Total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

O SENHOR FRUSTRA O PLANO DO INIMIGO

E sucedeu que, ouvindo os nossos inimigos que já o sabíamos e que Deus tinha dissipado o conselho deles, todos voltamos ao muro, cada um à sua obra.


Neemias 4.15


Um dos graves erros que os filhos de Deus cometem é ter medo do que o inimigo intenta fazer com eles. Desde um chefe de repartição que se julga melhor do que todos – e, por isso, age como dono do setor – até um bandido que nos faz alguma ameaça, em qualquer situação desconfortável, temos de orar ao Senhor e, depois de depositar os problemas nas mãos dEle, continuar a cumprir o que Ele nos ordenou.
O nosso Pai sabe tanto levantar quanto derrubar. Ele tem poder sobre todas as obras dos homens, sejam elas boas ou más. Por isso, se orarmos e usarmos as nossas prerrogativas em Cristo, Ele frustrará os planos dos que nos querem oprimir e nos fazer sofrer. O Senhor sabe estagnar as intenções malignas de tal modo que o que alguém planejava fazer contra nós fica guardado para ser mostrado no Dia do Juízo.
O povo de Deus tem um recurso que os demais não têm: pode orar ao Senhor e ser atendido a qualquer momento. Se fizermos uso do que nos pertence em Jesus, os nossos problemas terão solução. Portanto, não deixe o desespero tomar conta de você, não perca o sono nem caia em depressão. Se o inimigo investir contra a sua vida, em vez de você temer as ameaças dele, procure a direção divina, pois essa será a sua melhor atitude.
Quando o maligno soube que Neemias e seus amigos já haviam descoberto o que ele procurava fazer em oculto, deu-se por vencido. Certamente, o adversário entendeu que não conseguiria dar seguimento ao seu plano perverso; afinal, os israelitas já teriam pedido o socorro celestial. Sempre que souber de algo que planejam fazer contra a sua vida, ore, e o Senhor tomará conta da situação.
Aqueles homens maus não puderam concluir seu ato cruel, pois, quando o Senhor revelou aos israelitas o que eles planejavam, Ele estava dissipando o conselho deles – e, por isso, o mal não mais prosperaria. Sempre que o Todo-Poderoso lhe revelar algo, aquilo já será passado se você assim o decretar, em Nome de Jesus, e, consequentemente, o projeto do diabo será frustrado. Basta você orar, e Deus entrará em ação, anulando o que fora maquinado contra a sua vida.
O segredo é viver em comunhão com o Altíssimo, pois, assim, nenhuma arma forjada contra você prosperará (Is 54.17). A sua arma mais eficaz é esta: orar e crer no que lhe tem sido prometido nas Escrituras, pois Cristo nos assegurou que tudo o que pedirmos em oração nos será feito (Mt 21.22).
Só restava aos israelitas voltar ao trabalho. Quando o Senhor opera, meu irmão, não há por que ficar chorando pelo que poderia ter acontecido. A partir da revelação que o Pai lhe dá, passe a se alegrar e continue a cumprir o que lhe foi mandado. O nosso Deus sempre frustra os planos que o inimigo tem contra a sua vida.

Em Cristo, com amor

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

MANEIRA DE GUERREAR

E, ao tempo em que começaram com júbilo e louvor, o SENHOR pôs emboscadas contra os filhos de Amom e de Moabe e os das montanhas de Seir, que vieram contra Judá e foram desbaratados.


2 Crônicas 20.22


Não há maneira melhor de guerrear do que cumprindo as orientações que Deus nos dá. O Senhor, com seus estranhos meios de operar, tem o caminho aberto para entrar na batalha e nos ajudar. Ele sabe que atitude tomar a fim de parar uma perseguição e fazer com que o perseguidor se apavore e, assim, fuja. Tendo a Santa Palavra, podemos descansar, pois o Todo-Poderoso A cumprirá ainda que o Céu e a Terra passem (Mt 24.35).
O rei Josafá, ao ouvir que uma multidão de além do mar e da Síria estava já marchando contra ele, pôs-se a buscar o Senhor, apregoou um jejum em todo o reino de Judá, e a nação inteira ajuntou-se para pedir socorro ao Altíssimo. O rei liderou o povo na oração em que abriu o seu coração e confessou a sua confiança nAquele que sempre fora a Ajuda do povo de Deus, e o Senhor ouviu o seu clamor (2 Cr 20.1-17).
Bom seria se isso ocorresse em todas as famílias atacadas pelo inimigo! Porém, como, às vezes, é difícil ajuntar todos os membros nesse propósito, os que são atacados devem lembrar que a igreja é sua verdadeira família. Como disse Jesus, os que fazem a vontade de Deus são minha mãe, meus irmãos e minhas irmãs (Mt 12.50). Se você não tem em seu lar quem o ajude em oração, procure-nos. Sem dúvida, nós nos ajuntaremos a você para auxiliá-lo.
Josafá sabia que, sem a assistência divina, seria difícil enfrentar aquela quantidade de adversários – e, mesmo que tivesse condições humanas para isso, muito dos seus perderiam a vida. O processo natural de qualquer luta é muito doloroso, mas, quando o Senhor opera, a obra é feita com tanta perícia, que, por exemplo, o doente não sente nada e, além dessa bênção, que já é grande, a cura é realizada com perfeição, não havendo nenhum efeito colateral.
O rei orou sobre o que Deus havia prometido. Esse é o tipo de oração que leva o homem a obter resposta. Quem ora segundo o que pensa por si mesmo, e não o que a Palavra declara, não consegue achegar-se ao Senhor. Apenas quem entra no único Caminho – Jesus, a Palavra de Deus – consegue alcançar o Pai.
Deus enviou àquele povo o profeta Jaaziel, o qual disse que Judá não deveria temer, pois aquela batalha era do Senhor. O segredo é fazer as suas batalhas serem do Senhor. Dispa-se de todo pecado, mude os seus planos para os de Deus e ore sobre o que a Bíblia diz a respeito do que está acontecendo. Então, creia no que você entender como resposta divina pela Palavra. Se o Altíssimo tomar a sua luta como se fosse a dEle, você terá a vitória assegurada.
Josafá creu na profecia de Jaaziel e preparou o povo para louvar a Deus, conforme a instrução do profeta. Então, no momento em que começaram a cantar e a dar louvores, o Todo-Poderoso pôs emboscadas contra a multidão dos seus inimigos, os quais foram derrotados.

Em Cristo, com amor,

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

A HISTÓRIA PODERIA TER SIDO OUTRA

Vindo, pois, Roboão a Jerusalém, ajuntou da casa de Judá e Benjamim cento e oitenta mil escolhidos, destros na guerra para pelejarem contra Israel e para restituírem o reino a Roboão. Porém a palavra do SENHOR veio a Semaías, homem de Deus, dizendo:


2 Crônicas 11.1,2


O erro de Roboão, filho de Salomão, foi o de não ter preparado o seu coração para servir ao Senhor. Quem agir da mesma forma, mesmo sendo filho de alguém que soube servir a Deus, não logrará muito sucesso. A grande tragédia de muitas famílias é esquecer o que Jesus já fez por elas e, assim, não plantar a boa Semente em seus membros, porque, com o tempo, o inimigo fará com eles o que sempre desejou fazer.
Se toda família for obediente ao Pai, Ele dará a sensibilidade necessária a todos os membros dessa casa para fazerem o que Lhe agrada. Desse modo, Satanás não conseguirá cumprir os seus malignos planos na vida deles. Os filhos deveriam dedicar-se mais a Deus para poderem continuar a obra dos pais ou concluir a própria obra, pois, sem a ajuda divina, ninguém obterá sucesso.
Aquele rei deu ouvidos aos seus jovens amigos, rejeitando o conselho dos anciãos. Com isso, a rebelião plantada por Jeroboão eclodiu. A citação desse fato deve ser entendida como o seguinte aviso do Senhor: por mais abençoado que um novo convertido seja, ele ainda não tem maturidade espiritual para dar bons conselhos; afinal, somente quem vive aos pés do Altíssimo reúne condições de entregar a palavra certa na hora de uma decisão.
Roboão foi correndo para Jerusalém, a fim de preparar um contra-ataque à insurreição que já estava sendo formada no seu reino, mas era tarde demais. Quem não preparar o seu coração, um dia, clamará ao Senhor contra alguma cilada do inimigo, mas não conseguirá ser ouvido. Apesar de ter reunido milhares de soldados para resistir ao embate, se não fosse o conselho de Semaías, homem de Deus, o rei teria cometido mais uma loucura.
As conclusões do homem são muito fracas e impotentes, por isso não servem para resistir a um plano diabólico. Para a casa ficar de pé, é preciso entender o que o Senhor tem planejado. O maligno nunca desistirá da vontade de acabar com a vida do homem, levando-o a cair em pecado e a perder a salvação. Somente quem teme a Deus consegue livrar-se dos ataques infernais.
O que o Altíssimo lhe tem revelado é o melhor. Portanto, cumpra a vontade divina, pois, assim, você conseguirá livrar-se das armadilhas do maligno. Não se esqueça: além de o Todo-Poderoso ser sábio e amar você, Ele lhe diz exatamente o que Ele quer de você. Quem cumprir a orientação divina jamais cairá nas garras do destruidor ou será derrotado.
Se Roboão tivesse preparado o coração para servir a Deus, a história desse rei teria sido outra.

Em Cristo, com amor,

terça-feira, 27 de setembro de 2011

O TEMPLO


João 2




Responderam, pois, os judeus, e disseram-lhe: Que sinal nos mostras para fazeres isto?
Jesus respondeu, e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei.
Disseram, pois, os judeus: Em quarenta e seis anos foi edificado este templo, e tu o levantarás em três dias?
Mas ele falava do templo do seu corpo
João 2:18-21

PREOCUPAÇÕES

Sucedeu, pois, que, morando Davi já em sua casa, disse Davi ao profeta Natã: Eis que moro em casa de cedros, mas a arca do concerto do SENHOR está debaixo de cortinas.


1 Crônicas 17.1


Muitas pessoas precisam aprender a sentir de Deus o que Ele deseja que elas façam; com isso, serão grandemente abençoadas. Os egoístas não conseguirão muito em sua vida. No entanto, quem recebe a revelação do plano divino e o cumpre agradará, sem dúvida, ao Senhor e será muitíssimo agraciado nesta vida. Além disso, no porvir, terá a recompensa eterna. Não se esqueça de que os dons do Pai são irrevogáveis.
Como está a sua família? Se Cristo viesse agora, ela estaria preparada para subir com Ele ou ficaria por aqui? Jesus nos contou a parábola das dez virgens, a fim de que nos preparemos para o maior evento que o mundo conhecerá. Os que não estiverem preparados não subirão com Ele e se perderão para sempre. Por isso, é bom cuidar dos seus para que eles não sejam desclassificados para a vida eterna.
Muitas vezes, o Senhor fala a determinadas pessoas que invistam em Sua obra – e algumas até chegam a dizer que o farão –, mas, depois, sequer se lembram de que Deus as chamou para  sua Mensagem , ou para construir um templo etc. Os que deram ouvidos a Ele não perderão a divina recompensa. No entanto, na eternidade, muitos lamentarão por não terem feito o que lhes foi mandado.
Parece que os ensinamentos do Senhor sobre o ato de ofertar não é do gosto de muita gente.
Davi, vendo que já habitava em sua casa de cedros, pesou-lhe o coração não estar fazendo mais pela obra do Senhor. Ora, o certo é dar atenção ao que Deus ordena. Por isso, nunca deixe para decidir depois se vai ou não obedecer ao Altíssimo, pois Ele pesa o coração daqueles a quem ama, para que acordem e cumpram Sua vontade.
Não há nada mais importante do que a evangelização dos perdidos – essa é a obra que mais toca o coração do Pai. Foi para que todos fossem salvos que o Altíssimo enviou Seu único Filho. Será que Ele, tendo pagado tão grande preço, não faria mais nada para que todos soubessem do que lhes foi feito? Sem dúvida, Ele fará o que for necessário para que todos os perdidos cheguem ao pleno conhecimento da Verdade.
Portanto, não desperdice o seu tempo em coisas fúteis. Qualquer coisa que você fizer fora da vontade de Deus é algo sem nenhuma expressão diante dEle, como correr atrás do vento, mas quem evangeliza cumpre da melhor maneira sua missão no mundo.

Em Cristo, com amor,

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

APRENDENDO COM DAVI

Davi e todo o Israel alegravam-se perante Deus, com toda a sua força; em cânticos, com harpas, e com alaúdes, e com tamboris, e com címbalos, e com trombetas.


1 Crônicas 13.8


Davi era um guerreiro de primeira linha. No seu reinado, Israel não conhecia derrota, e a terra vivia em paz. Com toda a nossa força, também devemos ser guerreiros do Senhor para aqueles que estão conosco, nossa família e quem precisar de nossa ajuda. O Reino de Deus nos foi entregue, e, por isso, não devemos servir ao Altíssimo relaxadamente, mas com todo o amor.
Lendo os escritos de Davi, encontramos orientações sobre como proceder para realizar a obra divina de modo correto. Quem a fizer como o rei fazia, sem dúvida, experimentará muito do Senhor. Foi por isso que Deus disse ter encontrado nele um homem segundo o Seu coração (At 13.22). Esse é o tipo de pessoa que o Altíssimo quer encontrar em mim e em você.
Hoje, o Todo-Poderoso deseja que os Seus também se deem a Ele. A Sua obra será muito maior em nosso meio se nos dedicarmos ao Seu serviço com toda a nossa força. Não há outro jeito de servir ao Pai, a não ser com toda a nossa alma e o nosso coração. Há recompensa para quem Lhe serve assim.
A nossa força é o nosso entendimento de quem é o Senhor, do que podemos nEle e do que Ele almeja que façamos. Se você ainda não tem ciência dessas coisas, procure aprendê-las, pois, senão, a sua vida espiritual não será vitoriosa. É muito triste ver filhos de Deus deixando-se usar pelo inimigo. Ora, o Altíssimo nos chamou para sermos vencedores sobre todas as coisas; afinal, não há segunda classe entre os filhos do Senhor.
Ao buscar a Arca do Senhor, o rei Davi não fez isso sem avisar; ao contrário, convidou todo o povo para o serviço. Ele reverenciava os assuntos divinos e, por isso, levava a sério as ordenanças divinas. Não podemos fazer a obra de Deus de qualquer maneira; ela tem de ser a razão da nossa vida. A propósito, que tal, em vez de organizar um churrasco pelo aniversário de alguém, programar um culto de ações de graças?
Quando o povo de Deus trazia a Arca, Davi se alegrava diante do Altíssimo com todas as suas forças. O rei não fazia isso para impressionar quem quer que fosse, mas para honrar Aquele que fez tanto por ele. Precisamos ter esse tipo de atenção com relação aos assuntos do nosso Deus. Veja bem, um milagre que ocorre em nosso meio deve ser motivo de júbilo de nossa parte, ainda que nem conheçamos a pessoa que recebeu tal graça.
Os perdidos têm de ver que realmente amamos a Deus, que O cultuamos com toda a nossa fé, força e capacidade. Davi levou com ele os músicos, os cantores e os demais levitas, pois queria que fosse uma festa ao Senhor o fato de ter a Arca da Aliança com eles de novo. Que esse tipo de atitude exista em sua vida também!

Em Cristo, com amor,

domingo, 25 de setembro de 2011

O ENGANO INCONSCIENTE

2 CORÍNTIOS ¨
Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?
E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel?
E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.
Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei;
E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso.
2 Coríntios 6:14-18

A PALAVRA DE DEUS

E o rei se pôs em pé junto à coluna e fez o concerto perante o SENHOR, para andarem com o SENHOR, e guardarem os seus mandamentos, e os seus testemunhos, e os seus estatutos, com todo o coração e com toda a alma, confirmando as palavras deste concerto, que estavam escritas naquele livro; e todo o povo esteve por este concerto.


2 Reis 23.3


Josias começou a reinar quando tinha oito anos e morreu jovem, depois de ocupar o trono por 31 anos. Ele foi tão usado no grande reavivamento entre o povo de Deus, que, na Bíblia, é dito que não houve outro rei que se convertesse ao Senhor com todo o seu coração, com toda a sua alma e com todas as suas forças, conforme toda a Lei de Moisés, e, depois dele, nunca se levantou um governante igual (v. 25).
O livro achado durante a reforma do templo e lido pelo escrivão Safã foi a “gota d’água” para que o rei Josias decidisse limpar a terra do povo de Deus de toda imundícia espiritual. Quando o servo do Altíssimo é tocado pela Palavra, ele deve imediatamente pôr em ação o que sentiu que o Senhor quer que ele faça. Com a sabedoria divina, ele conseguirá cumprir o que lhe for mandado.
Desde o desvio de Salomão, os israelitas foram governados por reis que se entregavam à dissolução espiritual. Com isso, na terra do povo de Deus, o diabo passou a ser cultuado e servido como queria. É verdade que alguns reis de Judá serviram ao Altíssimo, mas outros não deram a menor importância ao verdadeiro Deus. Foi, por exemplo, sob o reinado do ímpio Manassés que veio a sentença do Senhor de que Ele não pouparia Judá.
Coisa triste e séria está acontecendo com muitas famílias ajudadas pelo Evangelho: parece que algumas pessoas estão enfeitiçadas por Mamom, pois tudo o que querem é a riqueza. Como pode alguém se esquecer do que Deus lhe fez? Trágico será o fim de quem se entrega à dissolução, ao adultério e a outras práticas tão ruins; afinal, “tudo o que o homem semear, isso também ceifará” (Gl 6.7b).
Perde muito quem vive sem a presença divina. Por isso, Josias convocou o povo e fez um concerto perante o Senhor, com base no que está escrito no Livro Santo: eles andariam com Deus de todo o coração e toda a alma. Ora, nenhuma aliança será aceita pelo Todo-Poderoso se não for para que o homem ande com Ele. Então, o povo se comprometeu a se conduzir por aquele concerto, e, com isso, cumpriu-se a profecia entregue cerca de 150 anos antes pelo profeta, que, depois, foi morto por um leão (1 Rs 13). Quando retiravam os ossos dos sacerdotes para queimar sobre o altar feito por Jeroboão – o qual o profeta disse que seria profanado com a queima dos ossos dos sacerdotes –, o rei não deixou que mexessem na cova onde estavam os ossos do profeta morto pelo leão (2 Rs 23.16-18). Boa coisa é respeitar a memória de quem é usado pelo Senhor!

Em Cristo, com amor

sábado, 24 de setembro de 2011

A ROCHA

Eis que eu estarei ali diante de ti sobre a rocha, em Horebe, e tu ferirás a rocha, e dela sairão águas, e o povo beberá. E Moisés assim o fez, diante dos olhos dos anciãos de Israel.


Êxodo 17.6


Muitas vezes, o povo de Deus não consegue enxergar o que Ele está para fazer e, com isso, murmura contra os próprios irmãos em Cristo. Assim aconteceu com os filhos de Israel quando acamparam em Refidim, onde não havia água para beber. Moisés buscou a direção divina e recebeu a ordem de passar adiante deles com alguns dos anciãos. Ele deveria ir até Horebe e, ali, ferir uma rocha.
Uma das lições que recebemos nesse versículo é que, quando o Senhor diz o que devemos fazer, Ele já sabe o que irá realizar. Logo, de uma coisa podemos estar certos: Sua Palavra será sempre cumprida. Ora, Ele ordenou que Moisés fosse a Horebe e ferisse a rocha, garantindo que estaria sobre ela. Essa promessa significa que Ele sempre estará no local para onde nos enviar.
Fica evidente, pelo plano divino, que Deus não precisa de facilidade para operar. Os israelitas estavam em um terreno seco, onde não havia água. Mesmo assim, para dar-lhes o precioso líquido, o Senhor enviou Moisés até o local onde, humanamente, seria impossível encontrar algo que saciasse a sede. Ao chegar lá, o servo do Altíssimo deveria ferir a rocha para que dela jorrasse água. Ele deveria confiar, ou nada seria feito.
Quem precisa de alguma resposta do Céu deve ir aonde o Senhor mandar, pois as Escrituras dizem que Ele estará adiante para cumprir o que prometeu. Deus sempre espera que creiamos em Sua Palavra; portanto, quando você fizer o seu dever, terá o Onipotente bem à sua frente. Porém, quem não crer no que Ele diz nunca viverá essa experiência.
Então, não olhe para as impossibilidades do que lhe foi ordenado. O Senhor sabe o que promete e tem poder para realizar a obra, por mais difícil que ela pareça ser. Se Ele tivesse mandado Moisés cavar naquele local, muitos incrédulos diriam que a água sempre esteve ali, mas tirá-la da rocha vai além da nossa capacidade de racionalizar.
Como o Altíssimo falou, houve água em abundância. Da mesma forma, sua “rocha” concederá abundantemente o que lhe foi prometido. O Senhor nunca falha, e somente os que dão crédito a Ele veem Sua glória. Portanto, não tenha receio de cumprir o que lhe foi ordenado. Aquele ato era um desafio para Moisés, pois teria de levar junto os anciãos do povo. Por essa razão, sempre é necessário ter um ingrediente que agrada a Deus: a fé (Hb 11.6a).
Logo, a lição que fica é: nunca trema diante de um desafio. Deus nos coloca em situações nas quais, aparentemente, pensamos que iremos fracassar. No entanto, somente a obra que Ele pode realizar é capaz de santificá-lo diante dos homens. Crer no Senhor é acreditar naquilo que Ele diz em Sua Palavra. Confie no que Ele fala; então, você terá o que foi prometido.
Em Cristo, com amor

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

COISAS QUE INTRIGAM

Pois coisas estranhas nos trazes aos ouvidos; queremos, pois, saber o que vem a ser isso.


Atos 17.20


O que mais o diabo teme é que o Evangelho seja pregado em todo o mundo, pois, nesse caso, bilhões de pessoas serão salvas. O inimigo lutará com toda a sua capacidade para que isso não aconteça; afinal, ele se ressente da posição dos salvos em Cristo, uma vez que o propósito de Satanás é nos tirar da felicidade eterna. É triste quando ele encontra corações vazios que lhe dão guarida; porém, a obra de evangelização será feita, pois o Senhor assim deseja.
Não importa se a sociedade é religiosa ou não, avançada cientificamente ou não, próspera ou não, tradicional ou liberal; quando a Palavra de Deus é pregada, as pessoas entendem “coisas estranhas”, e são elas que fazem toda a diferença. Ao entendê-las, as pessoas sentem a necessidade de mudar. Então, devemos anunciar-lhes as Boas-Novas.
O homem – feito pela Palavra de Deus, na Palavra de Deus e para a Palavra de Deus, com a participação de toda a Trindade – fica incomodado quando ouve o Evangelho. Na verdade, essas “coisas estranhas” que ele escuta mexem com o seu interior, uma vez que elas lhe são familiares. Ele sabe que há dentro de si um vazio que somente essas “coisas estranhas” podem preencher; por isso, ele se incomoda e quer saber mais.
Não há substituto para a Palavra de Deus. Nenhum religioso é alguém realizado, pois somente a Palavra tem o poder de dar a quem A ouve plena satisfação. Havendo oportunidade, compartilhe com quem for o que a Bíblia diz; assim, você estará dando à pessoa a melhor ajuda que ela poderia receber.
O interessante é que, ao falar das promessas divinas, o Verbo divino Se revela ao coração de quem O ouve, pois Sua mensagem já é aguardada por todos. Por causa do pecado em que vivem, muitos não admitem que foram tocados, porque não querem abrir mão da vida errada. Mas, sem dúvida, outros tantos abraçarão a Mensagem santa e passarão a pautar sua vida no que diz a Palavra de Deus.
Se fosse possível ajuntarmos todos os pecadores do mundo em um só lugar e, então, pregarmos a Mensagem da cruz para eles, não haveria um só que não a entenderia, pois o Senhor falaria a todos ao mesmo tempo. Sempre há dois sedentos: o homem que quer conhecer a Verdade, mas não sabe como, e o Senhor, o qual deseja que todos se salvem. Esse “casamento” deve acontecer com todo mundo.
Os conceitos que o homem criou no decorrer dos anos atrapalham a pregação do Evangelho. Esse “fogo estranho” prejudica em muito a obra divina, pois jamais será utilizado pelo Senhor. Além disso, não tem poder para iluminar ninguém. Participe da melhor obra de todos os tempos, que é fazer o bem a quem é devido. Assim, você será altamente recompensado por toda a eternidade.

Em Cristo, com amor

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

QUEM SAI AO SEU ENCONTRO

E aconteceu que, indo nós à oração, nos saiu ao encontro uma jovem que tinha espírito de adivinhação, a qual, adivinhando, dava grande lucro aos seus senhores.


Atos 16.16


Quem é chamado para fazer a obra de Deus não está livre das investidas do inimigo, que costuma levantar alguns dos seus para tentar tirar o servo do Senhor do Caminho. As estratégias usadas pelo diabo estão bem claras nas Escrituras, mas, quando formos perseguidos, não devemos temê-las. O exemplo deixado pelos que venceram deve servir de estímulo para todo aquele que não deseja deixar a sua obra pela metade.
É evidente que o diabo não teme quem vai a uma reunião de oração para buscar poder, mas, sim, quem sai dela cheio da graça divina. Agora, ele procurará desviar os passos dessa pessoa. Era essa a atitude da jovem com espírito de adivinhação: ela anunciava a todos o que Paulo e o seu grupo eram e estavam fazendo. Era verdade o que ela dizia, mas, por trás daquela conversa, havia um plano maligno para que eles lhe dessem ouvidos.
O demônio gosta de sair ao encontro dos servos do Altíssimo para desafiá-los e levá-los a algum erro. O triste é quando os filhos de Deus deixam-se enganar pelo adversário. Independentemente do que o diabo fizer a você, mesmo que aparentemente seja algo bom, não o aceite.
Aquela jovem descrita no livro de Atos era possuída por um espírito de adivinhação. Há outras pessoas com um espírito de malandragem, prostituição e outros erros. Fuja sempre de tudo o que vem do diabo, pois dele não pode vir nada bom. Muitos servos do Senhor se deixaram levar por uma tentação, e, quando abriram os olhos, já era quase tarde. O maligno nunca desistirá de tentar, pois sabe que há pessoas que não resistem por muito tempo.
Quem é usado pelo diabo, muitas vezes, torna-se mais ousado do que os que são usados pelo Senhor. Eles não se incomodam em seduzir um servo de Deus, mas alguns destes ficam sem jeito de levar até eles a Palavra da santificação. Ora, o nosso amor ao Pai deveria ser muito maior!
Sempre há pessoas que, por algum interesse, estão por trás daqueles que são usados pelo inimigo – e o motivo vai desde um prazer pecaminoso até algum lucro ilícito. Se, nas ruas, existem aqueles que cometem a prostituição, isso acontece porque alguém os protege; se há corruptos, é por que alguém é o corruptor. Satanás trabalha com toda a sua capacidade para nos tirar da Verdade.
Paulo obedeceu à ordem de Jesus, o qual afirmou que os que nEle cressem deveriam expulsar os demônios (Mc 16.17). Tão logo viu que aquilo era um demônio o qual desejava enganá-lo, o apóstolo deu ordem para que aquele espírito saísse em Nome de Jesus. O mal saiu, e a jovem não mais pôde continuar adivinhando.

Em Cristo com amor,

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

A RELIGIÃO NÃO VENCE A MORTE

AGRADANDO AO SENHOR

Detiveram-se, pois, muito tempo, falando ousadamente acerca do Senhor, o qual dava testemunho à palavra da sua graça, permitindo que por suas mãos se fizessem sinais e prodígios.


Atos 14.3


A atitude de Paulo e Barnabé em Icônio é digna de ser imitada por todos aqueles que temem o Senhor Deus. Juntos, eles entraram na sinagoga e foram tão usados na pregação da Palavra, que uma multidão, tanto de judeus como de gregos, converteu-se ao Evangelho. Esse exemplo deve ser repetido sempre, pois, se temos a Verdade e somos ungidos com o Espírito Santo, por que falarmos de modo vacilante, sem convicção?
O diabo, não gostando da atitude de Paulo e Barnabé, fez com que os judeus incrédulos incitassem e irritassem os ânimos dos gentios contra esses apóstolos, fazendo com que estes desanimassem. Ora, não podemos ter medo de quem irrita os ânimos dos perdidos por causa da Mensagem pregada por nós. Deus haverá de nos dar boas palavras, as quais farão com que as pessoas nos julguem e vejam que realmente temos aquilo de que elas precisam.
Aqueles apóstolos não saíram correndo com medo do que lhes poderia acontecer, mas, ao contrário, detiveram-se ali por muito tempo. Não há por que correr das ameaças que nos foram feitas, pois, se tivermos de sofrer por causa da obra, isso será um grande favor que Deus nos dará. É claro que não devemos ofender nenhum tipo de fé, mas temos de, unicamente, pregar a Palavra a qual produz a fé real nos corações que A ouvem.
O segredo daqueles homens foi falar ousadamente acerca do Senhor. Esse modo de pregação sempre conquista os que são tementes a Deus. Não há outra maneira de falar acerca do nosso Pai. Os cancerosos precisam aprender que o Todo-Poderoso os cura; os pecadores, que o Senhor os salva do pecado; os feiticeiros, que há libertação para eles em Cristo Jesus. Portanto, não seja tímido ao falar do amor divino. Seja firme e destemido, pois, assim, o Altíssimo irá usá-lo.
O próprio Deus dava testemunho à Palavra da Sua graça, permitindo que, pelas mãos dos Seus servos, houvesse sinais e prodígios. Hoje, quando fazemos a obra divina conforme Ele nos mandou, o próprio Senhor também nos acompanha para dar testemunho à Sua Palavra. Se fizermos a obra de outro modo, não O teremos conosco.
É assim que o Deus quer ver Seus servos nos dias de hoje. O prazer dEle é ter Seu povo agindo como Jesus agia. Ele nos ordenou que a fizéssemos como Ele havia feito (Jo 14.12). Quem obedece ao Senhor tem a Sua mão sobre o seu testemunho. Portanto, não invente nada, mas cumpra o que lhe foi mandado.
Não há substituto para o Evangelho quando demonstrado no poder do Espírito Santo. Até mesmo os sacerdotes das demais religiões se convertem quando os enviados de Deus fazem a obra no poder do Espírito Santo. O Senhor anda com saudades de ver os Seus servos agindo como os primeiros apóstolos agiram.

Em Cristo, com amor

terça-feira, 20 de setembro de 2011

LADO ESPIRITUAL

Jesus respondeu e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que me buscais não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes.


João 6.26


A importância dos sinais divinos é imensa na vida de toda pessoa. Não importa se um cidadão é alguém simples ou possui uma excelente educação; ao ver o poder de Deus manifestado, ele chega à conclusão da existência do Senhor e de que o Evangelho é o Caminho que o Altíssimo nos deu para chegarmos a Ele. Quem conhecer o Evangelho em Sua plenitude jamais negará o Senhor.
Só mesmo o Evangelho pregado no poder do Espírito Santo pode mudar uma vida – não há outro meio. Nem mesmo a ciência regenerará o homem algum dia, fazendo dele uma nova criatura. As religiões perdem o seu tempo em tentar modificar as pessoas, e todas as fórmulas inventadas pelo homem são ineficazes para fazer um criminoso ser uma pessoa de bem. O máximo que conseguem é acalmar tal vida, mas somente a Verdade liberta por completo (Jo 8.32).
O trabalho que se faz usando a capacidade do homem não serve para a obra de Deus. Isso Jesus já declarou, mas há quem teime em achar que conseguirá alguma coisa. Ora, o que é nascido da carne é carne (Jo 3.6a). Portanto, para que algo de eterno seja feito, somente o poder do Espírito Santo para mudar por completo uma vida. A obra tem de ser feita pelo Senhor por nosso intermédio, pois, assim, ela será de Deus.
Os milagres que recebemos ou que vemos alguém receber criam um impacto muito grande em nós. Não há como uma pessoa curada negar o fato de que a mão de Deus a sarou. Quem conhecer alguém dominado por espírito maligno e vir a libertação dessa pessoa jamais negará a operação divina. Por que não usar apenas o poder do Alto?
Tão somente o Evangelho tem o poder de Deus à sua disposição. As demais religiões operam na esfera mental e, sem dúvida, todas são alimentadas pelo inimigo. Não há nem haverá religião no mundo que tenha a pureza do Evangelho, a autoridade  do Nome de Jesus e a confirmação no coração de quem ouve, conforme acontece na pregação do verdadeiro Evangelho do Reino dos Céus.
O Senhor dá pão às pessoas, solução para os problemas e paz aos corações. No entanto, não é isso que fará alguém ser salvo. É preciso colocar no coração de quem é beneficiado pelo nosso ministério a necessidade de se abrir para o Altíssimo. A salvação é o que de mais importante existe. É possível alguém ser curado de paralisia, cegueira, câncer ou qualquer outro mal e, mesmo assim, ir para o inferno.
Nós recebemos poder para sermos testemunhas de Jesus; por isso, não nos podemos deixar levar por nenhuma invencionice humana. O cristão que não usa o poder que lhe foi concedido deixa de obedecer a Jesus e, sem dúvida, será responsabilizado pelas vidas que se perderão, porque ele não usou a autoridade que lhe foi dada.

Em Cristo, com amor,

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

A VISÃO

LUCAS 9



E aconteceu que, quase oito dias depois destas palavras, tomou consigo a Pedro, a João e a Tiago, e subiu ao monte a orar.
E, estando ele orando, transfigurou-se a aparência do seu rosto, e a sua roupa ficou branca e mui resplandecente.
E eis que estavam falando com ele dois homens, que eram Moisés e Elias,
Os quais apareceram com glória, e falavam da sua morte, a qual havia de cumprir-se em Jerusalém.
E Pedro e os que estavam com ele estavam carregados de sono; e, quando despertaram, viram a sua glória e aqueles dois homens que estavam com ele.
E aconteceu que, quando aqueles se apartaram dele, disse Pedro a Jesus: Mestre, bom é que nós estejamos aqui, e façamos três tendas: uma para ti, uma para Moisés, e uma para Elias, não sabendo o que dizia.
E, dizendo ele isto, veio uma nuvem que os cobriu com a sua sombra; e, entrando eles na nuvem, temeram.
E saiu da nuvem uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho; a ele ouvi.
E, tendo soado aquela voz, Jesus foi achado só; e eles calaram-se, e por aqueles dias não contaram a ninguém nada do que tinham visto

DEUS NOS PROVA

Mas dizia isso para o experimentar; porque ele bem sabia o que havia de fazer.


João 6.6


Todo bom mestre, além de se esmerar em ensinar, submete seu aluno à prova; afinal, quem ensina pode cobrar o resultado. Meu irmão, esteja certo de que tudo o que o Senhor revela tem um propósito. Algumas vezes, Ele o coloca à prova a fim de que você se prepare para certas situações que estão a caminho; outras vezes, para que você prove o que há, de fato, em seu coração. No entanto, Ele jamais nos pediria algo que não nos tivesse ensinado.
Deus não nos fez como robôs, mas como pessoas com capacidade de ouvi-lO e atender a Ele. A grande tragédia que ocorre com muita gente é não atender ao que o Criador lhe ensina. Ora, os que se mostram bons alunos recebem mais instruções dAquele que é todo sabedoria. Ser ensinado pelo Altíssimo é certeza de obter bom resultado.
Veja como os servos do Senhor Lhe atenderam no passado. Aqueles que aprenderam as lições passaram por grandes testes e saíram vencedores; já os que não deram importância a elas se deram mal. É importante sempre estar pronto para aprender o que é ministrado. Não deixe “passar batido” aquilo que você não entender bem; peça a Deus que o ajude a compreender, pois, por certo, aquele ensinamento será necessário.
No passado, o Mestre pôs Filipe à prova; hoje, eu, você e qualquer outra pessoa também somos provados. O bom é quando temos condições de mostrar que a lição do Senhor não foi dada em vão. No entanto, vale lembrar que Deus não tenta ninguém, por isso não há por que alguém afirmar que Ele o levou ao pecado. Na verdade, quem tenta é o diabo, a fim de tirar o cristão da presença divina e, assim, ter condições de oprimi-lo do modo como deseja e sabe fazer.
O Senhor está ciente do que precisa realizar para que o Evangelho alcance o mundo todo. Ele é o Porteiro que abre a porta para que as ovelhas venham até nós. É com Ele que temos de tratar; depois, então, podemos anunciar o que cumpriremos. Quando o Altíssimo perguntar a você o que fazer, peça a Ele a direção. Não deixe outra pessoa assumir o lugar divino de Mestre, pois só Jesus é o seu Mestre por excelência.
O Senhor não está sendo surpreendido pelo avanço de alguma religião, uma vez que Ele sabe o propósito de todos os homens e o que o diabo está planejando fazer. Deus precisa somente que os Seus servos sigam as Suas instruções. Quem executa o que lhe é mandado faz com que o Altíssimo cumpra o que prometeu.
O Pai jamais Se surpreende nem fracassa em Sua obra, pois tem tudo preparado para aqueles que decidem obedecer ao que Ele deseja. Então, não despreze nenhum dos ensinamentos do Senhor; assim, você verá que a vida de fé é muito estimulante. Fazer a vontade divina é o melhor que lhe pode acontecer!

Em Cristo, com amor

domingo, 18 de setembro de 2011

SERVOS

Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma; como ouço, assim julgo, e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai, que me enviou.


João 5.30


Imagine o Verbo divino, o Filho de Deus, Aquele que criou os Céus e a Terra, declarar que Ele, de Si mesmo, não podia fazer coisa alguma. Como nos enganamos por não dependermos do nosso Deus e Pai para tomarmos decisões que nos afetarão – como o , uma amizade ou uma aventura comercial! Se o que temos a fazer não nos é revelado pelo Senhor, não devemos sequer deixar que esse desejo entre em nosso coração.
Precisamos ter o mesmo sentimento que havia em Cristo: mesmo sendo Ele o Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14.6), o Mestre sabia que, de Si mesmo, não tinha condições de fazer coisa alguma. Portanto, eu, você e as demais pessoas precisamos aceitar, de uma vez por todas, que somos dependentes do Criador, se é que queremos ter bom êxito. Então, não façamos nada daquilo que o Pai não nos disser, ou autorizar, nas Escrituras.
O segredo é ouvir a Palavra de Deus e dar voz a Ela. Para isso, sempre leia a Bíblia e atente para o que é pregado com base nEla. A decisão mais correta é dar ouvidos ao que o Altíssimo nos fala, pois, assim, recebemos a fé – sem a qual não agradaremos ao Senhor (Hb 11.6a), ainda que façamos a obra tida como a mais bonita. Sem a direção divina, não tome decisão alguma nem empenhe sua palavra, pois tudo o que não é de fé é pecado (Rm 14.23b).
Quem toma decisões sobre o que o Senhor fala é justo. Agora, aquele que faz o que o seu coração – ou sua vontade – manda, muitas vezes, pode estar sendo dirigido pelo espírito que atua neste mundo, por isso erra. Veja bem: somente os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos dEle.
Temos apenas uma vontade a buscar: a do Pai. Coloque isso como prioridade em sua vida e não se deixe levar por nada, mesmo que tenha a aparência de algo vindo da parte de Deus. Se, pela Palavra do Senhor, você não entendeu que aquilo é a vontade dEle, descarte-o. Quando temos a revelação, a certeza e a fé, agradamos ao nosso Pai.
Quem busca a própria vontade e faz o que deseja o seu coração não vai a parte alguma, e esse tipo de pessoa precisa aprender que o coração do homem é enganoso e desesperadamente corrupto (Jr 17.9). Os que fazem o que querem agem por egoísmo, pelos desejos da carne e do pecado. Por outro lado, quem realiza a vontade divina passa pela vida como se o pecado nem existisse, pois está muito ocupado para dar lugar ao erro.
Jesus disse que havia glorificado o Pai aqui na terra, consumando a obra que Lhe tinha sido proposta (Jo 17.4). É assim que você irá glorificá-lO. Busque e cumpra o que Deus determinou para sua vida. Então, quando o seu dia chegar, você também dirá que cumpriu o plano divino. Seja sempre um servo de Deus!

Em Cristo, com amor

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

QUEM HABITA COM VOCÊ

A maldição do SENHOR habita na casa do ímpio, mas a habitação dos justos ele abençoará.


Provérbios 3.33


O cristão que não dá atenção aos mandamentos do Senhor não sabe o mal que faz a si mesmo. Quem se deixa levar por uma tentação e despreza o mandamento divino que ordena a não dar lugar ao diabo (Ef 4.27) torna-se ímpio. O mesmo ocorre com a pessoa que não atende ao toque de Deus para que socorra alguém, dando-lhe uma palavra de fé,  ou de qualquer outra ordem.
O ímpio não vê nenhum problema em fazer o que a Bíblia condena; afinal, para tudo ele acha uma justificativa. Há alguns que não pagam à sua metade o que é devido nem veem nada de errado nisso. Porém, para Jesus, essa atitude não é correta. Existem pessoas que, por ação ou omissão, fazem, inclusive, com que o cônjuge se exponha ao adultério. Ora, é bom não nos esquecermos de que seremos julgados pelo que está escrito no Livro Santo!
O que acontecerá aos cônjuges que cometem adultério e não o confessam? Alguns sentem remorso, mas não contam à sua metade que cometeram tal pecado. Outros até se arrependem, mas, por vergonha, preferem não fazer nenhuma confissão à parte traída, pois isso poderia estragar o casamento. Então, usam de mentira para manter um relacionamento falso. No entanto, além do adultério cometido, os que agem desse modo darão conta de mais dois pecados: a mentira e o engano.
A Bíblia ensina que não basta confessar a Deus o seu pecado e achar que ele não mais existirá: “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem, e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão” (Mt 5.23-25).
Por que viver com a maldição dentro da sua casa? Não há oração que tire tal monstruosidade da sua habitação. Então, seu corpo – a sua morada – começa a sofrer de doenças, bem como você passa a ser afligido pela infidelidade conjugal, perda dos bens etc., chegando à destruição e morte. Não haverá quem “compre” aquele que, debaixo de maldição, for oferecido como escravo.
Há pessoas que não conseguem realizar-se na vida, e até os pecadores lhes voltam as costas. Elas acreditam que têm paz e amigos, mas nunca se satisfazem nem conseguem sentir a presença divina. No entanto, aquele que pratica a Palavra de Deus é abençoado.
Quem tem vivido na impiedade fará um bem grande a si mesmo se abandonar esse caminho e voltar-se para o Senhor. Uma das piores atitudes é ter de conviver com a maldição dentro da sua casa, pois, nessa posição, até mesmo viver é um enfado. A depressão, hoje, é senhora de muitas pessoas, pelo simples fato de elas não respeitarem a Palavra de Deus.

Em Cristo, com amor,

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

FESTA 4 ANOS DA IGREJA DA GRAÇA-GROTA NITERÓI

REALIZADO EM 10/09/2011

OUVIR

Ouve tu, filho meu, e sê sábio e dirige no caminho o teu coração.


Provérbios 23.19


Deus fala com Seus filhos tudo o que eles precisam ouvir. Se eles estão sendo levados por tentações, o Senhor os adverte. Se estão esfriando na fé, Ele chama a atenção deles, para que não deixem o maligno levá-los pelos atalhos que terminarão no abismo. Como Pai, o Altíssimo Se esforça para que os Seus não saiam do Caminho e, desse modo, continuem tendo Sua proteção e ajuda em todos os momentos de tribulação.
Se os filhos de Deus deixarem que Ele os guie, certamente serão alimentados do melhor desta vida. Ele é o bom Pastor que leva o Seu rebanho para os pastos verdejantes e para junto das águas tranquilas (Sl 23.2). O Senhor é Pai perfeito e, por isso, jamais negará bem algum àqueles que Lhe pertencem (Sl 84.11). A dependência de Deus é algo de suma importância para que tenhamos sucesso em tudo.
Os tolos não podem ser chamados de filhos, pois não se submetem à sabedoria divina. Muitos deles se acham importantes, donos de si mesmos e, se aprendem alguma coisa do saber humano, logo se incham e já não buscam mais na Palavra as direções para os assuntos normais da vida. Com isso, o inimigo os leva de engano a engano ao precipício. Alguns chegam a culpar o Senhor pelas coisas que o diabo faz com eles.
Cristo afirmou ser o Caminho (Jo 14.6), e sabemos que Jesus é a Palavra de Deus. Tendo ciência disso, você deve dirigir o seu coração no Caminho. Os que não derem importância para esse fato trilharão caminhos tortuosos, e, assim, experimentarão constantes quedas e pecados. Por isso, saiba que é sua a responsabilidade de conduzir seu coração.
Jesus é o Caminho da santidade, a qual é tão importante, que sem ela ninguém verá o Senhor (Hb 12.14). O diabo lhe oferecerá o que for necessário para tirar você do Caminho santo, pois sabe que, dessa forma, conseguirá roubar-lhe a felicidade eterna. Por isso, não seja tolo nem permita que o mentiroso lhe roube a vida eterna que você, em Cristo, já conquistou. A sua sorte foi selada no Calvário, então não a troque por nada.
Conhecendo a manha e astúcia do inimigo, o Mestre, certa ocasião, ensinou aos Seus discípulos que a ninguém saudassem pelo Caminho (Lc 10.4). Então, não deixe que alguém interfira no seu relacionamento com o Pai. O Senhor é suficientemente capaz de guardar você e mostrar-lhe a direção exata. Como ovelha do bom Pastor, você não precisa de outro ensinamento a não ser as orientações que Ele lhe dá em Sua infalível Palavra.
Não saia do Caminho de Deus por nada. Fora dEle, os demônios estão esperando você, pois querem acabar com a sua felicidade, a qual está garantida e durará pelos séculos dos séculos. Não se deixe vencer pela mentira, pelo engano ou pela tentação. Deus dá o escape completo e total a todos aqueles que colocam nEle a sua confiança. Fique firme, olhando para o Altíssimo, que é o Autor e Consumador da sua fé (Hb 12.2).

Em Cristo, com amor,

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

O SEGREDO É OUVIR

A testemunha mentirosa perecerá, mas o homem que ouve falará sem imputação.


Provérbios 21.28


As pessoas que fracassam em suas lutas contra o pecado devem examinar que tipo de testemunha têm sido. Jamais uma maldição atingirá quem está firme na Verdade. Os que se esforçam para dar um bom testemunho da sua fé serão sempre vitoriosos. O Senhor Jesus nos constitui Suas testemunhas para que, por palavras, atos e modo de vida, outros possam ver o quanto Ele é bom.
Quem não fala sobre o que tem aprendido na Palavra de Deus mente. Afinal, somos chamados para dar testemunho da Verdade e, de forma alguma, podemos permitir que o inimigo nos use para fazer alguém deixar de acreditar no Altíssimo. Em todas as batalhas, precisamos somente ter vitória. Não podemos agir como derrotados.
Esse assunto é um dos mais sérios. A nossa felicidade depende do tipo de testemunho que damos. Os que não têm respeito pelo que lhes é ensinado nas Escrituras não obterão sucesso em batalha alguma travada contra o império das trevas. Por outro lado, os que são testemunhas verdadeiras do Senhor sempre vencerão.
O erro de alguns é não prestar atenção ao que lhes é ministrado. A nossa vida espiritual se compara à de um aluno de qualquer escola. Aquele que não aprender a lição, no dia da prova, não terá sucesso, a menos que “cole”. Já na vida espiritual, não há possibilidade de haver “cola”. Somente os que dão ouvidos ao que o Senhor diz conseguem passar pela prova com louvor. Portanto, esforce-se para que a sua vida não seja um mau exemplo.
Não seja mentiroso no seu testemunho. Veja o que está errado em todas as áreas da sua vida e peça ao Senhor que lhe mostre o que fazer para corrigir o seu fracasso. Um dia, você será chamado para dar contas do que realizou nesta vida. Se você se deixou levar pela tentação e caiu em pecado, não se arrependendo posteriormente, está em uma posição bastante desfavorável. O diabo pode tentar, mas compete a você não aceitar a sugestão dele.
Nenhum filho de Deus deve sujeitar-se à miséria, à doença, ao pecado e às demais obras do tentador. Somos libertos para mostrar o quanto o nosso Pai fez e faz por nós.
Quem realmente teme o Senhor se esforça para ouvir e aprender a lição. Ele sempre está comparando o que lhe acontece com o que a Palavra declara. Mas, cuidado, pois o inimigo fará de tudo para tirar você da divina presença. O diabo planejou derrotar Davi com Bate-Seba, pois sabia o quanto este homem o ameaçava. Com você, o adversário tentará fazer o mesmo.
Aprenda com o Altíssimo a respeito dos seus direitos, e você falará sem imputação. Suas palavras serão poderosas, e, com isso, vencerá sempre. Não deixe o diabo enganá-lo, pois você foi destinado a ser uma grande bênção no Reino de Deus.

Em Cristo, com amor

terça-feira, 13 de setembro de 2011

PEQUENO DESCUIDO, GRANDE PREJUÍZO!

Filho meu, se deixas de ouvir a instrução, desviar-te-ás das palavras do conhecimento.


Provérbios 19.27


Essa palavra é endereçada a todos aqueles que foram aceitos como filhos de Deus, pois já saíram do império das trevas e passaram para o Reino da felicidade, o Reino do Pai. No entanto, para que se mantenham no Caminho e evitem as ciladas do destruidor, precisam aprender toda a doutrina sagrada. Sem as palavras do conhecimento, nenhum salvo será bem-sucedido em sua caminhada com o Senhor.
Mesmo estando nas mãos do Altíssimo e, por isso, livres das investidas infernais, é necessário prestarmos atenção às instruções divinas, as quais nos farão sábios para não nos iludirmos pelo mestre-mor do engano, o diabo. O maligno sempre procurará apresentar argumentos de que algumas coisas não são tão importantes assim e que, se cairmos em transgressão, o nosso Pai entenderá a nossa fraqueza.
A verdade é que quem não ouve a instrução deixa de caminhar sob a luz divina e, consequentemente, afasta-se das palavras do conhecimento. Logo, tal pessoa começa a encontrar razões no erro e a se distanciar da verdade, deixando-se ser usada pelo diabo. Depois é só tristeza, vergonha e sofrimento. Para que isso não aconteça, o nosso Pai nos dá a instrução que nos leva à completa felicidade.
As palavras do conhecimento lhe guardarão das armadilhas do maligno. Elas são muitas e bem perigosas. Sem as divinas instruções, o manhoso inimigo o arrastará para a perdição. O inferno está cheio de pessoas que estavam caminhando para os Céus, mas, um dia, foram enganadas e passaram a amar mais ao mundo que a Deus.
Saiba que as palavras do conhecimento irão firmá-lo na Rocha. Sem elas, você não terá condições de clamar por aquilo que lhe pertence nem de desfrutar da vida abundante. Então, o que restará será um ritual religioso, frio, sem poder algum. Com isso, você voltará às antigas práticas, e o pior: irá perder-se para sempre. Veja bem: você não perderá algum de seus bens, mas a sua própria felicidade eterna.
Um simples descuido fará com que você deixe de ouvir a instrução. Então, o amor divino não mais poderá operar em sua vida. Com isso, a depressão, a angústia e os demais atributos satânicos tomarão conta do seu ser. Será que algumas dessas coisas erradas e opressoras já não lhe estão ocorrendo? Se estiver, volte correndo para os braços do Pai.
Os filhos sábios não desperdiçam as oportunidades de aprender com o Pai as lições da felicidade. Já os filhos tolos preferem aprender com o mundo e, por causa disso, recebem também os sofrimentos que há nele. A Palavra de Deus diz que quem guardar o mandamento não experimentará nenhum mal (Ec 8.5). Se há males em sua vida, é porque você deixou de ouvir a instrução. Pequeno descuido, grande prejuízo!

Em Cristo, com amor,

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

QUE QUERES QUE TE FAÇA PARTE 5

Marcos 12

Aproximou-se dele um dos escribas que os tinha ouvido disputar, e sabendo que lhes tinha respondido bem, perguntou-lhe: Qual é o primeiro de todos os mandamentos?
E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor.
Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.

domingo, 11 de setembro de 2011

A Honra do Profeta

Mateus 13

E, chegando à sua pátria, ensinava-os na sinagoga deles, de sorte que se maravilhavam, e diziam: De onde veio a este a sabedoria, e estas maravilhas?
Não é este o filho do carpinteiro? e não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, e José, e Simão, e Judas?
E não estão entre nós todas as suas irmãs? De onde lhe veio, pois, tudo isto?
E escandalizavam-se nele. Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, a não ser na sua pátria e na sua casa.
E não fez ali muitas maravilhas, por causa da incredulidade deles.

PREFIRA O BOM REMÉDIO AO VENENO

O coração alegre serve de bom remédio, mas o espírito abatido virá a secar os ossos.


Provérbios 17.22


O Criador não descuidou de nada. Ao criar os Céus e a terra, e tudo o que neles há, Ele criou bons remédios. Essas medicinas naturais devem ser utilizadas para combater os males que surgem, bem como preventivamente. Uma delas é o coração alegre. Ao falar de coração, o Senhor Se refere à verdadeira pessoa, o nosso espírito. Bom seria que este sempre estivesse alegre, pois isso é um dos bons remédios que Deus preparou.
Certamente, as Escrituras não estão falando da alegria natural que todos deveriam possuir, mas daquela que vem ao nosso coração com a visitação do Senhor. Jesus prometeu visitar-nos, e, ao fazê-lo, o nosso coração sente uma imensa satisfação. Com ela, podemos ordenar ao mal que desapareça de nossa vida, e, ao mesmo tempo, se a cultivarmos, ela nos servirá de remédio eficaz.
A graça de Deus é tão grande e poderosa, que, se for mantida em nosso coração, será o remédio para os nossos sofrimentos. Quantos filhos de Deus deixariam de necessitar de muitos tratamentos médicos se permitissem que a alegria do Senhor possuísse o seu interior? Aos poucos, quem vive na alegria divina percebe que o seu organismo se tornou mais forte e saudável.
Se existem doenças que se originam por causa da ausência de Deus em nós, por que não buscar a Sua presença? Com a Sua vinda, o nosso coração se alegrará, mas, sem ela, a nossa felicidade não será completa. Onde ela está, a tristeza fica fora e, com ela, uma série de sofrimentos. Peça ao Senhor que encha o seu espírito da alegria divina.
As pessoas que não possuem o espírito alegre se abatem com as provações mais simples que lhes ocorrem. Dentro de  igrejas, encontramos uma multidão sofrendo da mesma forma que aqueles que se encontram fora da Casa de Deus. A razão disso é que elas não praticam o que aprendem pela Palavra e, por isso, são tão vazias de Deus quanto os pecadores.
Se o espírito não tem a graça divina, não consegue levantar-se contra as muitas opressões do dia a dia. Com isso, a estrutura da pessoa seca. O triste é ver cristãos dobrando-se diante das tentações. Que o diabo tenta, a Bíblia já o diz. No entanto, Ela garante que, se andarmos em Espírito, jamais cumpriremos a concupiscência da carne (Gl 5.16). O nosso empenho em cumprir toda a Palavra faz toda a diferença.
Há pessoas que gozam de boa saúde, mas sua base moral está toda comprometida. Por isso, para que tudo vá bem para você, faz-se necessário que as suas estruturas tenham a graça divina. Sem a alegria do Senhor, elas não resistirão às tentações, e, com isso, você se perderá para sempre. Ora, quem já foi iluminado sabe que a vida eterna é o melhor que lhe poderia ter acontecido. Então, por que perdê-la?

Em Cristo, com amor

sábado, 10 de setembro de 2011

A dimensão de DEUS





Isaías 66
Assim diz o SENHOR: O céu é o meu trono, e a terra o escabelo dos meus pés; que casa me edificaríeis vós? E qual seria o lugar do meu descanso?
Porque a minha mão fez todas estas coisas, e assim todas elas foram feitas, diz o SENHOR; mas para esse olharei, para o pobre e abatido de espírito, e que treme da minha palavra.
Quem mata um boi é como o que tira a vida a um homem; quem sacrifica um cordeiro é como o que degola um cão; quem oferece uma oblação é como o que oferece sangue de porco; quem queima incenso em memorial é como o que bendiz a um ídolo; também estes escolhem os seus próprios caminhos, e a sua alma se deleita nas suas abominações.
Também eu escolherei as suas calamidades, farei vir sobre eles os seus temores; porquanto clamei e ninguém respondeu, falei e não escutaram; mas fizeram o que era mau aos meus olhos, e escolheram aquilo em que eu não tinha prazer.
Ouvi a palavra do SENHOR, os que tremeis da sua palavra. Vossos irmãos, que vos odeiam e que para longe vos lançam por amor do meu nome, dizem: Seja glorificado o SENHOR, para que vejamos a vossa alegria; mas eles serão confundidos.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

A VANTAGEM DE SER SERVO PRUDENTE

O rei tem seu contentamento no servo prudente, mas, sobre o que procede indignamente, cairá o seu furor.


Provérbios 14.35


O Senhor, nosso Pai, é um Deus sentimental, pois Ele espera alegrar-Se com o procedimento de Seus filhos. Isso acontece quando estes Lhe servem com prudência. Tenho certeza de que não há nada melhor na vida do que Deus, que é perfeito, alegrar-Se com o nosso procedimento. Se isso ocorrer, teremos muita força, pois a alegria do Senhor é a nossa força (Ne 8.10), e o contrário também é verdade.
A prudência é uma virtude que nos faz ver o perigo e nos afastar dele. Em nossa caminhada sobre a terra, precisamos muito dessa bênção, pois o inimigo, o qual não nos quer ver bem, irá esforçar-se ao máximo para armar seus laços diante de nós. Essas armadilhas sempre são preparadas para prender aqueles que não acreditam no que a Palavra de Deus declara. Há muita gente que se diz de Deus presa nos laços do inimigo.
O Altíssimo não nos trata como robôs – nessa situação, pisamos somente onde Ele quer, e nada nos pode atingir. A verdade é que Ele está sempre ao nosso redor para nos guardar e nos mostrar o que o adversário planeja fazer conosco. Porém, temos de ser prudentes, para que o maligno não tenha sucesso em nos laçar.
Os servos prudentes, ao perceberem a cilada, imediatamente tomam a sábia decisão de passar bem longe dela; com isso, não caem em transgressão. As pessoas que não aceitam o que a prudência divina mostra nunca deixam de tropeçar e cair, ainda que, depois, arrependam-se e peçam ao Senhor que as guarde das arapucas que lhes são armadas. Nunca despreze a prudência, pois, com ela, você fará o Senhor contente.
Quem desconsidera a prudência deve emendar-se e passar a obedecer aos toques divinos. Deus jamais nos avisaria de algo se aquilo não fosse perigoso o bastante para nos tirar de Sua presença. Se alguém sair da presença divina, logo estará debaixo da autoridade do maligno. Por isso, não é bom brincar com a verdade.
Preparem-se os que não dão a mínima para o fato de sempre caírem em pecado, pois o versículo que estamos estudando afirma que o furor do Senhor será sobre essas pessoas. Não será nada agradável ter o furor divino derramado sobre a sua vida. Por que trocar a felicidade do nosso Pai pelo Seu furor? Só mesmo quem não mede as consequências faz tal coisa, não é verdade?
Sem dúvida, as pessoas que alegram o Senhor terão o Seu favor e, com isso, tudo lhes irá bem. No entanto, aquelas que O enfurecem provarão o quanto dói brincar com assunto sério, pois debaixo da ira de Deus, elas não conseguirão vencer batalha alguma, e até as coisas mínimas e insignificantes serão um grande fardo para elas.

Em Cristo, com amor

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

DECISÕES INEVITÁVEIS

Dos seus caminhos se fartará o infiel de coração, mas o homem bom se fartará de si mesmo.


Provérbios 14.14


O infiel é alguém que, em seu coração, não dá atenção para os ensinamentos do Pai. Essa pessoa até chega a atender às orientações divinas por algum tempo, mas, quando vem a tentação, deixa-se levar por ela, pois acha que, se der um lugarzinho a algo que julga prazeroso, ou lucrativo, isso não irá atrapalhá-la em nada. Coitada! Ela não sabe que o espírito maligno, a quem obedece, chamará outros sete piores que ele para destruir a felicidade dela.
O homem bom é aquele que tem total respeito pela Palavra de Deus. Se Ela vai de encontro à decisão que ele já tinha tomado, ou desejado, ele, prontamente, deixa aquele caminho, arrepende-se e passa a cumprir a vontade divina. O homem bom se arrependerá até 70 vezes 7 em um só dia, pois não resiste à convicção do Santo Espírito. Esse homem é igual a qualquer outro, só que ele teme o Senhor.
Chegará o dia em que o infiel se fartará dos seus caminhos e concluirá que tudo o que tem feito – seus planos, pecados descobertos, ou escondidos, e demais erros – não serve, pois já o prejudicou bastante. O triste é que essa conclusão, na maioria das vezes, não o leva ao arrependimento. O infiel tem a mania de querer fazer tudo diferente do que a Palavra de Deus ensina.
Não há caminho errado que sirva para quem quer que seja. Mesmo os bandidos mais cruéis, um dia, concluem que tomaram o caminho errado. Jamais o lucro do pecado ajuda; ele apenas destrói a alma, que é imortal, e, assim, destruída, ela entrará na eternidade, de onde jamais sairá. O arrependimento é uma bênção que Deus nos dá, pois, com ele, somos construídos de novo e nos erguemos da queda.
Que dor eterna o infiel de coração amargará para todo o sempre. Ele sentirá remorso, mas não arrependimento, ao ver o quão sujo, mau e ingrato foi com Aquele que só queria o seu bem. Se você tem sido infiel, está em laço de amargura; então, antes que seja tarde, vá a Deus e peça-Lhe que o torne uma nova criatura.
O homem bom chegará à conclusão de que foi boa coisa ter sido obediente ao Senhor. A sua alegria será tão grande, que ele se satisfará de ter sido muito abençoado. Para sempre ele terá a recompensa de suas boas ações. Do que alguém como você deveria fartar-se: das boas ou más ações? Fartar-se, nesse contexto, significa satisfazer-se.
Que tipo de pessoa você tem sido? Seja fiel consigo mesmo agora e faça um exame da sua vida. Se houver algo pecaminoso escondido em seu coração, não deixe que continue mais. Seja o homem bom, e não alguém considerado pelo Senhor como infiel. Este é um momento para você repensar os seus atos e passar a praticar o que é bom. Não entre na eternidade no erro, para que você não receba a sentença da morte eterna.

Em Cristo, com amor

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

A RAZÃO DA FALTA DE RECURSOS E DA AFRONTA

Pobreza e afronta virão ao que rejeita a correção, mas o que guarda a repreensão será venerado.


Provérbios 13.18


A Bíblia é um livro espiritual. Quando fala de pobreza, Ela não está somente tratando da falta de recursos financeiros, que é uma constante na vida de muita gente. A maior pobreza é quando não se tem nada de Deus no coração. A pessoa que não conhece os seus direitos em Cristo, quando se encontra debaixo de uma investida do diabo, não sabe o que fazer para sair daquela situação.
A maior pobreza é um cidadão não ter recursos espirituais para enfrentar um ataque infernal no seu corpo, na sua família e em tudo o que lhe pertence. Infelizmente, o diabo reina livremente na vida de muitos cristãos. Ser rico para com os homens não dá a ninguém um seguro contra os planos de Satanás. No entanto, os que conhecem o seu lugar no Filho de Deus sabem como proceder para que o inimigo fuja deles.
Quantos cristãos, ao serem afrontados pelo maligno, não sabem que meios utilizar para vencer o ataque infernal? Eles se desesperam, e, com isso, alguns chegam a procurar ajuda dos que servem ao diabo. Muitos até tentam ouvir uma mensagem e se levantam parecendo vitoriosos em oração, mas, depois, tudo volta à estaca zero.
Quem rejeita a correção não é sábio em tempo algum, pois, para essa pessoa, sempre faltarão os recursos necessários para enfrentar a maldição que surge do nada, contra a sua vida ou a de algum dos seus familiares. A correção é uma Palavra enviada pelo nosso Pai e capaz de fazer o que for necessário. Entretanto, se alguém rejeita a instrução que o Senhor envia, rejeita também a solução.
Se Deus nos repreende é porque nos ama. A nossa visão é muito curta para ver que, por trás de uma tentação, há uma paixão ou outro caminho mal e, junto a isso, está escondido o príncipe da maldade. Portanto, não despreze nenhuma repreensão do Senhor, pois quem o faz se deixa levar pela mentira do diabo, o qual, com ela, consegue levar os sábios em si mesmos a tomarem as piores decisões.
Quando o Altíssimo, pela divina Palavra, falar-lhe a respeito de alguma resolução errada que você estiver tomando, do perigo de se envolver com alguma pessoa ou se deixar levar pelos pensamentos impuros, aceite de pronto. Com a repreensão, Deus está provando que o ama. Se o Senhor não repreendesse você, Ele não o amaria. Quem não aceita a repreensão divina prova que não ama a Deus nem a si mesmo.
Os que amam o Pai nem de longe querem discutir com Ele. Por que um filho de Deus tentaria provar a Quem é possuidor de toda a sabedoria que algo não é errado, se Ele diz que é? Se você não quiser viver sem recursos e na afronta, jamais rejeite a correção. Seja um filho sábio e obediente, e Deus será com você.

Em Cristo, com amor,

terça-feira, 6 de setembro de 2011

NÃO FALHE NO PROPÓSITO PRINCIPAL

E o SENHOR disse a Moisés e a Arão: Porquanto não me crestes a mim, para me santificar diante dos filhos de Israel, por isso não metereis esta congregação na terra que lhes tenho dado.


Números 20.12


Sempre é bom ouvir o Senhor falar, mas receber dEle uma decisão contrária não é boa coisa. Para que isso não ocorra, preste atenção ao que Ele lhe manda fazer e, em hipótese alguma, faça a obra relaxadamente. Todos os preceitos divinos devem ser observados, pois, na obra de Deus, os fins não justificam os meios. Ele avisa que devemos ser santos, porque Ele é santo (1 Pe 1.16).
Quem não faz exatamente o que é ordenado não somente deixa de cumprir a vontade de Deus, mas também prova que não crê nEle. Assim aconteceu com Moisés, a quem o Senhor instruiu a reunir os israelitas e falar à rocha que desse água (Nm 20.8). Porém, Moisés estava enfurecido e, desta vez, fez como quis: bateu na rocha duas vezes com a sua vara. Aquela Rocha representava Cristo, o qual deveria ser ferido somente uma vez.
O propósito do Altíssimo em tirar água da pedra pela segunda vez e, agora, pela voz do homem de Deus, era muito maior do que o de prover o precioso líquido de forma milagrosa. Com aquele ato, Ele seria santificado diante dos olhos dos filhos de Israel. No entanto, a ira fez com que Moisés falasse duramente com o povo e ferisse a rocha. A lição que fica é: nunca se deve deixar levar pelos instintos.
A sentença não foi pequena. Saiba que Deus faz como Lhe apraz. Talvez você ache que o seu pecado seja ínfimo, mas o Senhor paga a quem trabalha somente uma hora o mesmo que pagou a quem trabalhou o dia inteiro. Ele já disse que o salário do pecado é a morte (Rm 6.23). Não é o tamanho da ofensa que conta, mas o do pagamento do erro.
Quarenta anos de missão, com tantas provas, não significaram nada. Por isso, não se deixe enganar pelas vezes que o Pai usou você para realizar algo. Não caia no “conto” do inimigo de que você é especial, ou que Deus não é tão severo quanto parece. Um beijo em quem não é a sua metade pode significar sua exclusão da vida eterna, ou a proibição de participar de uma grande bênção. Pecar não vale a pena nunca!
Cuidado! Você pode se perder, mesmo tendo passado muitos anos servindo ao Altíssimo. Ele não o terá por inocente, se você não cumprir o mandamento como lhe foi ordenado. É bom prestar atenção e esforçar-se para não fazer o que você quer, mas, sim, o que o Senhor manda. Os detalhes que julgamos mínimos podem ser considerados grandes para Ele.
Deus não faz acepção de pessoas (Rm 2.11). Os que fizerem o bem entrarão para o descanso do Pai eterno, mas os que fizerem o mal haverão de provar Sua dura e inflexível sentença. Queira sempre o Senhor como seu advogado, e não como juiz, pois o Juízo será sem misericórdia. Lute para não falhar no principal propósito da sua chamada.

Em Cristo, com amor,

Follow by Email

PREGAÇÕES EM DVD

PRESENTEIE A QUEM VOCÊ AMA,EVANGELIZANDO COM AS MENSAGENS DOS NOSSOS CULTOS,FAÇA SEU PEDIDO ATRAVÉS DO NOSSO SITE www.igrejacvv.com.br. PARTICIPE DO NOSSO MINISTÉRIO!

ACESSE NOSSO SITE

www.igrejacvv.com.br E ASSISTA CULTOS ON LINE

Sobre nós

A Igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida é uma instituição inspirada por DEUS para alcançar os corações das ovelhas perdidas da casa de Israel por toda a face da terra.
Com o evento da criação do Ministério Caminho, Verdade e Vida, o Senhor JESUS revelou ao coração do presidente Pastor Gilberto Luiz Chaves o seguimento das três portas do Santuário que Moisés realizava para a adoração do SENHOR DEUS durante o trajeto do êxodo do povo de Israel pelo deserto.
O santuário era composto com três seções para adoração, onde uma delas apenas ao sumo sacerdote era permitido pelo poderoso DEUS adentrar em adoração; A cada seção do santuário havia uma porta .
Hoje com a Graça de DEUS através de seu filho unigênito JESUS CRISTO, essas portas foram substituídas pela GRAÇA DE CRISTO QUE LEVOU SOBRE SI AS NOSSAS DORES E AFLIÇÕES, e a cada porta daquele santuário de outrora, hoje conhecemos que a 1ª porta do santuário é o CAMINHO, a 2ª porta do santuário é a VERDADE, finalmente a 3ª porta do Santuário é a VIDA.
Assim, JESUS é o Caminho e a Verdade e a Vida, como diz no Evangelho de João 14: 6, o santuário vivo do Poderoso DEUS, onde toda a adoração é devida a ele, pois, diz a sua palavra:
“Ninguém vem ao Pai senão por mim”
Desta forma Pastor Gilberto Luiz Chaves teve inspiração de DEUS a denominar A Igreja Pentecostal Caminho Verdade e Vida para realização de trabalho de evangelização e divulgação das Boas Novas a todas as criaturas dispostas a encontrar o SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO.
Pastor Gilberto Luiz Chaves é advogado militante com especialização em advocacia Previdenciária, formado desde 1985, exerce suas atividades profissionais seculares regularmente com escritório fixo há mais de 13 anos no mesmo local; foi batizado em 20 de junho de 1990 no Rio Jororó iniciando seu Ministério de Diaconato, quando em 2006 foi consagrado Evangelista pelo Pastor Oscar Luiz de Oliveira Presidente da Assembléia de DEUS Fonte de Amor donde concluiu então o Curso de bacharel em Teologia da Faculdade de Educação Teológica do Estado de São Paulo em 2007, iniciando o Ministério Pastoral.
A igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida detém a valorosa contribuição do Pastor NELCY CHAVES, regularmente inscrito na ORDEM DOS MINSTROS DO BRASIL, homem de fé com mais de 20 anos de Ministério já Pastoreou nas Igrejas Missionária Cristã, Comunidade Ramá, Assembléia de DEUS em Gramacho e agora com mais de 80 anos de idade é colocado como ESTACA DE ORIENTAÇÃO USADO PELO PODEROSO DEUS.
A igreja Pentecostal Caminho, Verdade e Vida esta nos braços do SENHOR JESUS a esperar por todos os cansados e oprimidos para a divulgação das boas novas, pois, disse JESUS:
Mateus 11:28
Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.







Arquivo do blog