe oferecer o que mais lhe agrada para que você caia nas mãos dele.


Como membros do Corpo de Cristo, temos a obrigação de dar bons exemplos e não falar como Caim, que não se julgava guarda do seu irmão. Na verdade, devemos sofrer as dores de parto, como Paulo mencionou. Se você deseja agradar ao Senhor, coloque em seu coração a determinação de interceder em favor de tantos quantos estão fracos na fé.


Em Cristo, com amor,

Follow by Email

PREGAÇÕES EM DVD

PRESENTEIE A QUEM VOCÊ AMA,EVANGELIZANDO COM AS MENSAGENS DOS NOSSOS CULTOS,FAÇA SEU PEDIDO ATRAVÉS DO NOSSO SITE www.igrejacvv.com.br. PARTICIPE DO NOSSO MINISTÉRIO!

ACESSE NOSSO SITE

www.igrejacvv.com.br E ASSISTA CULTOS ON LINE

Sobre nós

A Igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida é uma instituição inspirada por DEUS para alcançar os corações das ovelhas perdidas da casa de Israel por toda a face da terra.
Com o evento da criação do Ministério Caminho, Verdade e Vida, o Senhor JESUS revelou ao coração do presidente Pastor Gilberto Luiz Chaves o seguimento das três portas do Santuário que Moisés realizava para a adoração do SENHOR DEUS durante o trajeto do êxodo do povo de Israel pelo deserto.
O santuário era composto com três seções para adoração, onde uma delas apenas ao sumo sacerdote era permitido pelo poderoso DEUS adentrar em adoração; A cada seção do santuário havia uma porta .
Hoje com a Graça de DEUS através de seu filho unigênito JESUS CRISTO, essas portas foram substituídas pela GRAÇA DE CRISTO QUE LEVOU SOBRE SI AS NOSSAS DORES E AFLIÇÕES, e a cada porta daquele santuário de outrora, hoje conhecemos que a 1ª porta do santuário é o CAMINHO, a 2ª porta do santuário é a VERDADE, finalmente a 3ª porta do Santuário é a VIDA.
Assim, JESUS é o Caminho e a Verdade e a Vida, como diz no Evangelho de João 14: 6, o santuário vivo do Poderoso DEUS, onde toda a adoração é devida a ele, pois, diz a sua palavra:
“Ninguém vem ao Pai senão por mim”
Desta forma Pastor Gilberto Luiz Chaves teve inspiração de DEUS a denominar A Igreja Pentecostal Caminho Verdade e Vida para realização de trabalho de evangelização e divulgação das Boas Novas a todas as criaturas dispostas a encontrar o SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO.
Pastor Gilberto Luiz Chaves é advogado militante com especialização em advocacia Previdenciária, formado desde 1985, exerce suas atividades profissionais seculares regularmente com escritório fixo há mais de 13 anos no mesmo local; foi batizado em 20 de junho de 1990 no Rio Jororó iniciando seu Ministério de Diaconato, quando em 2006 foi consagrado Evangelista pelo Pastor Oscar Luiz de Oliveira Presidente da Assembléia de DEUS Fonte de Amor donde concluiu então o Curso de bacharel em Teologia da Faculdade de Educação Teológica do Estado de São Paulo em 2007, iniciando o Ministério Pastoral.
A igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida detém a valorosa contribuição do Pastor NELCY CHAVES, regularmente inscrito na ORDEM DOS MINSTROS DO BRASIL, homem de fé com mais de 20 anos de Ministério já Pastoreou nas Igrejas Missionária Cristã, Comunidade Ramá, Assembléia de DEUS em Gramacho e agora com mais de 80 anos de idade é colocado como ESTACA DE ORIENTAÇÃO USADO PELO PODEROSO DEUS.
A igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida esta nos braços do SENHOR JESUS a esperar por todos os cansados e oprimidos para a divulgação das boas novas, pois, disse JESUS:
Mateus 11:28
Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.